Billy Zane

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
ESTE ARTIGO É SOBRE UM GALÃ!!

Ele provavelmente não passa de um BBB: bom, bonito e burro pra cacete. Mas e daí? As mulheres (e alguns homens) ficam babando litros toda vez que ele aparece na TV (ou em revistas), já que ele é um

GALÃ.

Gerard butler.jpg
Guilherme Jorge Zona
Billy Zane.jpg
Isso é uma bichooona!
Nascimento 1966
Chicago, Ilinois, Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Nacionalidade Ianque
Ocupação Atordoado, ex-galã e bicha enrustida
Olhos Pretos e chamativos
Cabelo Era preto, mas está careca.
Principais trabalhos Titanic, O Fantasma, De Volta Para o Futuro, Twin Peaks
Aparência física Bonito

Cquote1.svg Você quis dizer: O Fantasma? Cquote2.svg
Google sobre Billy Zane
Cquote1.svg Esse ai afundou a carreira junto com o Titanic Cquote2.svg
Posers do Omelete sobre Billy Zane
Cquote1.svg Eu sempre venço Jack Cquote2.svg
Billy Zane para Jack Dawson
Cquote1.svg Bem se vê pela sua carreira Cquote2.svg
Leonardo DiCaprio sobre citação acima
Billy Zane, nome artístico de Guilherme Jorge Alexandre Antunes Maldonado Bittencourt Fernandes Amaro Borges de Assunção Zanetakos, é um ator americano (isso é nascido nos Estados Unidos da América) que fazia sucesso até 1997 quando fez o filme Titanic e afundou sua carreira junto com o barco. Seus pais eram atores gregos e abreviaram seu sobrenome trocando o forte Zanetakos por um genérico Zane.

Início[editar]

Quando mal tinha saído das fraldas entrou no universo hollywoodiano e logo de cara fez um filmaço histórico: De Volta Para o Futuro, onde era um dos capangas do Biff Tannen. Inspirado em Charlie Chaplin, seu personagem não possuía falas. Logo depois fez aquele plágio barato dos Gremlins, intitulado Criaturas e demonstrou uma certa habilidade em vilania fazendo o filme Irmandade da Justiça com outro canastrão azarado, o mito Keanu Reeves. Zane passava por sérias dificuldades financeiras e teve que participar de Ir ao Mar, primeiro filme de Adam Sandler gravado numa barca no Rio Amazonas. Naquela época Billy fazia o que continua fazendo até hoje aceitar todos os convites que lhe faziam para participar de qualquer filmes desde terror (tipo Terror à Bordo) até mesmo pornô gay o cara fazia, há quem diga que foi Billy Zane quem convenceu Alexandre Frota a embarcar nesse meio.

Ânus 90[editar]

Os anos 90 prometiam ser promissores para este ator que fez alguns filmões da época como Tombstone, Sem Medo no Coração (com a gostosa Janet Jackson), Só Você (romance mela-cueca), além de bons filmes de ação como a franquia Atirador, e o auge seria no filme O Fantasma, filme que prometia alta bilheteria dada a grande expectativa dos tiozões saudosistas do super-herói de uniforme roxo, mas Billy frustrou todo mundo saindo do armário na semana do lançamento do filme que acabou fracassando, embora, hoje em dia seja lembrado de maneira favorável. No ano seguinte teve a chance de não desperdiçar sua carreira e interpretou o vilão esnobe Calledon Hockley em Titanic, aquele filme que passa direto na TV todo ano e você já estás enjoado e enojado daquela música melosa da Celine Dion, mas o que importa mesmo é que a carreira do Billy Zane é que colidiu com o iceberg e desde então só tem feito bombas com uma exceção ou outra, mas talvez o erro dele seja fazer muitos filmes, incluindo o remake cansativo de Cleópatra com sua antiga esposa Timothy Dalton e sua ex-esposa Leonor Varela no personagem-título, por que apesar de ser bicha o mr. Zane continua pegando a mulherada.

Ânus 2000[editar]

Deppois de um telefilme sobre Jimmi Hendrix (não ele não faz o Hendrix no filme), a carreira de Zane nos anos 2000 parecia voltar a ser promissora com participação em bons filmes como Tolerancia Zero2, onde Ryan Gosling faz um judeu nazista, e Zoolander, clássico da comédia com o cheirador, quer dizer, grande ator Ben Stiller. Ledo engano. Billy seguiu fazendo mais bombas do que nunca como Vlad, O Empalador; Aviso Mortal; Mentes Perversas, e alguns aceitáveis como Jogo Pela Sobrevivência. É os anos 2000 foi um desperdício, mas como foram os...

ânus 2010[editar]

Falido, Billy troca Hollywood pela carreira como pintor. Já chamei ele pra dar uma mão de tinta no muro de casa.

Uma década de altos e baixos e fez aquele filme nascido clássico Colega de Quarto, cópia barata de suspenses noventistas, além de ter feito boas atuações em filmes bíblicos, e ter retornado em Zoolander 2, mas Billy segue administrando sua carreira como sempre sem recusar qualquer trabalho, pois, pelo visto ele não tá muito bem financeiramente e se pro sujeito que é histórico em Hollywood tá difícil, imagina pra nós meros mortais, desciclopes e pobretões. Mas deve ser lembrado que na pandemia o cara tem mandado bem e ajudado geral.

Ver também[editar]