SoulCalibur III

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg SoulCalibur III é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, o seu irmão joga Tetris.


Espada do Rei Artur 3
SoulCalibur III cover.jpg

Capa da versão japonesa do jogo

Informações
Desenvolvedor Project Soul
Publicador Namco
Ano 2005
Gênero Porrada e Facada
Plataformas PlayStation 2
Avaliação 90%
Idade para jogar Livre

Cquote1.png Este jogo revolucionará os jogos de luta! Ele terá um enredo! Cquote2.png
Namco sobre Soul Calibur III
Cquote1.png Transcending history and the world... A tales of souls and swords eternally...Tanto faz! Eu sei que você vai apertar start e pular essa minha fala porque está doido para ir jogar seu precioso Soul Calibur III. Machuca meus sentimentos saber que coloquei minha alma nessa narração, e ninguém nunca a escuta! E é isso! Eu me demito! Cquote2.png
Narrador da introdução do Soul Calibur II sobre por que não apareceu em Soul Calibur III
Cquote1.png Eu não preciso dessa piroca! Cquote2.png
Setsuka sobre Soul Edge
Cquote1.png Foda-se, eu preciso dela, só que O FIHADAPUTADOSIEGFRIED DESTRUIU A Espada Putaqueparivelmente Grande com um Olho no Meio na edição anterior. Cquote2.png
Nightmare sobre Soul Edge
Cquote1.png Óoo...EI!!! QUE VIADAGEM É ESSA QUE EU COPIEI?!! Cquote2.png
Olcadan após descobrir que copiou os poderes do Kilik
Cquote1.png AAAH não!!! outro samurai?! E ainda esfarrapado. No Tekken ele ainda era mais organizado, trouxeram ele aqui e olha a merda que deu Cquote2.png
Mitsurugi sobre Yoshimitsu
Cquote1.png Ah tá bom... pelo menos posso me regenerar e não uso anabolizantes. Cquote2.png
Yoshimitsu tirando onda com Mitsurugi

Soul Calibur III é o quarto jogo da série Soul Calibur, um jogo de luta de luta de peixeira onde os japoneses tentam provar que tamanho da espada não é documento. Desenvolvido pelos escravos da Namco alocados na Project Soul, lançado só para PlayStation 2 por preguiça d elançar para demais consoles.

Jogabilidade[editar]

Uma luta em SoulCalibur III.

O jogo continua a mesma coisa que sempre foi SoulCalibur II, apenas uns personagens a mais e muitos modos inúteis a mais, que ninguém joga ou se interessa. Agora o jogo é mais como um Tekken 4 com armas, em 3D e aquela movimentação que só viciados entendem, pois quando você aperta pra baixo para agachar, ao invés disso o boneco anda, mas aí quando você quer que ele ande pra flanquear, ele agacha.

Agora há basicamente dois modo história disponíveis, o primeiro é o mais tradicional e "arcade", o Tales of Souls no qual você seleciona um dos personagens, espanca todo mundo e no final precisa evitar ser estuprado pelo Night Terror. Mas para enfrentar esse chefe secreto é só se você tiver a maldita sorte habilidade de conseguir enfrentar TODO MUNDO SEM DAR CONTINUE UMA ÚNICA VEZ e derrotar o Zasalamel (sim, sem dar continue também), logo notará que ao invés dele virar o Abyss, ele vira o Night Terror (que é a forma suprema estupradora do Nightmare) (observação importante: Fazer o Night Terror cair de um despenhadeiro é perda de tempo, assim a CPU não cai em seus truques sujos). E aliás, você jamais ganhará do Night Terror no nível hard (a menos que esteja usando o Yoshimitsu, poque Yoshimitsu apela pra caralho)

Já o Chronicles of the Sword, no qual você cria o seu próprio personagem do jeito que bem entender, inclusive se quiser fazer uma puta só de lingerie, um negão bombado só de cueca ou um samurai, e assim caminhar por cenários quase como que num RTS bem foleiro mesmo, que depois se torna uma luta comum quando as unidades se encontram. O mais interessante de tudo é que quando você usa um personagem customizado, na verdade você só está usando os personagens já existentes, apenas com uma rupa diferente, porque a porra dos golpes são tudo iguais, então prepara-se para se frustrar bastante, ou seja, se escolheu fazer um Barbarian, o seu personagem na verdade vai realizar os mesmos golpes daquele Grandalhão estúpido com um megamachado e do Cara da armadura azul.

Na luta do século, Michael Jackson enfrenta a si mesmo.

A maior novidade mesmo é a possibilidade de poder visitar a sex shop da Lynette onde você pode ir comprar itens, roupas e acessórios para enfeitar seus personagens e deixá-los ainda mais parecendo piriguetes e go-go-boys, além de poder olhar os peitos das vendedoras que usam todos decotes incrivelmente indecentes. Em um dos modos do jogo, é possível criar, editar e customizar personagens usando variados portes físicos, opções sexuais, itens e armas. Nesse modo, o jogador pode dar asas a imaginação e fazer desde o Oscar Wilde até um careca de cueca para ir lutar.

Acontecem coisas estranhas, fodas ou inúteis no jogo, como por exemplo quando o o nego da foice tenta te matar usando uma roda engrenagem gigante (truque que só funciona se você for muito... Você entendeu). No labirinto, quando você estiver na última parte (treta), você enfrentará o famoso O RLY que copia técnicas dos outros, que aliás, quando é você que usa esse personagem, sempre que você enfrenta o Viadinho que usa bastão, você por algum motivo malditamente felladaputa copia os golpes dele.

Enredo[editar]

A armadura do Siegfried ganha vida e começa a matar todo mundo na forma de Nightmare até que ele é finalmente parado por um viadinho chamado Raphael, que descobriu o pontof raco daquela besta alucinada, o olho do cu, por isso ele com sua espada tão fina era o adversário ideal, libertando assim Siegfried de seu transe hipnótico. O tão aclamado enredo de Soul Calibur III na verdade não passa de uma corrida maluca onde todo mundo quer encontrar (para destruir ou possuir) uma Espada Putaqueparivelmente Grande com um Olho no Meio, cada personagem para dar um fim diferente a essa espada.

De acordo com a história Siegfried acorda de seu sono todo arrependido, traumatizado com o fato que tomou várias penetradas no orifício anal enquanto estava hipnotizado em forma de Nightmare, ele acabou ficando insano sem conseguir levar seu Picolé Gigante para tentar destruir a infame Espada Putaqueparivelmente Grande com um Olho no Meio.

Além de tudo isso, um nego da foice é quem está tramando tudo por trás das cortinas, sendo ele também capaz de se transformar no Motoqueiro Fantasma, a exemplo do último chefão de SoulCalibur II.

Finais[editar]

Cada personagem tem dois finais no jogo:

  1. Astaroth oferece a espada putaqueparivelmente grande com um olho no meio para o seu chefe demônio, e como recompensa não recebe nem um "Obrigado".
  2. Astaroth lembra que odeia seu chefe, e arremessa a espadona no diabo, matando-o. Depois disso vai comer sua ninfeta favorita, a Talim.
  1. Cassandra volta para casa, e tenta esconder de Sophitia o vibrador da irmã que quebrou acidentalmente quando a lolita participava de uma orgia com Abyss.
  2. Cassandra pede que Sophitia conserte seu vibrador, e terminam numa cena de incesto.
  1. Aparece com depressão na proa de seu navio. Sofre um motim do Jack Sparrow e seus marinheiros zumbis são mortos.
  2. Cervantes mata (outra vez) seus marinheiros zumbis por esporte.
  1. Ivy tem um dilema cruel, se usa um vibrador pequeno e grosso, ou se usa um vibrador grande e fino. Escolhe o pequeno e grosso.
  2. Similar ao primeiro final, apenas escolhe o grande e fino.
  1. Escolhe ficar com a Espada Gigante que Parece um Pernil Mal Passado e sodomiza dois imbecis que passeavam nas noites de uma cidade medieval.
  2. Escolhe ficar com a espada da Xanghua, e promove uma festa de forró com seus amigos para comemorar.
  1. Num jardim bem gay, passa uma tarde ensolarada com Xianghua que está dando mole doidinha por uma transa, ela simula um tropeção para ver se o Kilik deixa de ser viado, mas surte efeito. Assim surge o Maxi e seu topete sensual, e Xianghua vai embora deixando o viadinho na saudade.
  2. Kilik segura sua namoradinha, mas como é um nerd, fica sem saber o que fazer e não come a mulher.
  1. Kilik pega Maxi enquanto se masturbava para comemorar uma vitória sentimental. Empolgado, Maxi pede para que seu amigo enfie seu bambu nele. Depois disso, Maxi nunca mais usou seus dois pequenos nunchacos, e vemos Kilik jogando essas porcarias fora.
  2. Similar ao primeiro final, apenas com um abraço bem yaoi no final.
Esse jogo as vezes exagera no sex appeal dos personagens...
  1. Sem ter nada de melhor para fazer, mata uns imbecis sabe-se lá pra que...
  2. Enquanto matava os imbecis, surge Taki que não aguentava mais o assédio do Voldo e precisava de um samurai bombado.
  1. Escala um castelo onde está guardado um suprimento da melhor heroína do próximo carregamento colombiano. Mata uns guardinhas e dá uma risada diabólica.
  2. Mesmo final acima, mas injeta heroína, tem uma overdose, seu tumor de câncer no braço ganha vida ao mesmo tempo que vira uma porcaria grotesca que voa e usa o tumor vivo como arma.
  1. Destrói a Espáda Putaqueparivelmente Grande com um Olho no Meio com um peteleco e então vai para um bar paquerar a Valeria e treinar alguns inúteis.
  2. Não destrói a Espáda Putaqueparivelmente Grande com um Olho no Meio e a vende por 2 euros para alguns mercadores.
  1. Volta para sua casa de campo, onde sodomiza a sua filha Amy Sorel.
  2. Morre em decorrência da AIDS, antes de chegar em casa.
  1. Enquanto atravessava o oceano a nado, é confundido por jesuítas como Poseidon, e assim surge Os Lusíadas.
  2. Enquanto atravessava o oceano a nado, é confundido por baleeiros como um animal raro, e toma um tiro de arpão.
Mario e Luigi estão em todas.
  1. Durante seu trabalho de sacoleira no tráfico de cocaína na fronteira do Paraguai com o Brasil, disputa com Yunsung quem vai carregar todas essas sacolas. Seung Mina ganha o desafio e transforma Yunsung em seu escravo.
  2. Mesmo final acima, mas com os nomes trocados.
  1. Setsuka enquanto caminhava na noite procurando clientes, encontra uma guria segurando um vibrador enorme e olhando fissurada nos homens que passavam. Setsuka dá uma lição sexual e convence a garota a não usar esse tipo de coisa em homens.
  2. Mesma situação acima, mas Setsuka joga esse vibrador no rio, e diz que homens de verdade não gostam desse tipo de porra.
  1. Se droga,tem uma alucinação de que é atacado por três Nightmares insanos, e um relâmpago o salva, logo após tem outra alucinação de que enxerga o próprio pai.
  2. Mesma coisa acima,mas decide dar cabo dos Nightmares sozinho, depois volta a se drogar (pricipalmente com heroína).
  1. Faz uma cena pervertida com sua irmã Cassandra.
  2. Durante a cena com a sua irmã, é espiada com inveja por Tira.
  1. Transforma a Soul Edge em purpurina e fica feliz porque ela é uma guria retardada.
  2. Mesmo final acima, mas toma uma encoxada do ruivo da espada
O sex shop da Lynette onde os personagens vão comprar acessórios com o dinheiro ganho nas lutas.
  1. Em uma vila japonesa não identificada, mata um ex-marido seu, que colocou na Internet fotos de hentai suas.
  2. Similar ao final acima, mas depois de matar o ex-marido, se encontra com o mafioso Mitsurugi, que exige os hentais de Taki, como ela se recusa, os dois lutam.
  1. Invade o quarto das Chiquititas para iniciar as garotinhas no ramo do contorcionismo circense exibindo seu bambolê gigante.
  2. Invade o quarto de Cassandra e Sophitia para tentar alguma orgia mas sua oferta é recusada. Na sarjeta consome LSD e fica doidona.
  1. Voldo oferece a Espada para seu chefe Don Corleone.
  2. Por não conseguir a espada, Voldo leva o Lizardman para ver se seu chefe se contentava...
  1. Ela detona a espada e faz mais nada...nada mesmo (faltou criatividade aos desenvolvedores do jogo).
  2. Detona a espada, mas tem um diálogo divertido, esquisito, sem sentido e pouco claro com Kilik, e todo mundo como de costume, não entende nada.
  1. Rouba um banco e então foge enquanto distribui o dinheiro para creches e orfanatos.
  2. Rouba um banco e sai voando como se fosse um ator de algum filme do Steven Spielberg.

Os finais desse cara não fazem sentido, me sinto doente só de pensar nisso...Pula esse.

  1. Alguma coisa dá errado, e a Soul Edge dá um peido e transforme a foice de estimação de Zasalamel em purpurina. Frustrado, o negão não sabe onde achar uma nova dessas.
  2. Livre da maldição, termina seu livro chamado "1000 maneiras de desperdiçar a vida".