C4bal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Você quis dizer: Canibal Cquote2.svg
Google sobre C4bal
Cquote1.svg Você quis dizer: Cabral Cquote2.svg
Google sobre C4bal
Cquote1.svg Você quis dizer: Jogo Eletrônico Cquote2.svg
Google sobre Google
Cquote1.svg Você quis dizer: Cê Quatro Bal Cquote2.svg
Google sobre Bol
Cquote1.svg Legalize Já! Cquote2.svg
C4bal sobre Maconha
Cquote1.svg Já fumei muitos com ele. Cquote2.svg
Bob Marley sobre C4bal
Cquote1.svg Eu também Cquote2.svg
Fernando Gabeira sobre C4bal
Cquote1.svg Fumo mais que esse cara. Cquote2.svg
Snoop Dogg sobre C4bal
Cquote1.svg Eu já fumei ele. Cquote2.svg
Chuck Norris sobre C4bal


C4bal (lê-se Cabal, Cabau, Cabaço ou como você quiser considerando o fato que você nem sabe ler), pseudônimo de Daniel Korn, é um careca cantor de rap e maconheiro paulista. teve seu primeiro contato com as drogas o hip hop com os maconheiros no bairro do Brooklyn, em Nova York. É conhecido como o Vanilla Ice brasileiro.

Carreira[editar]

C4bal batendo foto pra postar no Facebook, perceba o duckface.

Tem treta com Emicida, Bonde da Stronda, tiOteD, Projota, MC Marechal (quem?),e todos os outros rappers (que você conhece, que você não conhece, que ninguém conhece. (e nem mesmo ele conhece, apenas tem briga) do cenário da bandidagem brasileiro.

Ficou conhecido pela sua utopia musical "Senhorita", e também por pedir arrego a Chitãozinho e Xororó, na música "Vida Marvada". Depois de perder o contrato com a Universal Music, C4bal virou amador, e para chamar atenção começou a fazer música contra os Illuminatis, a favor da Nova Era, C4bal virou um revoltado da vida, e começou a fazer DISS para todos os artistas que se destacavam no cenario músical, se não falasse com ele, PUM! Saia Dias, assim que o pobre coitado fez com Emicida. E hoje é apenas um rapperzinho de esquina que escreve algo, vai no Bailão em boates aos finais de semana para por a boca no microfone e fazer algum som.

Carreira[editar]

C4bal trombou o Projeto Projota numa batalha de MC's e destruiu. Projota tentou recuperar mas suas rimas artificiais não funcionavam contra as novas rimas de C4bal. C4bal está planejando há 20 anos sua primeira turnê mundial. O primeiro lugar planejado será o Deserto do Saara, onde C4bal se apresentará para as tribos nômades. Depois disso sua carreira só arrumou encrencas. Encrenca com o Emocida Emicida (que por sinal é um careca emo, C4bal gravou com a banda Strikes), MorTão (verme) e Marechal. Marechal convocou todo tráfico da rocinha ir atrás de C4bal, fazendo ele fugir para a Bolivia onde ele foi estuprado por macacos selvagens e virou um deles, sumindo da música por quase 20 anos.

Atualmente[editar]

Atualmente está depressivo em casa, porque não faz sucesso. E tentando arrumar o cabelo pra deixar no estilo Justin Bieber, porque afinal, são esses viados que fazem sucesso hoje em dia.

Discografia[editar]

Álbuns[editar]

  • 2004 - AMAdor Mixtape
  • 2006 - DROga Cabal
  • 2009 - Operação Killuminati
  • 2010 - Antes de Cristo/Depois de Cristo

Singles[editar]

  • 2005 - "Senhora" (com Lindo Krize e DJ Hum Montila)
  • 2006 - "Prova pros Parça"
C4bal e sua gangue seus "parças".
  • 2006 - "Mexa Seu Porco" (part. Leilah Negão)
  • 2007 - "Quem Fica?"
  • 2007 - "Vôvô" (Part. Mendigo da Ponte & Mano Nervoso)
  • 2008 - "Papeiro da Cinderela" (part. Oscar Pincel)
  • 2009 - "Pare"
  • 2010 - "Até o Cão"
  • 2010 - "Feia Garota"
  • 2012 - "Seu Bixo Papão" (part. Oregame, Perdido, Cúzzy & Uzi)

Curiosidades[editar]

  • É um amador; até sua avó manda mais que ele.
  • Revoltado com a vida.
  • Acha que ganhou um Grammy (só ele e os fãs cabaços dele).
  • Tem tatuagem Illuminati embora diga ser contra nós eles.
  • É invejoso.
  • Curte o Zignal.
  • Viciado em mandar DISS. Assim como é viciado em maconha, cocaína, crack, LSD e todas as drogas existentes.
  • Sua voz é de viado engrossada por computador (quem nunca viu um show ao vivo dele deveria ver a porcaria que é).
  • Sua única entrevista na vida foi para o programa do Jô, depois sumiu na neblina.

Ver também[editar]

Bob Mauley.jpg Fala, mano! É o seguinte: isso aqui é uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado?
Não zoa com o artigo, não, véio, senão vai dar em treta, morô?