Xenomorfo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Night creature.JPG Xenomorfo surgiu das trevas!!

E adora assustar criancinhas!

Puro osso.gif


Cquote1.png Você quis dizer: Necromorph Cquote2.png
Google sobre Xenomorfo
Cquote1.png Espera aí, já não tinha um artigo desse bicho na Desciclopédia? Cquote2.png
Leitor confuso sobre Xenomorph
Cquote1.png NÃO! Cquote2.png
Descíclope sobre comentário acima

Foto exclusiva de um Xenomorph, encontrada na câmera de um fotógrafo defunto desaparecido.

Xenomorph XX121 ou simplesmente Xenomorph, popularmente conhecido nos quatro cantos do Universo pela alcunha de "Alien", não é o nome de um alienígena da série Alien. A verdade é que Xenomorph é o nome técnico da raça ao qual o personagem com o nome The Alien (aquele carinha abominável e asqueroso que aparece no primeiro filme) pertence. Ou seja, para você entender melhor, caro ignorante leitor que está agora completamente confuso e não entende mais porra nenhuma do que se passa, vamos esclarecer as coisas: "Alien", o nome pelo qual todo mundo conhece esses indivíduos, é na verdade o nome do alienígena original que apareceu no primeiro filme da série. "Xenomorph" é nome dado para toda a raça de seres cabeçudos, trevosos e corrosivos que aparecem ao longo da série devorando carne humana. Lembrando que isso não se aplica ao seus comparsas, os Predadores; pois Predador é de fato um nome alternativo para a raça Yautja.

Criação[editar]

O Xenomorph inicial, cuja aparição teria sido no filme original de 1979, foi desenhado por um tiozinho parente do Ary Toledo conhecido como H. R. Giger durante um momento de tédio. Giger, desde criança, era um assíduo leitor de H.P. Lovecraft, além de ser um grande fã dos demônios-aliens que aparecem nas histórias em quadrinhos da Marvel Comics. Pra completar, gostava muito se reunir com seus amigos e família nos finais de semana para assistir a filmes de sci-fi horror dos anos 50.

Quando Giger se formou e saiu da faculdade, por ser um mero noob, não conseguiu arrumar nenhum emprego decente, e se viu obrigado a desenhar fantasias para peças de teatro, e durante muitos anos ficou nessa vidinha medíocre e sem futuro. Entretanto, certo dia Ridley Scott, que estava querendo dirigir um filme sobre invasores extraterrestres, em uma de suas visitas ao teatro, ficou tremendamente fascinado com o design das fantasias que Giger elaborava. Eram todas ridículas, toscas e algumas até aterradoras. Embora para uma peça de teatro aquilo não funcionava, era o ideal para um filme com a natureza que Ridley procurava. Assim, eles acabam fechando negócios, e assim surge o primeiro Xenomorph, cujo visual posteriormente se tornaria uma de suas mais importantes marcas.