Aline Franzoi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA GOSTOSA!!

Ela provavelmente não sabe atuar, dançar, cantar, desfilar, praticar esportes, fazer cálculos matemáticos ou qualquer coisa de útil para a humanidade. Mas quem liga? Todo mundo a conhece apenas porque ela é uma baita duma

GOSTOSA

Loira tatuada.jpg
Aline Franzoi
Aline-franzoi-na-playboy.jpg
Maloqueira
Origem São Paulo Bandeira do Brasil Brasil
Data Algures em 1992
Onde trabalha Ultimate Fighting Championship
Talento(s) Fotografar usando pouca ou nenhuma roupa
Dados
Cabelos Castanhos
Olhos Verdes
Altura 1,75 m
Peso 56 kg
Busto 81 cm
Cintura 62 cm
Quadril 90 cm
Coxa 63 cm
Perfil
Hobby(ies) Ajoelhar e rezar
Característica marcante Peitos grandes e bunda redonda
Frase Cquote1.svg Cristo vive em mim! Cquote2.svg
Prêmios Prêmio Cristã Mais Fiel
Website
Instagram da moça

Aline Franzoi é uma modelo paulistana de aparência bem genérica que provavelmente teria passado despercebida por todo mundo, se não fosse o detalhe de ser evangélica e ter posado nua na Playboy.

Antes de mostrar a xereca na famosa revista onanística, chamou atenção de uma seleta parcela de tarados fãs de esportes por ter sido a primeira ring girl brasileira oficial do Ultimate Fighting Championship.

Biografia[editar]

Quase nada é um vilão do Chapolin divulgado publicamente sobre a vida de Aline Franzoi além de sua religião evangélica, fato este que por sua vez é conhecido apenas por ter causado polêmica na comunidade crentelha após a morena aceitar sair peladona na Playboy.

Durante um bom tempo, Franzoi conseguiu ser destaque na mídia brasileira por ser uma crente do cu quente, aparecendo em tudo quanto é portal de fofoca sobre subcelebridades, até que perdeu o hype e caiu no ostracismo, de onde nem deveria ter saído. Ela chegou a montar sua própria agência de modelos e cafetinar outras desocupadas, mas ainda não era o suficiente para atrair novamente a imprensa.

Nota-se que é uma mulher recatada.

Os dois assuntos que mais garantem publicidade são a putaria e a violência. Como já tinha apelado para a primeira, Franzoi depois recorreu à segunda, postando fotos cheia de feridas e hematomas em seu perfil do Instagram, alegando que havia sido agredida por um ex-namorado abusivo. Seu número de seguidores aumentou consideravelmente e logo a rede social da beldade voltou a sua programação normal de fotos e vídeos sensuais, ignorando completamente o suposto ocorrido anterior.

Após tentar fracassadamente emplacar como atriz, Franzoi atualmente segue como mais uma gostosa do Instagram dentre tantas outras.

Carreira evangélica[editar]

Antes mesmo da Playboy, Aline Franzoi já havia marcado presença no universo das revistas masculinas, com um ensaio sensual comportado para a VIP em agosto de 2012. Foi ali que foi chamada para enfeitar os ringues do Ultimate Fighting Championship segurando plaquinhas entre os rounds das lutas.

Filiada à igreja evangélica Assembleia de Deus, sua carreira de modelo passou a incomodar e gerar comentários maliciosos entre os demais fiéis da congregação, mas como ela seguiu pagando fielmente os 10% do dízimo, o pastor decidiu perdoá-la, desde que prometesse não aderir a trabalhos de nudez explícita. Franzoi na hora concordou de boa, mudando de ideia rapidinho ao ver as cifras do contrato oferecido pela Playboy em 2013. Ignorando a promessa vazia que fez, ela saiu na capa da revista em outubro daquele ano, com direito a nu frontal completo mostrando que sua depilação estava em dia.

Seu ensaio para a Playboy foi exportado internacionalmente e Franzoi saiu na capa da edição argentina em 2014 e no pôster da edição eslovena em 2015, ajudando a evangelizar punheteiros ao redor do mundo que milagrosamente passaram a gozar água benta ao invés de porra.

Aparições televisivas[editar]

Além de ter marcado presença como ring girl nas transmissões esportivas de rinha humana em 2012 e 2013 da Fox, Aline Franzoi garantiu outras participações aleatórias pela televisão brasileira.

Seu auge foi em 2014, quando foi entrevistada no extinto Programa do Jô e revelou ao apresentador gordão que adora ser assediada pelos homens e tem fetiche em transar com o namorado fazendo cosplay de personagens infantis.

As polêmicas geradas por Franzoi também repercutiram em reportagens no TV Fama, o que já podia ser esperado por qualquer um.

Ver também[editar]