Tomb Raider (1996)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Tomb Raider (1996) é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Vayne Aurelius faz mais uma Heal Jar.

Alexkidd-gen alexkidd jankendance.gif
Tomb Raider (1996) é da época da Velha Guarda dos Games

portanto, não é como essas putices que você, teu irmãozinho,
teu priminho e teu sobrinho vivem jogando


Tomb Raider
Tomb Raider 1.jpg

Safada desde o primeiro jogo

Informações
Desenvolvedor Core Design
Publicador Peidos Interactive
Ano 1996
Gênero Tiro e Sexo
Plataformas PlayStation, Sega Saturn, MS-DOS, Macintosh, Windows 95, N-Gage, Atari, Game Boy, fliperamas de rodoviárias e sua avó.
Avaliação 80%
Idade para jogar 18 (pornografia e temas sugestivos)

Tomb Raider I foi o primeiro jogo narrando as aventuras da peituda e arqueóloga Lara Croft, lançado para PlayStation, Sega Saturn, MS-DOS, Macintosh, Windows 95, N-Gage, Atari, Game Boy e fliperamas de rodoviárias. O jogo foi amplamente aceito por jogadores que tinham fetiches por peitos semi-triangulares.

Enredo[editar]

Peitos cônicos eram fetiche em 1996, só ver o famoso sutiã da Madonna.

O jogo começa com um flashback mostrando ataques nucleares de soviéticos realizados em Los Alamos, que fazem com que os crocodilos locais sofram mutações e se transformem em tiranossauros, os chimpanzés se tornem gorilas estupradores e a antiga tumba de Mumm-Rá, antes selada, fosse reaberta após milênios.

Na data presente encontramos a Lara Croft trabalhando normalmente num puteiro na Índia, trabalhando para um cafetão Larson Conway, quando ele apresenta a nova meretriz do estabelecimento, uma loira siliconada e também dona de peitos triangulares, Jacqueline Natla. Para incrementar ainda mais o serviço no estabelecimento, Lara é enviada pelo chefe para encontrar três partes de um vibrador sagrado (o qual ela usará durante toda a temporada de férias, até que a chamam para um novo trabalhinho para o Tomb Raider II).

Como é um vibrador sagrado, Lara Croft não pensa duas vezes e já vai logo investigar o Peru, começando a caminhar por labirintos de civilizações e usando sua pistola para destruir relíquias de valor histórico inestimável. Quando finalmente encontra o vibrador sagrado, o seu cafetão, seduzido pelo objeto mágico, tenta trair a mocinha, mas é nocauteado. Nesse momento Lara descobre que há mais upgrades e gadgets daquele vibrador, e então parte em busca deles.

Na segunda parte da aventura Lara Croft visita um antigo cliente, o francês Pierre Dupont, de quem tenta reverter a viadagem. Ele estava de férias na Grécia (quer coisa mais viada que isso?) e precisou tomar umas boas porradas de Lara numa sessão de sadomasoquismo para entregar a parte do vibrador sagrado que havia escondido no orifício anal.

Decidida em conseguir a terceira parte desse vibrador delicioso, Lara decide ir descer numa pirâmide no Egito, chegando em Atlântida, ou seja, viajou a=por um monte de lugares a toa. Lá ela mata seu cafetão com uma overdose de viagra, mas então Jacqueline Natla aparece e revela-se a grande vilã, rouba o vibrador sagrado para si e tenta ir começar uma grande carreira de sucesso como atriz pornô.

Para acabar com a concorrência ela chama o Kléber Bambam para matar a Lara Croft, um monstro gigante que só possui um tórax e mais nada. Como ele é derrotado, Natla assume a sua forma final de capeta, mas quando Lara destrói o vibrador sagrado, Natla retorna à sua forma original de Velha da Praça e morre decrépita. Lara Croft então se torna a primeira cocaína heroína peituda e gostosa a derrotar um tiranossauro, uma succubus e uma caveira gigante na história dos videogames.

Jogabilidade[editar]

O jogador é mergulhado num ambiente de realidade virtual em 3D, onde deve controlar as ações de uma prostituta e pseudo-arqueóloga Lara Croft pelos perigosos cenários repletos de armadilhas, leões e comunistas comedores de criancinhas. A jogabilidade é totalmente focada em fazer o jogador cair em buracos toda vez que tentar um salto, e morrer para lobos toda vez que for atacada por eles ao não oferecer a mínima precisão no uso das armas de fogo.

Legado[editar]

A Peidos Interactive conseguiu com o sucesso do jogo ganhar dinheiro para se sustentar até hoje sem precisar criar mais nenhuma outra franquia. Utilizar uma personagem feminina com imenso sex appeal deu muito certo e virou tendência. O Tomb Raider de 1996 revolucionou os jogos de videogame, proporcionando uma experiência única e inovadora para os nerds, unindo em um só jogo os dois motivos de existir dessas pessoas. Que são os jogos e mulheres gostosas e virtuais.

Tomb Raider Gold: Unfinished Business[editar]

Tomb Raider I foi um sucesso de vendas tão grande, 98% dos nerds do mundo adquiriram o jogo original nas bancas (porque o pirata sempre travava na terceira fase). O sucesso de Tomb Raider fez com que a Eidos lançasse um remake do jogo com fases adicionais, o Tomb Raider Gold: Unfinished Business (Tomb Raider: Negócios Inacabados por Ouro). Esse caça-níqueis possui fases adicionais nas pirâmides do Egito e na Atlântida, onde Lara Croft deve encontrar vibradores de ouro antes de lutar contra os alienígenas na última fase.

v d e h
Tomb Raider logo.png