Sporting Clube de Braga

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sporting Clube de Braga
Escudo do Braga.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Esporra no Clube de Braga
Origem Bandeira de Portugal Portugal- Braga
Apelidos Marroquinos, arsenalistas
Torcedores Braguistas
Torcidas calhaus
Fatos Inúteis
Mascote O filho da Águia Vitória
Torcedor Ilustre António Trolha
Estádio AXA
Capacidade 500 toneladas de pedra
Sede Pedreira
Presidente António Salva-nos a Dor
Coisas do Time
Treinador Cargo vago, o treinador já foi contratado por outro time
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Abel
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Trincão ooooops, já foi pro Barcelona
Patrocinador Bet-Anus
Time
Material Esportivo humerda
Liga Campeonato Português
Divisão Terceira Liga
Títulos 0
Ranking Nacional 0
Uniformes



Cquote1.png Filho! Cquote2.png
Sportinguistas sobre Sporting Clube de Braga
Cquote1.png Filho! Cquote2.png
Benfiquistas sobre Sporting Clube de Braga
Cquote1.png Filho! Cquote2.png
Portistas sobre Sporting Clube de Braga


Sporting Clube de Braga é a melhor merda do futebol português. O nome Sporting surgiu de uma lenda viva do teatro cômico futebolístico mundial: o Sporting Clube de Portugal, com o intuito de enganar os jogadores brasileiros que não conhecem Portugal. É o segundo melhor clube do Minho e é conhecido como o Benfica B.

História[editar]

Fundação[editar]

O Sporting Clube de Braga surgiu como filial do tradicional Sporting. No entanto, como foram alvo de troça por parte dos adversários e próprios adeptos, os jogadores entraram em guerra e exigiram que as camisolas não fossem verdes e brancas, como as do Sporting original, mas sim vermelhas como as do SL Benfica Arsenal, o que fez com que o Braga homenageasse duas piadas de clube sempre impõe mais respeito. Contudo, passaram a ser ainda mais chacoteados, por motivos óbvios e previsíveis ainda desconhecidos, devido à sua semelhança com a camisola do outro clube de Lisboa, o Sport Lisboa e Benfica.

Primeiros anos na primeira divisão[editar]

Após 12 anos afundado e esquecido na Segunda Divisão (inclusive rebaixando para a Terceira Divisão em 1941 e só se livrando disso porque obviamente não existia tantos times em Portugal para haver uma terceira divisão), a equipe faz sua estreia na primeira divisão pelo campeonato português de 1947–1948, ano em que conquista um totalmente inexpressivo 13º lugar. É até hoje o time português com a maior quantidade de oitavas posições no torneio muito por causa de seu desempenho mediano de 1940 a 1960.

Taça de Portugal de 1966[editar]

No mesmo ano em que ficou em décimo lugar no campeonato português, o Braga venceu uma Taça de Portugal em mil novecentos e troca-o-passo. Até hoje, ninguém sabe como, mas eles se orgulham disso, mesmo que não existam registros do que diabos ocorreu em 1966.

Liga dos Campeões Liga Europa de 2010-11[editar]

O Braga, como sempre, por baixo...

Após 70 anos de fiascos, o Braga conquista o seu primeiro vice do campeonato português só em 2009-10 ao ficar 5 pontos atrás do campeão SL Benfica. Uma posição tão irrelevante foi comemorada como título, ainda mais porque o clube agora estrearia numa Champions League!

Impressionantemente chegou até a pomposa fase de grupos, e não foi o último do grupo! Com uma honrosa terceira colocação foi ir disputar a Série B da Champions League! E com uma campanha memorável vencendo até o Lech Poznań, o Braga chegou a uma final onde encontrou o compatriota FC Porto, para quem obviamente perdeu, afinal é só isso que o Braga sabe fazer para o Porto: perder.

Taça de Portugal de 2016[editar]

Cinquenta anos depois, o Braga finalmente ganhou outra vez esse caneco. Foi uma vitória muito sofrida, muito por causa da burrice dos seus jogadores que estavam a ganhar 2-0 e deixaram-se empatar para uma equipa de mancos, levando o jogo para as penalidades. Aí beneficiaram da burrice dos jogadores do FêCêPê e lá ganharam o que para os moldes do Braga é considerado como uma Champions League.

Estádio[editar]

O seu estádio, inspirado na lenda do estádio construído sobre um pedreira, é a segunda obra arquitetônica mais importante de Portugal, a seguir à Casa da Música, no Porto. Joga numa pedreira. Com relva. E calhaus adeptos, nas bancadas. Além disso, é o clube que mais campeonatos ganhou em Portugal, depois de todos os outros.

Títulos[editar]