Caleb Garret

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Jason voorhees.jpg Este artigo é sobre um(a) ASSASSINO(A)!

Este artigo provavelmente fala sobre um(a) louco(a) sadomasoquista que esquarteja suas vítimas e depois vai pra casa tomar chá com biscoitos e assistir sua novela. Deve sofrer de problemas mentais ou foi violentado(a) pelos pais. Se vandalizar o artigo, Freddy Krueger irá lhe fazer uma visitinha de noite!


Cquote1.svg Você quis dizer: Solomon Kane Cquote2.svg
Google sobre Caleb Garret
Cquote1.png Experimente também: Van Helsing Cquote2.png
Sugestão do Google para Caleb Garret
Cquote1.svg Eu sempre escolho ele no multiplayer do Assassin's Creed 3. Cquote2.svg
Nerd sobre Caleb Garret

Caleb Garret, mais conhecido pelo seu nome de guerra "Sharpshooter", foi um milenar caçador de demônios e criaturas das trevas que se juntou à Ordem dos Assassinos e atuou durante a Revolução Americana contra os Templários e os colonos britânicos. Líder revolucionário e considerado por muitos uma importante figura histórica, lutou durante sua vida inteira por uma América mais justa e livre das garras da escravidão, desempenhando papel fundamental na luta pelos direitos iguais entre os povos, independentemente de raça, cor ou crença.

História[editar]

Caleb fitando seus inimigos no horizonte.

Nascido em uma família da mais alta nobreza, Caleb era filho de um duque inglês com uma rica americana. Seus pais se conheceram durante uma viagem de seu pai à América, para a qual ele tinha se dirigido ao ouvir as propostas de venda de terras dos colonizadores britânicos que já estavm instalados no local. O pai de Caleb resolveu então comprar uma casa onde atualmente encontra-se a cidade de Washington, e deu a sorte de morar ao lado de uma vizinha bela e podre de rica, assim como ele. Como os semelhantes se atraem, os dois acabaram se apaixonando. Como as duas famílias eram rivais, seu relacionamento sofreu com muita desaprovação por parte dos dois lados, até que finalmente as família se acertaram e o casamento foi realizado. Como os seus familiares queriam o quanto antes que seus filhos saíssem de casa e fossem cuidar de suas vidas bem longe dali, eles deram como presente de casamento grana para ambos se sustentarem durante toda a sua vida, e assim eles se dirigiram para a cidade vizinha, onde foram morar em um bairro chique americano.

Da união entre os dois, anos mais tarde nasce Caleb Garret, aquele que viria a se tornar um dos maiores revolucionários e herois da história dos Estados Unidos. Agora com um filho, as responsabilidades do casal aumentaram, e o dinheiro que haviam recebido, se não fosse bem investido, não daria para atender as necessidades básicas de uma família com 3 pessoas. Após o nascimento de Caleb, no dia seguinte seu pai contratou alguns fazendeiros e passou a investir seu dinheiro no comércio agrícola. Para a sua surpresa, o negócio foi muito bem sucedido, e em pouco tempo a família já era dona de um dos maiores pólos agrícolas da região, e já tinha dinheiro suficiente para se sustentarem sem maiores preocupações. Seus familiares por sua vez, deram graças à Deus por nunca mais precisarem dar dinheiro para seus dois filhos que não pensavam em trabalhar e só queriam saber de viver no luxo.

Quando Caleb fez 6 anos, foi enviado para seus primeiros anos na escola, onde teve seus estudos financiados pelos seus pais. Tornou-se um aluno exemplar e primeiro de sua turma, pois seus pais lhe incentivavam a estudar comprando os mais variados livros de todas as áreas do conhecimento. Tais exemplares atitudes de seus pais, renderam ao seu filho várias sessões de porrada por dia por parte de outras crianças, que tinham inveja do jovem e descontavam sua frustração em Caleb. Apesar de tantos altos e baixos, Caleb se formou em Direito e Jornalismo aos 18 anos, já sendo considerado um profissional nato, dando muito orgulho aos seus pais por isso.

Caleb em outras vidas.

Aos 20 anos, Caleb tornou-se editor-chefe do principal jornal do país, tornando-se referência mundial naquilo que fazia, sempre coordenando as melhores manchetes de capa de todos os Estados Unidos. Aos 25 anos deixou o comando do jornal e tornou-se o maior juiz do país, tendo enfim realizado um de seus maiores sonhos desde que havera por conlcuir sua faculdade. Durante sua estadia nos tribunais do mundo todo, sempre fez o que era certo, zelando sempre pelos escravos e oprimidos, tornando-se o único juiz de sua época conhecido por sua bondade e justiça.

Ainda com essa idade, Caleb teve a oportunidade de visitar as tribos indígenas de sua cidade, e pela primeira vez teve contato com outros povos e outras culturas completamente diferenciados. Passou então a visitar os índios americanos com frequência, e devido ao interesse, aprendeu sua língua e seus costumes. Além disso, os índio ensinaram a Caleb como pescar e caçar como ninguém, além d elhe darem dicas de sobrevivência na selva, tornando-se um dos poucos cara-pálidas com quem os indígenas aceitavam manter vínculos de amizade.

Certo dia, Caleb ficou sabendo dos constantes ataques de britânicos e templários organizados contra as aldeias indígenas da região. Movido pelo seu forte senso de justiça, Caleb condenou todos os templários envolvidos à execução, pois eles precisavam arcar com as consequências de invadir terras já ocupadas e expulsar seus habitantes originais das mesmas de forma bruta e cruel. Tais atitudes sem sombra de dúvidas foram aclamadas por toda a população humilde, afrodescendente e indígena do país. Porém, nem todos estavam felizes com a situação.

Na semana seguinte, quando Caleb volta para a casa após mais um visita que havera feito aos índios locais, ele se depara com sua residência completamente destruída e aos pedaços. Os templários haviam organizado um ataque contra sua casa com o intuito de assassiná-lo, mas como os únicos que estavam presentes no local eram seus pais, os mesmos acabaram morrendo em seu lugar. No dia seguinte, quando volta desolado do enterro de seus pais, Caleb acaba sendo interceptado no caminho pelos templários, que o raptam e ao arremessam de uma cachoeira, em mais uma tentativa de atentar contra sua vida e eliminá-lo do caminho.

Tornando-se um caçador[editar]

Inesperadamente, Caleb de alguma maneira sobrevive à queda da cochoeira, porém, acaba muito debilitado e ferido. Seu corpo é encontrado por um grupo de fazendeiros boiando em um rio, que passava por uma área próxima a uma pequena vila nas redondezas. Caleb então é levado até a casa de um dos fazendeiros, na qual a mãe do mesmo cuida de suas feridas com ervas medicinais, até ele finalmente melhorar e voltar a si. Caleb fica muito agradecido a ajuda de ambos, e como já não tinha mais para onde ir, já que seus pais estavam mortos e sua carreira como juiz provavelmente já tinha ido para o buraco, se oferece a ajudar o casal na fazenda.

Caleb com sua presa na mira.

Caleb descobre que aquela era na verdade uma vila de caçadores, que viviam dos animais que traziam mortos da floresta e da agricultura, que não era praticada para fins comerciais, e sim apenas destinando os alimentos para o consumo local. A vila era um local muito pequeno, e todos de lá se conheciam, o que por sua vez também facilitava muito a proliferação das fofocas. Caleb começou ajudando os moradores na colheita de trigo, arroz, mandioca, milho e beterraba, porém sempre acaba desmaiando de cansaço no meio do serviço, já que era acostumado com uma vida mole onde o único esforço que precisava fazer era mental.

Apesar disso, todos da aldeia se davam bem com Caleb, e lá ele se tornou umg rande o amigo do fazendeiro que o abrigou em sua casa, a ponto de considerá-los eu segundo pai. Certo dia o fazendeiro o acordou no meio da noite e o levou até um galpão velho, onde todos os homens da aldeia estavam reunidos. Tais reuniões costumavam ser constantes, e eram realizadas duas vezes por semana. Só eram convidados para participar os dignos de confiança e todos os ali presentes eram caçadores. Caleb pergunta então o porquê de terem trazido-o até o lugar, já que ele nem era um oficialmente um residente da aldeia, e sim um forasteiro vindo de fora. Eles explicam que Caleb tinha se mostrado digno de morar naquela aldeia devido aos seus esforços nos últimos dias para ajudar os habitantes, mesmo ele não passando de um mauricinho sem o menor dom para a vida no campo.

Porém, não era só isso: como forma de reconhecimento por toda sua força de vontade e determinação, os presentes na reunião se comprometeram a fazer de Caleb um grande caçador, e por conseguinte, ingressá-lo na Clã dos Caçadores. Caleb ficou lisonjeado por aquilo, e estava disposto a aprender tudo sobre o assunto. Dessa forma, Caleb se afastou definitiva e permanentemente de sua vida profissional e de toda a sua brilhante atuação nos campos do Direito e do Jornalismo para se tornar um homem da floresta, tornando-se um exímio atirador.

Após alguns meses aprendendo tudo o que tinha de saber sobre o ofício de caçador, os demais membros do clã dos caçadores lhe presentearam com um rifle militar e um apelido maneiro: Van "Sharpshooter" Helsing. Apesar de ser um completo fracasso colhendo míseros grãos e tubérculos, os demais caçadores lhe presentearam pelo fato de Caleb ter demonstrado-se um dos melhores caçadores que a vila já teve. Porém, a vida de Caleb estava prestes a mudar com uma revelação fenomenal. Caleb sempre se perguntava o porquê de os caçadores partirem todo fim de tarde exatamente às 18h00min e voltar apenas no dia seguinte. Os caçadores explicaram então que todas as noites eles ficavam vigiando os arredores da vila para protegê-la contra forças das trevas.

Daquele dia em diante, Caleb percebeu que não tinha ingressado apenas num clã de caçadores normais, mas sim num clã de caçadores de criaturas diabólicas. Após essas revelações, Caleb foi ingressado na segunda etapa de seu treinamento. Lá aprendeu a manobrar crucifixos contra demônios, estacas contra vampiros e a usar balas de prata contra lobisomens. Em alguns dias, Caleb passou a adentrar na floresta para confrontar as criaturas que sempre vinham com o entardecer, evitando que as mesmas rumassem a vila, que abrigava mulheres, crianças e idosos. Mais uma vez Caleb tornou a zelar pelos mais fracos, só que diferentemente de antes, dessa vez Caleb poderia fazer justiça com as próprias mãos, protegendo e lutando contra tudo o que há de mais ruim no Universo com as próprias mãos.

Ingresso na Ordem[editar]

Certo dia, Caleb e o fazendeiro que lhe acolheu caminhavam pela floresta calmamente, em busca de algumas frutas frescas para uma grande cerimêonia de Ação de Graças que aconteceria na vila no dia seguinte. Quando os mesmo ouvem a aproximação de alguém, resolvem se abrigar em cima de uma árvore próxima, que seria um lugar estratégico que lhes permitiria observar quem estava chegando perto. Caleb de cara identifica o grupo de pessoas que caminhava por aquele caminho como sendo os templários, aquele mesmo grupo que anos atrás matou sua família e o jogou cachoeira abaixo. O caçador explica tudo para o fazendeiro, e ambos resolvem ficar esperando até eles irem embora do lugar.

Infelizmente, o fazendeiro, que com o decorrer dos anos havia ficado tremendamente gordo devido ao consumo excessivo de javali na brasa caçado na floresta, acabou caindo da árvore ao quebrar o galho no qual estava escondido, chamando de imediato a atenção dos templários, que o prendem e o levam como refém até a cidade pensando que ele era um espião dos assassinos. Caleb, então segue os templários até o lugar, e se depara com a horrível cena de seu amigo e segundo pai sendo queimado vivo em praça pública pelos templários, injustamente.

Caleb tentanto golpear uma índia gatuna com o cabo de sua arma após ela quase ter roubado sua carteira.

Caleb volta para a vila portando as infelizes notícias, e promete aos moradores que a justiça será feita, mas diz que aquilo era algo que ele teria de fazer sozinho. O líder dos caçadores então o presenteia com um chapéu estiloso combinando com a sua roupa, desejando-lhe boa sorte em sua caminhada e nova vida. Caleb então volta para a cidade onde seu amigo tinha sido incinerado vivo, em busca de informações a respeito. Após conversar com algumas pessoas aqui e outra lá, acabou tendo conhecimento de um grupo conhecido como Ordem dos Assassinos. Como todo bom curioso, Caleb não descansou até encontrar um dos membros da ordem.

Após conseguir as informações necessárias sobre a Ordem, Caleb ficou decidido a fazer parte do grupo ao ter conhecimento de que eles eram opositores diretos das crenças de ditadura e repressão dos Templários. Caleb foi treinado por um assassino anônimo e como todo membro da ordem, aprendeu toda a filosofia, as crenças e as técnicas milenares do Le Parkour. Ao concluir sua iniciação, finalmente passou a atuar ao lado da ordem, eliminando todos os templários que lhe eram designados como alvos sem falhas, tornando-se uma grande aquisição para o grupo dos assassinos e gerando tremendas dores de cabeça nos templários.

Durante o auge da Revolução Americana, a Ordem se aliou a George Washington, o presidente dos Estados Unidos que lutava pelos ideias de liberdade es e opunha aos templários. Vendo que em meio à toda aquela situação de caos a qual o país estava mergulhado inúmeros inocentes perderiam sua vida à troco de nada, o grande senso de justiça e de luta pelos mais fracos de Caleb veio à tona. O caçador então convocou um grupo de assassino que ficaram sob sua liderança, e marchou rumo ao coração da batalha, onde passou ma conduzir os inocentes perdido em toda a confusão para lugares seguros e livres dos ataques dos templários.

Caleb, caracterizado por jamais deixar de proteger as pessoas indefesas ou os próprios que estavam sob suas ordens, acabou morrendo em combate em alguma período da Revolução Americana, tornando-se um símbolo de luta e liberdade e sendo canonizado um santo em sua terra natal. Após sua morte, foi-se erguida noc entro da praça uma grande estátua em sua homenagem, que encontra-se de pé até os dias de hoje.

Ver também[editar]