Brothers & Sisters

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Dercy Dercy Gonçalves acha que esta merda é uma porra de um esboço, puta que o pariu.
Ajude esta bosta melhorando-a, caralho!

Babel fish.gifTraduzindo: Irmãos e irmãs
Babel Fish sobre Brothers and sisters
Cquote1.svg Você quis dizer: novela mexicana americana Cquote2.svg
Google sobre Brothers and sisters
Cquote1.svg Nunca vi Cquote2.svg
Steve Wonder sobre Brothers and sisters
Cquote1.svg Foda-se!!! Cquote2.svg
Leandro Hassum sobre citação acima

Família Walker[editar]

Família Walker em um dos seus encontros anuais no acampamento Wawanakua

Composta por um monte de gente problemática, essa novela mexicana feita nos Estados Unidos mostra a inveja que os norte-americanos sentem da Rede Globo de manipulação televisão e das miseráveis fabulosas criações de Manoel Carlos. Incrívelmente eles foram capazes de criar uma novela com os mesmos personagens por mais de 4 anos. Palmas a eles!

A família Johnnie Walker tem, basicamente, uma mãe que, por incrível q possa parecer é Nora, que teve uma penca de fílhos com um galinha, que teve uma outra penca de filhos com mulheres que não são a Nora.

Esse senhor espertinho teve uma filha com a Holy, mas a Holy era tão mais safadinha que ele que a filha deles... nem é dele! =D isso mesmo! Rebecca não é filha dele, então ela não é uma Walker. Ele, que se chama William, teve um filho com uma suicida que, por acaso é uma cópia mais bonita do Edward Cullen (Robert Pattinson). Ryan é um Walker que chegou só na 3ª temporada da série, logo que o filme de Crepúsculo foi lançado.

Os filhos legítimos do falecido William, são... uma maluca que adotou uma criança junto com o senador, um drogado que fugiu da guerra, um gay que trabalha pro senador, uma louca que trabalha na empresa do pai, um doido que teve um filho do irmão e que roubou muito dinheiro da empresa do pai.

Além desses, há o marido do gay, figurantes, o amante da esposa do senador, figurantes, a esposa (ex, por que ele a largou) e a filha do último homem citado na parágrafo anterior, figurantes, o irmão do William (chamado Saul, que é gay também), figurantes... tudo isso regado a 257 litros de lágrimas por episódio.

Roteiro[editar]

É tão confuso que não vale a pena explicar. Basicamente eles brigam e se perdoam, de todas as formas possíveis.