Arameus

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
A bandeira de um povo sem país, e que talvez nem povo tenha mais!

Arameus ou aramaicos (em aramaico: ܣܘܪ̈ܝܝܐ ܐܪ̈ܡܝܐ) são (são?) um povo semita que nasceu na Mesopotâmia, mas que migrou para regiões que hoje em dia correspondem ao sudeste da Turquia, nordeste da Síria e norte do Iraque, afinal com a caralhada de povos que existiam na Mesopotâmia, era difícil pra eles aguentar por lá muito tempo.

A língua deles, o aramaico, já foi o inglês do Oriente Médio, em especial entre os séculos VI a.C e até o século VII d.C., quando os árabes começaram a comer o cu de geral na região e enfiar não só sua religião, como também seu habib és. Pra se ter uma ideia, em Israel dos tempos de Jesus, o rei dos judeus (rei?) não falava hebraico nem grego e sim aramaico, como geral falava mesmo por lá. Dizem que até Maomé falava aramaico e só depois de Alá ter enfiado na cabeça dele o desejo de quebrar a porra toda na região que ele virou monoglota, mas com o árabe mesmo.

Origem[editar]

De acordo com a Bíblia essa trupe do barulho saiu de Ur dos caldeus em algum momento de sua existência, indo parar em Harã ou Pada-Arã, uma região onde hoje é a Síria. Alguns mantiveram suas visões clássicas de viver e continuaram como povos nômades, sem querer virar preguiçoso sedentário, vivendo em regiões como Arã-Nacaraim, na fronteira de Assur, a capital original da Assíria; já outros povos aparentemente surgiram dessa turma, como o Reino da Síria Antiga, origem da Síria atual, os israelitas, os árabes em suas mil ramificações, o povo de Moabe, de Amon, de Edom, de Midiã, os amalequitas e mais de oito mil povos que só existiram mesmo na Bíblia e em nenhum lugar mais. Essa tropa toda em uma ou outra medida não perderam suas raízes aramaicas, mas não eram mais a mesma coisa de verdade, sendo tudo uns traidores do movimento arameu.

Os arameus continuaram muito abundantes naquela região inclusive durante o império Selêucida, que absorveu um monte de tradições dessa turminha, criando inclusive cidades que demonstravam seu amor por aqueles povos, como a Antioquia, criada com muito amor e carinho pelos escravos cidadãos arameus aos reis Antiocos.

Religião[editar]

Sendo um dos agrupamentos do contra daquela região, eles foram o primeiro agrupamento de povos a adotar totalmente o cristianismo no mundo todo, ainda no primeiro século d.C., e nunca largaram o queijo, mesmo sendo perseguidos pra um cacete por islâmicos, em especial os Óto Manos, que não deram trégua pra eles por os acharem uns vacilões, morô?

Vivendo desde a era dos Manos do Óto em diáspora, essa trupe se mantém unida pela fé, ainda que essa união seja bem curiosa, já que os suryoyes (nome que eles dão pra si mesmos, tipo "sírios que não rezam pra Alá") se dividem em tantas igrejas (tudo herege segundo a maioria dos crentelhos e católicos mundo afora) que só perdem mesmo pros crentelhos em número: maronitas, ortodoxos sírios, sírios católicos, caldeus (sim, os resquícios dessa trupe que deu origem aos arameus também tá por aqui), nestorianos ou assírios, ortodoxos, os Antigos do Oriente, a turma da Antioquia e os católicos melquitas, ufa, acho que acabei... ou será que não, heim?