Templo de Poseidon

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Montfortpoulpe.jpeg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.

Greece-flag copy.jpg "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele toma frappé, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.

"Titanic"
Templo de Poseidon
Lema: ????
Hino nacional: GlubGlubGlub

[[Ficheiro:
Mapa do Templo de Poseidon (criado pelo IBGE), para quem não quer se perder no fundo do mar (se um homem ver os pilares vai falar que representa outra coisa...)!
|270px|center|Localização de ]]
Capital Pila central
Cidade mais populosa Não existe cidade, apenas uns pilares
Língua Peixaneis
Religião oficial Aquanismo
Governo Ditadura
 - Ditador Poseidon
Heróis Nacionais Vish
Área  
 - Total Sei lá, até aonde o mar vai??? km² 
 - Água (%) 100
Analfabetismo
População 1 deus, 7 generais, uma inútilforte Sereia e outros caras nada a ver. 
PIB per Capita ??? 
IDH ??? 
Moeda Conchinhas
Fuso horário Horário normal
Clima Extremamente úmido
Website governamental www.vamosafogaromundo.com

Cquote1.png Isso non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre o templo de Poseidon
Cquote1.png Minha obra-prima! Cquote2.png
Poseidon sobre o seu templo
Cquote1.png O Santuário é melhor... Cquote2.png
Saori Kido sobre o templo de Poseidon
Cquote1.png O meu lar!!! Cquote2.png
Bob Esponja sobre o templo de Poseidon
Cquote1.png O Inferno é mais legal. Cquote2.png
Hades sobre o templo de Poseidon
Cquote1.png MEU TEMPLO! NÃOOOOOOOOOOOOOO!!! Cquote2.png
Poseidon sobre após ver seu templo ser destruído


E aqui temos Poseidon que levou um fora de Atena junto de seus Generais-Marinas que protegem este templo.

O Templo de Poseidon, também chamado de Titanic, é a morada de Poseidon, o imperador dos mares (tá explicado o porquê do nome, não?). O templo foi destruído após o próprio Poseidon salvar a terra dos antigos, monstros mais feios que a Dercy Gonçalves e que queriam governar o mundo. Como consequência, Poseidon afundou Atlântida e com ela toda a população que passou a viverem no fundo do mar junto com o Bob Esponja, o Tutubarão entre outros seres retardados que vivem na água.

Em sua área principal encontram-se sete grandes pilares ao redor de um pilar central. Cada um dos sete pilares sustenta um dos sete oceanos. Sendo o pilar central a sala de Poseidon e o local onde ele costuma prender as suas vítimas, principalmente moças que se negam a casar com ele!

Para se chegar a esse mundo têm-se duas vias:

  • Nadando, o que não é muito recomendado no caso de pessoas asmáticas, por ser um lugar um "pouquinho" fundo! Não são muitos os conhecidos que vão e voltam por esse meio e contam a história do percurso (pensando bem, até hoje, ninguém contou!).
  • Pelo BURACO em Asgard, localizado no Norte da Europa, perto do Castelo Valhala, na morada de Odin Hilda de Polaris. É o mais recomendado! Apesar de parecer meio suicídio ter de pular dentro de um buraco, na água, em um lugar frio pra caramba.

Fundo do Mar[editar]

Tétis a tapa-buraco guerreira marina

A primeira parada dos guerreiros de Atena, advindos de um buraco negro aberto por um rodamoinho na água (queria que fosse onde, no céu?) em Asgard, no Norte da Europa que deseja destruir o santuário. No começo eles ficam com falta de ar, mas como anime é desenho não é real (ORLY?), eles percebem que podem respirar debaixo d'água (WTF?). Dizem que neste lugar a água pareceu o céu e que existem várias cidades submarinas, antigas vizinhas de Atlântida, como a Fenda do Bikini, lar do Bob Esponja.

Pessoas que vivem neste lugar: Ariel, a pequena sereia; Tutubarão (nhac, nhac, nhac... que falta de respeito), Bob Esponja, Nemo, Free Willy, Chuck Norris (possui uma mansão na Fenda do Bikini)e vários peixes, polvos e outras chatas criaturas do mar.

Nessa chegada, os cavaleiros se deparam com a guardiã Tétis de Sereia, uma mulher guerreira, tão tapa-buraco importante na série quanto o Kiki na saga completa dos Cavaleiros do Zodíaco. Sua participação é tão especial que ela é obrigada a ficar lutando com ele enquanto os outros vão em busca de pessoas mais fortes. Mas como seria muita sacanagem, e isso não traria nenhuma audiência, resolveu-se colocar Shina de Cobra pra dar uns tratos na Sereia.

Pilar do Pacífico Norte[editar]

Bian e o seu rídiculo ataque, bolinhas de sabão, se C&A não vencesse...

O protetor do Pilar do Pacífico Norte é Bian de Cavalo Marinho (o que leva a pensar que ele é gay, afinal, os cavalos marinhos é que tem filhos). Bian era namorado de Misty de Lagarto só que os dois se separaram. Incorfomado com o fim do namoro, Bian se entregou aos braços de Poseidon que como recompensa decidiu dar para ele, a escama mais gay dos marinas: o cavalo marinho.

Seus principais golpes é dar um poderoso arroto que até deus duvida, uma parede "indestrutível" e criar bolhas como um fiel cavalo marinho. Foi derrotado por Seiya de Pégasus no momento que o a armadura de C&A começou a piscar brilhar como uma armadura de Ouro (o que não adiantava de nada, continuava frágil que nem papel, ou até pior). Quando isso ocorreu, o cosmo de C&A aumetou e ele conseguiu transpor a "defesa absoluta" de Bian.

Pilar do Pacífico Sul[editar]

Io, assustado ao ver o grande poder de Shun

O protetor do Pilar do Pacícico Sul é Io de Scylla (ou será que é Cilla? Ah, deixa pra lá!). O poder do guardião desse pilar é usar poderes de sete bestas, como o do irmão-urso, do Gavião Negro, do Lobão, da Abelha, do Batman, da Shina e por último fazer um tornado, mas no fim é tão gay quanto seu companheiro do Norte, Bian.

Foi derrotado pelo Shun de Andrômeda (se perdeu pro Shun vai ganhar de quem?). Ou seja, a besta do Shun era mais forte do que as deles. Cada animal que ele usasse, Shun contra-atacava com um estilo diferente de suas correntinhas. se fosse a abelha, ele usava uma teia de aranha feita de corrente, se fosse o ataque do urso, ele usava uma espingarda feita de corrente... e por aí vai.

Apesar da derrota humilhante, não morreu (Shun tinha gostado dele e o deixou viver), mas, como ele era muito dos seus burros, se atirou contra uma das armas da armadura de Libra (se quer saber qual é, veja o anime!), para tentar evitar que o pilar fosse destruído e acabou morrendo em vão.

Pilar do Oceano Índico[editar]

Krishna e o sua lança "indestrutível", sei...(é uma lança ou é um tridente?)

O Pilar do Oceano Índico é protegido por Krishna de Crysaor. Como seu nome diz (ou não), é um indiano que ficou de fora do elenco de Caminho das Índias e a fim de não se tornar vagabundo foi trabalhar para Poseidon. É um dos poucos cavaleiros afro-descendentes de todo o anime, mostrando o caráter preconceituoso do criador com pessoas de cor.

Krishna acredita no hinduísmo, aquela religião com mais de oito mil divindades, ou seja inimigo maior de Shaka de Virgem. Possuia um tridente que vinha de amostra grátis em sua armadura, que (como muita coisa nesse anime) é "indestrutível".

Enfrentou Shiryu de Dragão, destruíu o escudo (também indestrutível) de Shiryu, o picotou todo e, pra completar, o fez ficar cego. Mas como esse cara nem cego dá um tempo dessas lutas sem motivos, contou com a ajuda de Shura de Capricórnio (como também é comum no anime aqueles flashbacks e palavras vindas do além-túmulo) e conseguiu realizar a espada sagrada que corta tudo Excalibur, partido o tridente "indestrutível" de Krishna.

Contou também com as palavras de Mestre Ancião para achar os principais pontos de tiácara de Krishna e, finalmente, derrotá-lo (já tava na hora, demorou até!).

Pilar do Oceano Antártico[editar]

Kassa, bonito só ele quer ser!

O Pilar do Oceano Antártico é protegido por Kassa de Lyumnades, um portuga filho do Coringa com uma portuguesa, por isso as brincadeiras sem graça deles, ele tem por que herdou-as do pai. Com seu poder de se transformar em qualquer pessoa que o inimigo, com quem ele estiver enfrentando, ame (ao melhor estilo de um Genjutsu), e por isso consegue derrotar facilmente qualquer um, tanto que somente nessa saga derrotou dois.

Disfarçou-se de Ikki de Fênix para a bibinha do Shun e de Seika para derrotar o, inderrotável, Seiya. Porém, na hora que o Ikki de Fênix original surgiu, Kassa quebrou a cara

Kassa se fudendo apanhando de Ikki

(literalmente) achando que o cavaleiro da fênix iria se render a ele, no momento em que Kassa disfarça-se Shun.

Porra, o Shun tava jogado no chão, quase morto, do lado do Ikki, como poderia estar dando os seus gritinhos estéricos na frente dele? Será que Kassa não viu esse óbviu ululante? Ikki acabou com a cara dele, mesmo ele transformado em Shun. Kassa, somente muito depois, percebeu que apenas Esmeralda (a ex-gostosa de Ikki e filha do mestre possuído dele, não a pedra preciosa) iria fazer Ikki ser emo e chorar aos braços da amada, mas acabou morrendo. Dá próxima vez (se tiver uma próxima), Kassa irá pensar duas vezes e estudará algo conhecido como LÓGICA!

Pilar do Oceano Ártico[editar]

Isaak de Kraken, mostrando que há vida depois de ter o olho furado

O Pilar do Oceano Ártico tem a proteção do caveleiro Marina Isaak de Kraken, ex-amigo de Hyoga de Cisne que virou um emo revoltado que planeja destruir o mundo, por isso aprova as ideias de Poseidon de inundar todo o planeta Terra.

Isaak e Hyoga eram namorados amigos quando crianças. Cada um sendo treinado tanto pelo Mestre Cristal, quanto por Camus de Aquário. As ideias de cada um eram divergentes, Isaak queria ser um ótimo cavaleiro para protejer a humanidade, mas Hyoga só queria se tornar um para ser forte o bastante e poder resgatar a mãe dele do fundo de um lago congelado (cada doido!).

Só que um dia o loiro retardado, em uma de suas visitas ao lago de gelo, foi pego por uma corrente marítima, Isaak tentou socorrê-lo e acabou indo junto, salvou Hyoga, mas não voltou mais. Hyoga achou que ele havia morrido, chorou muito. Mas se surpreendeu ao ver seu amigo vivo, porém caolho (devido ao fato de ter se machucado ao tentar salvar o loiro burro), sendo um general Marina e apoiando a ideia de Poseidon de destruir toda o mundo. Os dois iniciaram uma batalha glacial que acabou com a vitória de Hyoga (claro!), mostrando que Isaak era mais um fraco também.

Pilar do Atlântico Norte[editar]

Sorento, tão emo quanto o Shun!

O Pilar do Atlântico Norte tem a proteção de Sorento de Sirene, um estranho general Marina, que se utiliza de um objeto arredondado e comprido como arma: uma flauta (pensou merda, né?).

Como todos os grupos cavaleirísticos do anime que se prezem, cada cavaleiro que luta por um deus tem de ter o seu músico representante: os cavaleiros de Atena tem Orfeu de Lira, na saga de Asgard, entre os cavaleiros-deuses de Odin, há o cavaleiro Mime de Benetnasch, no grupo dos espectros de Hades à Faraó de Esfinge e entre os generais Marinas de Poseidon têm-se Sorento de Sirene.

Ele adora pegar na flauta e, apesar de uma voz grossa, é mais um gay na história. Sorento faz uma canção suave ser a última canção que você escultará na vida, por que, em vez de sentir um belo toque, sentirá uma dor semelhante a 1000 roundhouse kicks ao pé do ouvido. Shun de Andrômeda tentou vencê-lo com o mesmo golpe que fez Afrodite de Peixes virar purpurina, a Purpurina Nebulosa de Andrômeda, porém Sorento sobreviveu, ele só não acabou com a biba do Shun por que percebeu que essa história do despertar de Poseidon era tudo uma armação, era mais uma ideia mirabolante de dominar o mundo de Kanon de Dragão Marinho. Também foi até hoje, o único inimigo dos cavaleiros que continuou viver. Também derrotou Siegfried de Dubhe e um monte de músicos italianos.

Pilar do Atlântico Sul[editar]

O único homem que conseguiu fazer um deus de trouxa: Kannon de Gêmeos Dragão Marinho.

O último pilar a ser destruído, o Pilar do Atlântico Sul (no litoral do Brasil) era guardado por Kanon de Dragão Marinho, irmão gêmeo de Saga de Gêmeos (pelo visto, a sede de dominar o mundo é genética).

Kanon, a fim de se tornar o deus do novo mundo, antes que Light Yagami consiga esse posto, tentou acidentalmente despertar Poseidon e acabou conseguindo. Kanon estava alcançando seus objetivos, controlando Poseidon, quando C&A e seus miguxos, mais a puta da Atena, chegam e acabam com as bibas marinas, destruindo os pilares e emputecendo Kanon.

A princípio, mostrou ser o fodão da saga, quase vencendo Ikki de Fênix, porém acabou sendo derrotado fazendo jus ao seu irmão, contando tudo o que sabia a Ikki (através do Golpe Gasparzinho Fantasma de Fênix). Depois da confusão ter terminado e de L ter provado que ele era o general Marina de Dragão Marinho mas não o Kira, Kanon ficou por vários anos na prisão e quando foi solto decidiu recomeçar sua vida sendo um cavaleiro de Atena.

Porém teve que passar por uma prova: aguentar as ferroadas que Milo de Escorpião dava naquilo...(ah você sabe!) e aguentando (e muito bem), Kanon se tornou o novo cavaleiro de ouro de Gêmeos... mas isso é outra história.

Salão de Poseidon[editar]

Conhecido ainda como o cafofo do Julian ou a boate submarina ou ainda o motel das sereias, é aonde Poseidon mora. Não foi mostrado muito no anime, nem no mangá, mais acredita-se que além de ter tudo que tem numa mansão, Julian ainda possui alguns brinquedinhos sexuais, câmeras pra ver tudo que rola no fundo do mar, armas afiadas para matar os cavaleiros e o esconderijo onde está localizado o Death Note, mas são tudo boatos.

No anime, a única parte que mostra do salão principal é o trono de Poseidon, ao redor somente um monte de pilastras que serve como "aparador de corpo de cavaleiros arremessados", sendo que com um enorme espaço que a área tem, eles justamente batem de encontro com essas pilastras ao serem atingidos por alguma coisa, somente pra deixarem a marca da batida deles nelas.

Pilar Principal[editar]

Atena avacalhando com Poseidon, ao prendê-lo em um jarro alegre, isso que é vingança! ("-Sinta-se onwado!! -Saori Kido)

Também chamado de o Grande Pão Principal é aonde dizem que está o pilar mais firme do mundo. Nas horas vagas, serve como o cabalouço de deuses, sendo que era o lugar onde ficava Atena quando Poseidon a aprisionou e onde está guardado o seu jarrinho de confinamento.

No fim, é tão "indestrutível" quanto o escudo de Shiryu de Dragão, não serve pra nada a não ser pra afogar Atena (que não funciona) e ser destruído (isso funciona). Depois que C&A se joga com toda força contra o pilar, Atena aparece, muito puta por sinal, e aprisiona Poseidon em um jarrinho que trazia na mão com um coraçãozinho entalhado no objeto. Sinceramente, se eu tivesse que ser preso em um jarrinho gay assim, até eu ficava puto e tentaria me vingar em outra encarnação.

Galeria Marina, deus e guerreiros[editar]

Cavaleirospredef2.jpg