Sporting Clube de Braga

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sporting Clube de Braga
Escudo do Braga.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Esporra no Clube de Braga
Origem Bandeira de Portugal Portugal- Braga
Apelidos Marroquinos
Torcedores Braguistas
Torcidas calhaus
Fatos Inúteis
Mascote àguia derrota
Torcedor Ilustre António Trolha
Estádio AXA
Capacidade 500 toneladas de pedra
Sede Pedreira
Presidente António Salva-nos a Dor
Coisas do Time
Treinador Guarda-Abel
Pior Jogador Nuvola apps core.png Abel
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png MaraCona
Patrocinador Axa Segura-mos
Time
Material Esportivo Ardidas
Liga Campeonato Português
Divisão Terceira Liga
Títulos 0
Ranking Nacional 0
Uniformes



Cquote1.png Filho! Cquote2.png
Sportinguistas sobre Sporting Clube de Braga

Sporting Clube de Braga é a melhor merda do futebol português. O nome Sporting surgiu de uma lenda viva do teatro cômico futebolístico mundial: o Sporting Clube de Portugal, com o intuito de enganar os jogadores brasileiros que não conhecem Portugal. É o segundo melhor clube do Minho e é conhecido como o Benfica B.

História[editar]

Fundação[editar]

O Sporting Clube de Braga surgiu como filial do tradicional Sporting. N o entanto, como foram alvo de troça por parte dos adversários e próprios adeptos, os jogadores entraram em guerra e exigiram que as camisolas não fossem verdes e brancas, como as do Sporting original, mas sim vermelhas como as do SL Benfica Arsenal, o que sempre impõe mais respeito. Contudo, passaram a ser ainda mais chacoteados, por motivos óbvios e previsíveis ainda desconhecidos, devido à sua semelhança com a camisola do outro clube de Lisboa, o Sport Lisboa e Benfica.

Primeiros anos na primeira divisão[editar]

Após 12 anos afundado e esquecido na Segunda Divisão (inclusive rebaixando para a Terceira Divisão em 1941 e só se livrando disso porque obviamente não existia tantos times em Portugal para haver uma terceira divisão), a equipe faz sua estreia na primeira divisão pelo campeonato português de 1947–1948, ano em que conquista um totalmente inexpressivo 13º lugar. É até hoje o time português com a maior quantidade de oitavas posições no torneio muito por causa de seu desempenho mediano de 1940 a 1960.

Taça de Portugal de 1966[editar]

No mesmo ano em que ficou em décimo lugar no campeonato português, o Braga venceu uma Taça de Portugal em mil novecentos e troca-o-passo. Até hoje, ninguém sabe como, mas eles se orgulham disso, mesmo que não existam registros do que diabos ocorreu em 1966.

Liga dos Campeões Liga Europa de 2010-11[editar]

O Braga, como sempre, por baixo...

Após 70 anos de fiascos, o Braga conquista o seu primeiro vice do campeonato português só em 2009-10 ao ficar 5 pontos atrás do campeão SL Benfica. Uma posição tão irrelevante foi comemorada como título, ainda mais porque o clube agora estrearia numa Champions League!

Impressionantemente chegou até a pomposa fase de grupos, e não foi o último do grupo! Com uma honrosa terceira colocação foi ir disputar a Série B da Champions League! E com uma campanha memorável vencendo até o Lech Poznań, o Braga chegou a uma final onde encontrou o compatriota FC Porto, para quem obviamente perdeu, afinal é só isso que o Braga sabe fazer para o Porto: perder.

Taça de Portugal de 2016[editar]

Cinquenta anos depois, o Braga finalmente ganhou outra vez esse caneco. Foi uma vitória muito sofrida, muito por causa da burrice dos seus jogadores que estavam a ganhar 2-0 e deixaram-se empatar para uma equipa de mancos, levando o jogo para as penalidades. Aí beneficiaram da burrice dos jogadores do FêCêPê e lá ganharam o que para os moldes do Braga é considerado como uma Champions League.

Estádio[editar]

O seu estádio, inspirado na lenda do estádio construído sobre um pedreira, é a segunda obra arquitetônica mais importante de Portugal, a seguir à Casa da Música, no Porto. Joga numa pedreira. Com relva. E calhaus adeptos, nas bancadas. Além disso, é o clube que mais campeonatos ganhou em Portugal, depois de todos os outros.

Títulos[editar]