Bia Kicis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bolsonaro coronavirus gado.jpg


Pinoquio.jpg
Bia Kicis é extremamente mentiroso(a)!
Clique aqui e veja outros narigudos.


Bia Beijos
Bia Kicis em agosto de 2019.jpg
Bia após ler este artigo
Desocupada federal, Caçadora de esquerdistas no Congresso e Tia do zap
Partido PSL (Dizem que foi expulsa, mas continua aí)
Nível de honestidade 0,001
Perfil
Nome completo Beatriz Kicis Torrents de Sordi
Nascimento 19 de setembro de 1961
Bandeira do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Bandeira do Brasil Brasil
nomeacompanhante Bolsonaro Vou lá saber porra?
Partido PSL (Dizem que foi expulsa, mas continua aí)
Religião Bolsonarismo
Profissional
Profissão AdvoGADO, PolítiCU , Youtuber (KKKKKKKK) e Twitteira.
Escândalo Critica a censura no Twitter, mas foi acusada de censurar deputados do CCJ
Dados Pessoais
Sexo link={{{3}}} Feminino
Nível de Inteligência Icon 00 percent.png O mesmo do Jair Bolsonaro
Vícios Falar bosta no Twitter e defender o Bolsonaro
Preferências
Livro Nuvola apps bookcase.svg Não, Sr. Comuna
Prato Cloroquina com Alfafa
Filme Um Candidato Honesto


Cquote1.svg Você quis dizer: Gene Simmons Cquote2.svg
Google sobre Bia Kicis
Cquote1.png Experimente também: Fake News Cquote2.png
Sugestão do Google para Bia Kicis
Cquote1.svg Nossa maior vergonha Cquote2.svg
Conselho Federal da OAB sobre Bia Kicis
Cquote1.svg Nossa também Cquote2.svg
PSL sobre Bia Kicis
Cquote1.svg Deputada com muita credibilidade. Cquote2.svg
Capitão Sarcasmo sobre Bia Kicis

Bia Salnorabo, mais conhecida como lambe rola do atual líder da república das bananas, é uma ‘doutôra adevogada’, deputada federal que adora caçar esquerdistas e nas horas vagas tem como hobby xingar muito no Twitter. É a principal atração dos robôs bolsominions e daqueles que adoram ver um político passando vergonha na internet, pois é considerada uma das maiores disseminadoras de fake News do Hellzil. Atualmente é colunista de um portal chamado Pleno Fake News
cuja credibilidade é tão alta quanto o site Sensacionalistas.

Biografia[editar]

Bia Kicis falando sobre sua infância regada a trabalho infantil, criatividade e produtividade

Bia nasceu em 1961, logo após Jânio Catota ter renunciado ao cargo de presidente da república, filha de um pai engenheiro militar e de uma mãe psicóloga que até hoje se questiona como sua filha virou essa porra que é hoje.


Viveu toda sua infância e adolescência na época da ditadura militar, portanto, era obrigada a cantar o hino Nacional toda sexta-feira e a ver quadro do ditador em exercício do cargo por todo canto da escolinha onde estudava (Já se sabe de onde tirou toda sua ideologia rs). Durante a infância, vendia brigadeiro (e fiado) na escolinha Patotinha Feliz para custear seus estudos (naquela época ainda não tinha o WhatsApp como fonte de conhecimento). Para nossa desgraça, ela deu prosseguimento ao seu sonho de revolucionar o Brasil (pelo menos isso aconteceu na cabeça dela).

Advocacia[editar]

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Por estar em exercício do mandato de deputada, a OAB dela deveria ter sido licenciada ou até mesmo cancelada, mas ainda está regular. Logo, nossa doutora adevogada possivelmente nunca leu o Estatuto da OAB kkkkkkk

Ela realizou seu grande sonho de entrar numa faculdade de Direito, entrou na Universidade da Terra da Corrupção e conseguiu seu primeiro trabalho como advogada. Depois de anos trabalhando no privado, resolveu mamar na teta do governo e ter estabilidade financeira, para isso, passou num concurso para ser procuradora do Distrito Federal, depois de 200 anos, resolveu largar o osso e começou a se posicionar politicamente.

O Início da Desgraça[editar]

Em 2015 criou o Instituto Resgasta Brasil, cujo intuito é resgatar o câncervadorismo que existe no país e pregar o combate à corrupção. Depois do fiasco desse instituto que só ela lembra da existência, como todo bom político (e advogado), é viciada na verdinha e passou a cobiçar o cargo de deputada federal. Depois de uma longa cheiração de gatinhos africanos, começou a concordar com os ideais do excrementíssimo presidente Bozoasno e se filiou ao Partido Só de Loucos para se candidatar às eleições de 2018. Como planejava durante todo este tempo, foi eleita deputada federal e passou a expressar toda sua falta de inteligência em Brasília. Tornou-se a deputada mais desinformada do Brasil (porque a lista de mentirosas em Brasília é extensa).

Polêmicas[editar]

Bia Kicis ao lado da neta de um ministro nazista do governo de Adolf Hitler Cquote1.svg Fiz uma nova amiga! Cquote2.svg

Bia Kicis é muito famosa pelas suas polêmicas nas redes sociais. Durante alguns ataques de pelanca, ela chegou a xingar os semideuses togados no Twitter, incentivou a invasão ao Capitólio nos Estados Fudidos da América.

As únicas redes sociais que ela têm visibilidade são o Twitter e o Youtube (só tem lambe cu dela lá). Suas maiores desfunções na rede social do passarinho azul e no YouTOBA são:

  • Atacar o STF
  • Propagar fake news
  • Falar bosta sobre as medidas de prevenção contra o coronavírus
  • Propagar fake news (x3245503940...)
  • Lamber o saco murcho do Bolsonaro
  • Pedir voto impresso


Pouco tempo depois, se tornou presidente do CCJC (Comer, cagar, joga o cuzin), a deputada conhecida por criticar a censura presente nos países socialistas, passou a ser acusada pelos seus colegas de corrupção de tentar censurá-los. Após o min. Barroso ter criado a CPI da Covid-19, na inocência de que ninguém fosse se lembrar das merdas que falava, começou a excluir as mentiras que postava na suas redes sociais, mas sabemos que isso ocorrerá num tempo mais curto que o PALmito do Bolsonaro.

Objetivos[editar]

  • Acabar com a corja de esquerdistas que estão no Congresso.
  • Acabar com a corja de esquerdistas que estão no resto do Brasil.
  • Ter o maior portal jornalístico (e mentiroso) do Brasil.
  • Mamar na teta do Estado por bons longos anos (Isso ela já faz muito bem).
  • Banir o uso de máscaras no Brasil (apenas se for para prevenir-se do coronavírus).
  • Fazer o WhatsApp, Youtube e Twitter substituírem o jornalismo da Foice de São Paulo e da revista Besta.

Se tudo isso acontecerá, só o tempo nos dirá.

Fotos[editar]


Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Bia Kicis no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg