Chapolin Colorado vs. Superman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Os combatentes de hoje cara a cara, ou melhor, lado a lado (se bem que esses aí tão mais parecendo versões da deep web...)

Cquote1.svg Viva México cabrón! AGUANTE CHAPULÍN!!! Cquote2.svg
Torcida do Chapolin
Cquote1.svg U.S.A! U.S.A! Cquote2.svg
Torcida do Superman (ué, mas ele não é de Krypton?)
Cquote1.svg É Treeeeeeeeeta mano! Cquote2.svg
Os mano sobre Chapolin Colorado vs. Superman

Chapolin Colorado vs. Superman é um quiprocó antigo, mas provavelmente o mais SUBESTIMADO entre disputas de heróis, especulada mais entre os fãs do Polegar Vermelho na América Latina, já que nos EUA ele é conhecido como o Homem-Abelhão dos Simpsons e olhe lá. Como toda batalha entre Terceiro e Primeiro Mundo, gera ânimos e nacionalismos aflorados, que nós da Desciclopédia vamos deixar de lado ou não fazendo uma análise pau-a-pau desses dois gigantes do panteão super-heróico americano (americano do continente inteiro, não só daquela "America", seu sonso!).

Origens[editar]

O Partido Comunista da Vila foi um importante aliado do campo chapoliniano, bancando o mesmo durante a Guerra Fria junto ao PCCu e PCUS

A treta começou nos anos 70, com o desenvolvimento do El Chapulín Colorado pelo cientista e visionário mexicano Roberto Gómez Bolaños, na época sob o pseudônimo "Bob Bolaños Kane" para não levantar suspeitas. A ideia era criar um "protetor" próprio dos anseios e preocupações da população do Rio Grande pra baixo, alguém que tivesse a cara dos mesmos já que naquela época os heróis eram todos importados do Império Imperialista do Norte, e cabrón nenhum que se preze queria ter um branquelo sempre impecavelmente bem-arrumado como esperança maior: quanto mais mulambo, mais chance de cair nas graças de toda la Patria Grande. Bob Bolaños até lançou depois o Super Sam para tirar mais sarro ainda do rival, mas claro que isso não era suficiente, um mano-a-mano com o azulão de verdade se fazia necessário.

Assim o Pequeno Polegar já nasceu com um quê de crítica social foda e, trajado de vermelho da cabeça aos pés, o que você esperava? Um confronto entre os dois era inevitável, uma questão não de "se" mas de "quando", uma luta pelos corações e mentes da América Latina. E numa época em que os dois campos geopolíticos tavam em pé de guerra literalmente inclusive, cada pedacinho tomado era uma grande vitória, até na esfera fictícia.

Pontos de disputa entre esses titãs[editar]

Mexican Superman, uma tentativa pilantra da DC Comics de penetrar no mercado latino-americano em meio a esse arranca-rabo.
  • Criação: Por mais que Kal-El tinha chegado aqui ainda um bebê todo cagado, o mesmo já era imbuído dos poderes de Krypton desde sempre, brotou aqui numa nave bonitinha e bem arrumada e foi criado por uma família padrão do meio-oeste americana daquelas que você vê em sitcoms; meio difícil dar muito errado, por mais que filmes lançados recentemente tentem convencer do contrário querendo adicionar nuanças na coisa. Chapolin cresceu nas quebradas de Santiago de Querétaro onde os cartéis e trocas de tiros dominam e a desgraceira é constante, e teve que se virar sem a ajuda de ninguém. Chapolin 1x0 Superman;
  • Força física: Aí não tem comparação: Clark Kent além de se fortificar com muito milho do Kansas ainda é boribuilder porra, enquanto que Chapolin sempre foi chassi de grilo gafanhoto e passa-fome. Mesmo com poderes aperfeiçoados, nunca tirou um tempo para malhar, demonstrativo da preguiça de sua parte, que pega mal numa disputa de corações e mentes. Um chapoliniano poderia alegar que músculo não é tudo e beleza não põe a mesa, mas não num confronto épico pelo título de maior super-herói da América. Chapolin 1x1 Superman;
  • Inteligência: Superman é esperto obviamente, do contrário não teria alçado à liderança da Liga da Justiça e nem poderia salvar o mundo e ao mesmo tempo ter uma vida civil de jornalista de um dos tabloides mais famosos da ficção. Mas mais que inteligência, Chapolin tem a astúcia, com o qual estão sempre não contando, o que é um ponto a mais no campo estratégico; enquanto que da astúcia de Clark, nada se sabe. Chapolin 2x1 Superman;
  • Locomoção: Apesar do nome chupinhado de um inseto alado, Chapolin não sabe voar, o que além de ser uma baita propaganda enganosa ainda torna aquelas asinhas nas costas dele uma total chacota. Já o voo de Superman é seu dote mais notável, copiado por praticamente todos heróis que vieram depois, até inventaram o termo Flying Brick para se referir a esse xerox de supers. O Chapolin pode teleportar, o que poderia ser dito que anula essa deficiência, mas esse poder é limitado: já foi visto falhando mais de uma vez, não só com atraso para aparecer, como também aparecendo em chaminés e outros lugares desvantajosos numa batalha. Chapolin 2x2 Superman;
  • Personalidade: Clark é um cara legal e tals, incorporando aqueles valores de verdade, justiça e o jeitinho americano tão queridos pelos gringos, sonho de todo propagandista que queira levar o imperialismo cultural estadunidense a conquistar as massas do planeta. Mas verdade, justiça e etc. são clichês de heróis que convenhamos, todo herói tem que ter. Chapolin tem como diferencial sua nobreza da qual estão sempre se aproveitando, retrato de um líder desprovido de qualquer arrogância, exatamente o que o povão precisa. Chapolin 3x2 Superman;
  • Armas: Superman tem os famigeradamente overpower raios dos olhos, o que por si só já aniquilaria qualquer oponente, até tiveram que criar essa cláusula do "não matarás" para as batalhas dele terem alguma graça de assistir (no videogame, resultou no hilário Heroic Brutality). Já Chapolin não tem nenhum poder congênito, o que o faz recorrer a cornetas, marretas, pílulas e outras tosqueiras que verdade seja dita, nem fariam cosquinha no Homem de Aço. Chapolin 3x3 Superman;
  • O desempate: Os fãs. Superman é seguido pelos bons? Não né. Chapolin 4x3 Superman.

VENCEDOR: Chapolin Colorado. Mas ele já tá na hora de ter uns filmes blockbuster que nem o rival do norte, hajando em vista que na área cinematográfica ele tá meio estagnado, alô Televisa, vamo abrir o bolso aê!! Vão lucrar muito mais que com aquela porcaria do RBD, sem sombra de dúvida.