SoulCalibur II

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg SoulCalibur II é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Max Paynefodendo Mona Sax.


Excalibur 2
SoulCalibur II para PolyStation.png

Capa da versão para PolyStation, trazendo o personagem exclusivo na respectiva capa.

Informações
Desenvolvedor Manco
Publicador Manco
Ano 2002
Gênero Porrada e Facada
Plataformas Fliperama, GameCube, PlayStation 2, Xbox, Tua Mãe
Avaliação 9/10
Idade para jogar 15 (nudez)

Cquote1.png Essa espada é meu tesouro! Cquote2.png
Ivy sobre ...nós já sabemos...

SoulCalibur II é um jogo de luta do subgênero "facada na bucha", desenvolvido e publicado pela Namco para GameCube, PlayStation 2, Xbox e PolyStation, depois que o Dreamcast se tornou um pesadelo e faliu e deixou a série SoulCalibur órfã. Com crise de identidade, lançou o jogo para todos os videogames existentes e como jogada de marketing um personagem exclusivo para cada versão, uma prática que depois se tornaria marca da franquia em extorquir os fãs mais hardcore a comprar vários jogos iguais para ter acesso à todos personagens.

Jogabilidade[editar]

Taki nunca gostou de sutiã e calcinhas, é a grande (bota grande nisso) inventora do estilo ninja de lutar com farois acesos e uma roupa socada na bunda.

O sistema de lutas continua basicamente o mesmo das versões anteriores, só que agora os personagens não parecem mais estar sofrendo de lepra e o acabamento gráfico está bem mais agradável. O jogador agora pode escolher entre muitos personagens para ir espiar a calcinha das lutadoras que usam todas saias esvoaçantes, ou então decidir ir se pegar com os machos sarados e bombados do jogo.

O jogo foi amplamente elogiado por trazer uma grande variedade de golpes para cada personagem (alguns humanamente impossíveis de executar, como o A+B+Meia Lua+pro lado+C+pra trás+um quarto de lua+A+A da Ivy que resulta em seu ataque de estuprar que nem a CPU sabe executar de tão impossível), além de possui muitas armas putaqueparivelmente apelonas (principalmente a "Damascus Sword" do Mitsurugi).

Além da opção clássica de sair quebrando todo mundo até enfrentar o Soul Edge Inferno, há ainda o modo "Weapon Master", onde o jogador se movimenta em um mapa com diversas fases repletas de desafios de lutas repetitivas originais, como por exemplo inimigos que restauram o life, inimigos imortais, paredes explosivas, inimigos que só perdem vida com golpes específicos de estupro, homens que só sentem golpes nos bagos, assaltos e outras frescuras.

Cada personagem possui 3 roupas diferentes, cada uma mais extravagante que a outra (principalmente os modelitos do Raphael feito por Clodovil sob medida). Há a roupa de Asterix da Cassandra e para os mais reservados até uma opção da Sophitia com calcinha.

Enredo[editar]

O jogo conta a história de Xianghua e os Power Rangers que unem suas forças para derrotar o Inferno (Zordon no japonês) que está causando muitos problemas com sua mania de sair incendiando os lugares por onde passa, tudo com a ajuda da Soul Calibur (excalibur no japonês).

Nesse jogo os personagens tem suas personalidades mais aprofundadas e se tornam mais carismáticos. O Nightmare aparece com o tumor cancerígeno no braço muito maior devido ao excesso de punheta, afinal com aquela cara feia ele não consegue mulher de jeito nenhuma. A Ivy por sua vez coloca ainda mais silicone nos seios, e o Astaroth se demonstra um tremendo pedófilo ao aparecer constantemente perseguindo a Cassandra e a Talim. Enquanto a Sophitia, esta está cada vez mais puta assumida.

Apesar de tentar inovar, história de jogo de luta nunca foi o forte, então não espere grandes coisas, no final das contas todo mundo está apenas loucamente desesperado atrás daquele vibrador gigante e sagrado, a Soul Edge, até chegar no último chefe, o Motoqueiro Fantasma, um filho do capeta que pretende destruir o mundo.

Personagens[editar]

Inferno, o chefe originalíssimo do jogo, até no nome.

O jogo estrela aquela mesma cambada de sempre. Estão de volta as putas peitudas (Sophitia, Taki, Ivy, Seung Mina, etc.), os go-go-boys (Mitsurugi, Kilik, etc.) e os demônios (Nightmare, Astaroth, etc.).

O jogo estreia novos personagens sem preconceitos, agora Soul Calibur conta com personagens que simbolizam minorias socias que sofrem com o preconceito. Há um emo (Raphael), um viado (Yunsung), uma menor de idade (Talim), uma patricinha (Cassandra), um negro (Berserker), um brasileiro (Lizardman), um analfabeto (Necrid) e um árabe (Assassin).

Personagens especiais foram introduzidos. Para o Gamecube há o Link que confundiu a Sophitia com a Princesa Zelda. Para o PlayStation 2 há o Heihachi Mishima (sem noção). Para o XBOX há o Spawn e aumentar o número de demônios do jogo.