Pokémon Black and Blue

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(dif) ← Edição anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Predefinição:Meme

Ah sim, o Ash odeia muito o Pikachu, no questions asked.

Cquote1.svg Jogo divertido! Cquote2.svg
Pokémaníaco sobre Pokémon Black and Blue
Cquote1.svg Vou comer carne a semana inteira depois dessa Cquote2.svg
Pokémaníaco após ficar sabendo desse game
Cquote1.svg 1248919114724.jpg Cquote2.svg
A sua reação sobre esse game

Pelo menos o logotipo é bom pra quem gosta de gore

Pokémon Black and Blue é uma tentativa patética da PUTA PETA de protestar pelos direitos dos animaizinhos fofuchos, mas só que desta vez eles tocaram no coração dos pokémaníacos, gerando vários protestos no Caralivro.

Neste jogo o pokémon se liberta de seu treinador sabe-se lá como porque as poké-bolas são muito bem designadas e só dá pra escapar delas se o treinador deixar. Depois disso ele tenta matar o treinador, mandá-lo pro inferno e fazer o mesmo com todos os outros oponentes do jogo até que os pokémons junto com a Team Plasma formem A Revolução dos Pokémons para dominar o mundo e deixar os pokémons livres dos humanos malvados.

De fato, o game foi feito pela PETA em conjunto com a Team Plasma, numa aliança para dominar ambos o mundo real e o mundo Pokémon, e assim libertar os animaizinhos e os pokémons da opressão humana. O game foi lançado no dia em que Pokémon Black 2 and White 2 foi lançado para chamar a atenção assim como os protestos contra o filme Innocence of Muslims foram feitos no dia 11 de setembro.

Oba, o game tem um pouco de hentai!

Os sprites dos treinadores dão a entender que eles estão bêbados ou que participaram de um filme de terror.

PETA odeia Pokémon?

Boatos correm de que a PETA só fez isso porque ela odeia Pokémon. Mas é mentira, na verdade a PETA ama tanto pokémon que eles até não são posers, e conhecem até a quinta geração.

Ver também