Antifascismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Veja como é grande a organização dos antifascistas: aqui, temos antifas amantes do Jean Wyllys mostrando solidariedade com a causa palestina...

Cquote1.svg Você quis dizer: Playboyzinho oligarca leite com pera metido a revolucionário? Cquote2.svg
Google sobre Antifascismo
Cquote1.svg Não, eu quis dizer fascista moralista hipócrita cagador de regras! Cquote2.svg
Fascista moralista hipócrita cagador de regras sobre a citação do Google
Cquote1.png Experimente também: Queima rosca Cquote2.png
Sugestão do Google para o fascista da citação acima.
Cquote1.svg Quando a educação não é libertadora, o desejo do oprimido é ser o opressor Cquote2.svg
Paulo Freire sobre o que viriam a ser os antifas
Cquote1.svg Os fascistas do futuro chamarão a si mesmos de antifascistas! Cquote2.svg
Winston Churchill sobre antifas
Cquote1.svg Eu nunca disse isso! Cquote2.svg
Winston Churchill sobre citação acima
Cquote1.svg Melhor saco de pancadas! Cquote2.svg
Skinhead malvadão batendo num antifa bichinha
Cquote1.svg Ain, meu braço! Cquote2.svg
O mesmo skinhead depois de tomar sova de um outro maluco armado com um porrete.
Cquote1.svg Legal que eles nos odeiam, mas quando apanham dos caras de cima, já vêm chorando pedindo ajuda... Cquote2.svg
Polícia sobre antifas
Cquote1.svg Todos uns idiotas úteis crias do Gramsci financiados por George Soros! Cquote2.svg
Olavo de Carvalho sobre antifas (pra variar, não falando coisa com coisa)
Cquote1.svg Polícia fascista, cabaço imperialista! Cquote2.svg
antifa sobre PM.
Cquote1.svg Na UNIÃO SOVIÉTICA, as milícias antifa espancam VOCÊ! Cquote2.svg
Reversal Russa sobre Antifascismos

Antifa é um grupelho paramilitar miliciano de capitães-do-mato desocupados e desempregados que se autodenomina como antifascistas para vender uma falsa imagem de luta pela justiça social aos não iniciados com o objetivo de assim aumentar suas fileiras de zumbis comedores de cérebro, adoradores do deus Lula e saudosos da União Soviética, sendo adeptos de táticas terroristas para conseguir os seus objetivos mesquinhos de converter cada vez mais e mais pessoas como alienados em favor de suas fileiras de cooptados, com o objetivo de assim mobilizar uma pretensa revolução que no fim não vai chegar em lugar nenhum, a não ser na manutenção do status quo em favor dos oligarcas que seguem na surdina com posições estratégicas no alto do poder econômico a nível mundial.

No afã da saudade dos tempos que não viveram, esses nóiados movidos a creme de chocolate com avelã incrementado com doses cavalares de azeite de dendê ficam querendo sujeitar a tudo e a todos a sua cartilha mesquinha e que apesar de pretensamente inclusiva, é extremamente excludente, formando-se daí uma pirâmide social ao contrário, confirmando o adágio atribuído a Paulo Freire que versava quanto ao o desejo do oprimido em ser o opressor, sendo que os mesmos são o exemplo máximo da opressão a título de reparação histórica contra a pretensa repressão que teriam sofrido no passado, mas que na verdade foi sofrida principalmente por seus antepassados muito distantes, como aqueles em que a tua vó ainda era virgem.

Ainda que isso seja visto com complacência pela grande mídia, mais preocupada em explorar a confusão com factoides e com a guerra de versões que serve para ganhar ainda mais força no sentido de manter aprisionada a atenção de seu público-alvo, os antifas representam na prática um grande dano as relações interpessoais, até por usarem de blogs, de redes sociais e de espaços jornalísticos nos grandes meios de alienação em massa com o objetivo de espalhar sua visão panfletária e nazista de democracia e direitos humanos para humanos direitos que seguem a doutrina que eles ditam.

Segundo o neto ancap da minha vizinha, tais seres dedicam sua vida a combater o fascismo quebrando o tabu pau em bancos, supermercados e quaisquer lugares que eles consideram que sejam fascistas, já que depois do fim da Segunda Guerra Mundial, essa palavra virou vale-tudo e todo mundo pôde acusar o outro de ser fascista quando discorda de suas apniões. Normalmente só aparecem pra fazer suas marchas antifascistas quando a coisa tá preta, do contrário, brigam entre si, com os comunistas e anarquistas discutindo em quem jogar coquetel Molotov primeiro e os lacradores dando chilique com os dois por ignorarem a solidão dx pessoa trans não-binárie ou algum outro motivo esdrúxulo, como aconteceu com o autor deste artigo, que foi chamado de racista por ter dito que a coisa tá preta[carece de fontes].

Origem[editar]

...e aqui, o Estado Islâmico organizando um protesto antifascista contra o governo de Israel.

As raízes se encontram na Segunda Guerra Mundial (O RLY?). Existiam grupos de "rebeldes" deveras "heroicos" e combatentes chamados partisans, que eram guerrilheiros iugoslavos, soviéticos ou até italianos traidores do movimento mussoliniano, que lutavam para liberar o cu seu país do nazifascismo entregando tudo na mão dos comedores de criancinhas, já que, segundo eles, o comunismo não matava ninguém, quem matava eram os anticomunistas que se recusavam a comer e morriam de fome. Depois que a maior matança da humanidade (depois do genocídio armênio, é claro) terminou, esses soldados já estavam velhos e cansados, mas pro movimento não parar, certos donos do mundo começaram a recrutar alguns anarquistas, estudantes trotskistas, soyboys do Reddit, kpoppers, loiras miscigenadoras, pretos palmiteiros e wikipedistas para defenderem a mesma causa.

Como se tornar um antifa[editar]

Para quem quiser aderir a essa ideia segue uma lista abaixo:

  • Usar moletom da marca GAP, mas sendo contra o capitalismo ao mesmo tempo. É perfeitamente possível, socialismo de iPhone é história pra boi dormir. O motivo disso é que GAP remete a gape, um resultado muito comum obtido ao se fazer sexo anal contra o Capital...
  • Quebrar propriedades públicas e privadas, afinal, tanto pobres quanto ricos podem ser fascistas saudadores da mandioca de ditadores do Eixo, e o Estado é filho da puta, mesmo, então arromba gostoso, vaaaain...
  • Ser usuário de pelo menos 2 drogas ilícitas. Cheiramento de gatinhos não vale.
  • Levar coquetéis molotov e pedras pra jogar na polícia. Se eles reagirem é só dizer que eles estão atacando professores e ficar gritando Cquote1.svg sem... vi-olênciaaa Cquote2.svg até acabar a voz. Mesmo que não leve os coquetéis, a polícia ainda vai descer o sarrafo em você (e nos professores) do mesmo jeito, então faça como os Menudos: não reprima! P.S.: usar vodka, de preferência barata. Nunca use uísque, é bebida de fascista! Sua carteira agradece...
  • Se for mulher, ir para a marcha das vadias com pintura tribal de sangue menstrual e mostrando os peitos. Provavelmente o neto da minha vizinha vai aparecer pra tirar uma foto e divulgá-la no Dogolachan chamando as tetas de Tico e Teco...
  • Se for homem, dividir sua namoradinha/esposa com seus camaradas, afinal, ninguém pode ser de apenas de alguém.
  • Quando refutarem suas ideias num debatchi, chamar o oponente de facista fascista e cair com ele na porrada, de preferência por até 10 minutos. Se quem refutar suas ideias for o Caio Copolla, pule de um prédio, você falhou como ser humano.
  • Só saia na porrada com o fascista quando estiver em grupo com a sua turminha de retardados, caso algum camarada sozinho não se garanta no X1.
  • Levar sempre uma bandeirinha do orgulho gay nas cores preta e vermelha nos protestos que for. Existem variações multicoloridas, para químicos, professores, baianos e travestis, mas as melhores são estas:

Entidades que eram, estão sendo ou serão fascistas[editar]

Ver também[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Antifascismo no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Antifascismo no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg
Seiyaputo.jpg Este artigo trata de uma personalidade mortalmente,
putaqueparivelmente e filhadaputamente odiada!
Dá nojo só de pensar nele(a)!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui.