Sonic & Megaman: Worlds Collide

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Sonic VS. Mario.JPG K.O!

Este artigo envolve algo relacionado a brigas. Se você é homem o suficiente para encarar, vá em frente, mas não se esqueça de levar gelo!

Megaman-bird.gif WARNING! WARNING!

Esta página se trata do universo de Mega Man!

Se você não foi capaz de derrotar o Dr. Wily em nenhum jogo dele você é um tremendo fracassado!

Worlds Collide/Mundos Colidem
世界が衝突します

Worlds Collide - Crossover Archie Comics.jpg

Não é jogo, mas pelo menos é algo bem melhor do que aquele crossover tosco de Mario & Sonic em competições olimpicas!

Gênero Ação, Aventura, Shōnen, Luta, Porradaria, Robô, Multiverso, Briga, Plataforma, Correr pra caralho
Mangá
Mangaká Ian Flynn & SPAZ
Divulgação Archie Comics
Onde sai Nas Bancas
Primeira Publicação No dia em que o mundo acabou!
N° de Volumes 12


Cquote1.png Você quis dizer: Guerra Civil? Cquote2.png
Google sobre Sonic & Megaman: Worlds Collide
Cquote1.png Você quis dizer: Super Smash Bros. for Wii U/3DS Cquote2.png
Google sobre Sonic & Megaman: Worlds Collide
Cquote1.png Essa porra era pra ser um jogo! Eu quero é o jogo! Cquote2.png
Gamer sobre Sonic & Megaman: Worlds Collide.
Cquote1.png Todo mundo já sabe que o Sonic ganha, porque ele vive matando robôs! Cquote2.png
Seguista sobre Sonic & Megaman: Worlds Collide.
Cquote1.png Que nada! O Megaman é melhor! Cquote2.png
Capcomista sobre citação cima.
Cquote1.png ...E foi assim que nós criamos Guerra civil! Cquote2.png
Marvel sobre treta acima.
Cquote1.png Desde quando existe quadrinhos do Megaman? Cquote2.png
Fã da Archie ao ver o primeiro volume de Sonic & Megaman: Worlds Collide.
Cquote1.png Essa é a história que eu precisava para provar minha teoria dos multiversos! Cquote2.png
Cientificista sobre Sonic & Megaman: Worlds Collide.

Worlds Collide (em PT/BR: Mundos Colidem) é uma saga crossover entre as HQs de Sonic the Hedgehog e Megaman. Produzida pela Archie Comics, ela tinha como objetivo inicial ser um fodastico jogo de plataforma envolvendo os dois azulões com tretas a lá Super Smash Bros., mas como a Capcom é uma puta mercenária e disse que não vai ter Copa mais jogos do robozinho-azul, o jeito foi fazer uma merreca de história em quadrinhos juntamente com o ouriço-azul.

Introdução (Ai! Que delícia, cara!)[editar]

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que o Boça se vinga dos balconistas sacanas e faz uma puta duma zona no Mister Lanches, ou que o assassino era o homem de um braço só.

Spoiler3.jpg

Antes de irmos direto ao ponto, resolvemos dar uma rápida explicação científica sobre o que se trata toda essa presepada:

Cquote1.png Segundo estudiosos da ciência quântica moderna, o universo em que nós vivemos é infinito, esférico igual ao planetinha onde vivemos (a menos que você seja um estúpido terraplanista), além de ser apenas um dentre milhares de outros universos que coexistem separadamente e paralelamente entre si dentro de uma bolha ainda maior que esses gênios chamam de multiverso, que por sua vez também é finito, esférico e é apenas mais um dentre outros milhares de multiversos que existem separadamente dentro de outro maior e por ai vai essa papagaiada toda de teorias e contos pra ninar bebezinhos. Cquote2.png

A velha ladainha conspiratória da teoria dos Multiversos; nem essa porra escapou disso...

Enfim, retomando ao que realmente interessa, nos quadrinhos do Sonic existem toda essa falcatrua, com os tais de universos paralelos: tem o Mundo Prime, o Mundo Zero, o Mundo Second, o Mundo SatAM, o Mundo Underground, o Mundo Ciborgue, o Mundo Monster, o Mundo 18+, o Mundo X, o Mundo do Contra, Mundo Bosta Boom e por ai vai. Em todo o decorrer das HQs do rato de gel, tem sempre uma vez ou outra em que os personagem vão para um outro mundo quase que fodendo com toda a linha temporal daquele mundo. Até que um dia, o demente brilhante Dr. Eggman teve a brilhante ideia de construir uma geringonça capaz de rescrever toda a história de um universo por inteiro (lê-se: desculpa pra tentar fazer reboot numa série) além de fundir outros universos ao mesmo no processo e até mesmo recriá-los ou deletá-los. Se quiser saber que porra louca foi essa clique AQUI, mas caso queira saber logo o que diabos foi essa saga que até agora estamos enrolando pra falar nessa intro, ignore o link e continue lendo as sessões logo a baixo.

A Onda Gênesis: quando tudo começou[editar]

Cquote1.png Não curti essa ideia! Cquote2.png
Deus sobre Onda Gênesis.

Eggman e Wily reescrevendo a história da Sega e da Capcom em sua mais foderosa máquina do tempo.

Tudo começou no universo do Megaman quando Dr. Albert W. Wily Einstein descobriu a existência de uma das Esmeralda do Caos (a azul mais precisamente), que tinha aparecido lá na sua dimensão nas Ruínas Fudidas de Lanfront após a primeira Onda Gênesis (que por sinal já citamos, mas você certamente ignorou o link pra continuar lendo essa porra aqui); nisso ele consegue entrar em contato com o nosso querido filho da puta, o Dr. Ivo Julius (My) Eggs Man Robo-fuckyou-nik, e depois de um breve choque de egos papo-cabeça, os dois cientistas malucos ficam amiguinhos e unem forças para dominar o mundo, bem como matar todas as suas inimigas, ou seja, Sonic e Megaman. Para este fim, eles tiveram a ideia (nada) genial de produzir uma nova Onda Genesis (como se os estragos da primeira já não tivessem sido o suficiente).

Com isso, Eggman e Wily, através de oscilações extra-multiversais, conseguem conectar ambos os universos (Móbius e a Terra no ano 20XX) e assim começaram a reescrever os dois mundos, e assim começa aqueles efeitos paradoxais de perda de memoria recente, anulação de datas comemorativas e feriados, eliminação do aquecimento global, reorganização da Pangéia, queda da bolsa de valores que nunca existiu, crises financeiras nas infinitas Terras endividadas e a puta que te pariu; todo mundo ficou com a cabecinha fudida, menos os dois doutores FDPs, que escaparam do efeito da onda, pois estavam em uma outra zona, que só pode ser criada após a colisão dos mundos (pronto! Já começou as presepadas paradoxais). E com isso inicia-se toda essa parafernália. Que os jogos comecem!

Sonic VS. Megaman[editar]

Ready? FIGHT!!!

Após esse reboot de scripts, nosso herói Sonic está correndo pelo seu mundinho verdinho procurando por seus amigos que estão sumidos desde a ultima balada de sábado a noite, enquanto Megaman estava suave em seu laboratório quando vê o noticiário mostrando Protoman enfrentando alguns robôs-furries na cidade que tinha acabado de assaltar uma joalheria para roubar uma esmeralda do caos pedrinha de crack. Nisso Megaman vai ajudar seu irmãozinho na treta pra saber o que caralhos está acontecendo.

Porem, no mundo de Sonic, o ouriço-azul se encontra com Silver dizendo que tem algo errado com o tempo-espaço e que logo é atacado pelo Megaman. Sim! O Megaman! Só que agora ele está com uma cara de pervertido a luz do dia e usando um cachecol sem nenhum motivo aparente (até porque eles estão em Green Hill e não em Ice Cap). E no mundo de Megaman, o robozinho-de-cueca, juntamente com seu irmão mais velho, estão apanhando feio para os 4 robôs-furries (que por sinal lembravam e muito Knuckles, Tails, Amy e Shadow) além de Megaman ser surrado por um borrão-azul-que-corre-pra-caralho (OMG! Seria o Sonic?), quando do nada esses putos abrem um portal em forma de rosca anel que os leva para Móbius, e Megaman vai atrás sem saber onde é que aquilo vai dar. Nisso Sonic que estava caçando o Megaman depravado (que na verdade era o Copy Robot disfarçado do azulzinho-atirador) e Megaman que estava caçando um pseudo-Sonic (que na verdade era o Metal Sonic que não para quieto), acabam perdendo as cópias de vista e encontrando-se com as versões originais, ou seja, um finalmente conhece o outro e vice-versa. O que acontece depois?

PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA!

Ambos começaram a sessão de espancamento com socos, ponta pés, xingamentos, tiros, cuecões e tapas de Pede pra sair!. No primeiro round, Sonic tem vantagem de sobra por conhecer muito bem toda a área (afinal ele nasceu e cresceu lá, né?) e Megaman apanha ainda mais do que antes, mas logo se abre um portal de volta para o outro mundo e nisso Magaman leva a briga pra Mega City, onde ele finalmente teria vantagem apanharia menos, e ainda chama seus Pokémons mascotes mecânicos pra ajudar no trabalho sujo. Com a trapaça sendo aceita no jogo, Sonic finalmente começa a levar porrada uns tapinhas, mas logo tudo muda quando durante uma sessão de xingamentos os dois acabam conversando sobre como suas cores eram bonitas e másculas e como adoravam chutar o traseiro de cientistas loucos um ter atacado o outro primeiro. Nisso o plano brilhante dos dois doutores cabeças de bagre de fazer seus inimigos se matarem acabam falhando (de novo) e eles mandam o Tails Man (ou Tails robotizado) tacar o terror na cidade e acabar com a raça dos dois.

Skull Egg Zone e os Mestres Robotizados[editar]

Os dois heróis azulões contra os Ex-malvados da Ramona Mestre Robotizados.

Para a desgraça dos doutores, Sonic e Megaman, utilizando a junção da Buster Blue + Spin Dash (que não se sabe como conseguiu efetuar o mesmo resultado que o famoso Falcon Punch), conseguem derrotar Tails Man. O impacto do golpe foi tão foderoro que até desrobotizou o Tails trazendo-o de volta ao normal. Com isso, depois de muito lenga-lenga e conversa sendo jogada fora, Sonic e Megaman acabam ficando amiguinhos e, junto com Tails, vão até o laboratório do Dr. Light pra ver se conseguem encontrar os outros Mestes Robotizados (que eram os comparsas do Sonic robotizados e com o sobrenome MAN no final, mesmo que ainda fossem furries).

Só que pra infelicidade da nação (ou pelo menos, apenas do Megaman), Bass e Metal Sonic tinham passado lá pelo laboratório primeiro e haviam sequestrado o Dr. Light, levando-o para onde os dois cientistas malucos estavam. Protoman até tentou ajudar, mas tomou no cu bonito feio. Felizmente Roll, a irmã puta paga do robô azul, havia sido poupada de estupros pelos dois rivais dos azulões devido serem gays ao ponto de preferirem levar um macho-velho a uma novinha-gostosa e havia descoberto onde os vilões estavam enfiado nessa presepada toda: numa dimensão alternativa entre os dois universos chamada de Skull Egg Zone (ou Zona dos Ovos da Caveira e desde quando testículo é sistema ósseo?). Assim Sonic, Megaman, Tails, Protoman e Rush são mandados pra essa zona bizarra por mais um daqueles Portais Anel Warp, a fim de salvarem seus amiguinhos, quebrar seus rivais na porrada e chutarem os traseiros de seus inimigos doutores malucos pela milionésima vez.

Salvando a pele dos amiguinhos[editar]

Mal os cinco entraram na zona distorcida foram atacados por Copy Robot e uns mecanoides-furries chamados de Unidade Gênesis (ideia dos cientistas, pra combinar com os textos bíblicos que primeiro Deus criou os bichinhos e depois os humanos... enfim). Depois de terem decido a porrada nessas aberrações de circo, o grupinho de heróis finalmente se reencontram com os Mestres Robotizados, e é aqui que a jararaca pia, pois só havia uma forma de derrotar essas pragas: o famoso Buster Dash (Buster Blue + Spin Dash); pra ficar mais fácil e Megaman e Sonic não terem que ficar o tempo todo com essa viadagem de combinar os ataques pra esse tipo de babaquice, Tails resolve modificar o canhão do robô de cueca pra que quando ele desse um tiro concentrado, a bomba-plasma-laser-sei-lá-que-porra-for-aquela já saísse na forma de um Spin Dash de Energia, matando assim dois coelhos numa cajadada só (pelo menos em teoria), o que acaba dando certo.

Os primeiros a serem salvos, infelizmente, foi o grupinho desencéfalado dos Chaotix, que numa última chance de finalmente mostrarem que não são tão idiotas assim, resolvem ajudar o Protoman a achar o caminho para a base dos cientistas-filhos-da-puta. Enquanto isso, Sonic, Megaman e companhia continuaram a salvar o resto da cambada que tava faltando: desrrobotizaram o Shadow, o Silver, a Blaze, a Amy, o ManoKnux e por fim reuniram toda essa galera para protestar nas ruas ajuda-los a encontrar de uma vez por todas aonde caralhos estava escondido o Dr. Light (sem saberem que a Rouge já estava salvando o Papai Noel cientista), e claro, chutar os traseiros de Eggman e Wily.

Treta contra os Robôs Mestres[editar]

E ainda dizem que Super Smash Bros. é que tem pancadaria pra valer...

A putaria já estava toda montada: Time Mega-Sonic (formado por Megaman, Sonic e todos os seus amiguinhos) contra Time Egg-Wily (formado pela Carreta Furacão cambada dos Robôs Mestres de Wily e Eggman); resumindo:Guerra Civil! De que lado você está? Porradaria começa a comer entre furries e maquinas com direito a todo tipo de onomatopeias que só se vê nos quadrinhos (você sabe, os POW! SMASH! THOOM! PAFT! CABROOOM!!... esses tipos de viadagens).

Enquanto isso na sala de Justiça, os dois doutores malvados começam a ter suas primeiras briguinhas de casal pelo fato do Eggman ter tentado matar o Dr. Light e o Wily não querer isso, com a desculpinha que só quer humilhar o coitado pra não revelar que ainda o ama (mas a Rouge não tinha ajudado o barbudo? Pois é, ela tentou, mas acabou capturada, robotizada e teve que ser salva pelo Spin Buster do Megaman). Felizmente Shadow consegue salvar o velhote e nisso, os heróis azulões partem pra dentro da Wily Egg pra finalmente começar o Last Story dessa bagaça.

Na Wily Egg: enfrentando Chaos Devil[editar]

Eis aqui o Chaos Devil, a fusão entre Chaos e Yellow Devil! Gracinha, né gente?

O rato de gel e o robô de cueca, na companhia de seus pesos mortos ajudantes, finalmente adentram o terrível Death Egg Wily Castle Wily Egg, onde se deparam com os Matadores de Megaman (robôs gangsters cujo o único propósito é destruir Megaman, não que os outros do lado de fora tivessem uma função diferente dessa) e assim mais uma vez rola muito mais cacete, sendo que no final o Tails se fode (mas não morre) e os nossos azulões mandam essas porras de Boss Rush pra puta que pariu. Feito isso, os dois personagens principais continuam pela estrada a fora até chegarem numa sala, onde se deparam com Chaos Devil (fusão de Chaos do mundo do Sonic com Yellow Devil do mundo do Megaman, como o próprio nome já sugere... caso não tenha notado, é porque tu é um noob). Como já era de se esperar, os dois levaram o maior cacete do grandão, até que a história resolveu apelar com um deus Ex Machina e do nada aparece Duo e começa a brigar com o dinvidade-capiroto-ciplope-de-água abrindo caminho pra Sonic e Megaman irem para a próxima fase sala.

Sonic e Megaman VS. Metal Sonic e Bass[editar]

Hora da boa e velha briguinha contra os chefões rivais.

Chegando na penúltima salinha dessa joça voadora, os dois azulões se deparam com seus rivais: Bass e Metal Sonic. E o que rola depois? Adivinha!

PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA! PORRADA!

Só que como qualquer história shounen que se prese, os heróis começam apanhando, apanhando e apanhando mais ainda. Dai eles resolvem mudar de rivais pra ver se acontece alguma coisa mais produtivo, e nisso apanham mais do que antes.

É sempre assim! depois de trocentas batalhas vividas, o Dr. Fuckyounik resolve fuder com todo tempo-espaço e nisso toda a cambada (incluindo ele) entram em mais um desses paradoxos malucos.

Por fim eles decidem enfrentar juntos apenas um dos dois e depois descer o cacete no desgraçado que restou. Fizeram Jo-key-pô e a sorte (ou azar) caiu direto no Bass; dai fizeram escurinho no coitado até ele pedir penico, e após isso massacraram o Metal Sonic sem dó e piedade. Enquanto toda essa treta rolava, os dois cientistas malucos já tinham concluído a desgraça do Megazord deles, o Egg-Wily Machine X, e ao fim dos manos-a-manos, eles aparecem, prendem nossos heróis e revelam o maligno plano malvado deles: criar a Biblia do Satanaz Super Onda Gênesis, que seria capaz de rescrever as duas realidades desde o início dos tempos, onde eles seriam Deus (ou o Capeta se pensarmos melhor...) e teriam todo o multiverso só pra eles (ou seja, cerveja fudêu Bahia!).

A Batalha Final contra a Egg-Wily Machine X[editar]

Quando tudo está prestas a dar certo... AAAHH!! FILHO DA PUTA!!!

No meio dessa papagaiada toda e já quase ao ponto dos nossos heróis gritarem Oh! E agora quem poderá nos defender?, eis que aparece o Chapolim Colorado Protoman e Knuckles pra salva-los juntamente com Dr. Light, já que na bagaça da guerra que tá rolando lá embaixo apareceram os Robôs Mestres do Light pra ajudar a turminha do Freedom Fighters. Nisso Eggman e Wily usam o seu foderoso megazord pra dar fim nos dois intrometidos enquanto o papai do robô de cueca vai salvar os azulões; Megaman então usa rush como um de seus itens adaptáveis transformando-o num Cavaleiro do Zodíaco e parte com Sonic para pegar as Chaos Emeralds.

Com isso eles se transformam em Super Sonic e Super Armor Megaman (ou Sonic e Megaman Super Sayajins dourados que avuam) e partem pra cima do Egg-Wily Machine X dando inicio a suruba treta final. Depois de uma série de onomatopeias exageradas e diversas explosões ao estilo mais Gurren Lagann possível, os dois Super protagonistas se unem para disparar o golpe final de misericórdia: o Super Ultra Hyper Mega Fodelão Sonic Spin Dash Boom Destruidor do Shazan Caralho Xablau! O ataque e disparado tão rápido que nem o próprio Chuck Norris Dr. Roberto foi capaz de assimila-lo, eliminando de vez com o robozão monstrengo dos vilões cientistas.

Então todos viveram feliz para sempre? Não, ainda não, pois a Super Onda Gênesis já havia sido ativada muito antes deles enfrentarem o ultimo chefão; no entanto, Sonic e Megaman, ainda na forma de Super Saiyajins, usam o Chaos Control para impedir a onda desgraçada de reescrever seus mundos. Dr. Wily já estava completamente ferrado de fudido e, a essa altura do campeonato, já havia aceitado a derrota, só que o filho da puta do Eggman... NÃO! E resolve em um ultimo ato desesperado, como quem está prestes a pari um aborto da natureza, impedir Sonic de impedir a Super Onda Gênesis (quanto impedir numa só frase.). Megaman vendo que o rato de gel estava com problemas tenta ajuda-lo, só que Sonic manda ele se concentrar em salvar o mundo dele com a famosa frase Do meu mundo cuido eu! E assim Megaman e sua turminha voltam ao seu universo exatamente como era antes.

Infelizmente o mesmo não acontece com Sonic, pois quando ele estava prestes a executar o Chaos Control para salvar o seu universo, o desgraçado do Eggman solta um raio na Genki Dama do super ouriço e acaba acertando também toda a estrutura da Super Onda Gênesis e fudendo de vez como todo o multiverso do Sonic.

Tá, mas e depois disso?[editar]

E assim ficou o mundo depois de tanto estuprarem os Multiversos.

Apesar dessa desgraça atemporal dos infernos, o multiverso do Sonic NÃO foi destruído.

Cquote1.png Graças a Deus! Cquote2.png
Seguista sobre afirmação acima.

Na verdade, ele foi completamente rebootado, e assim dando origem a um novo multiverso Pós-Super Onda Gênesis em toda a série de HQs do ouriço-azul (tipo um a.C. e d.C. na história da humanidade, ou um ABY e DBY no universo de Star Wars). Depois disso, diversos personagens do antigo mutiverso deixaram de existir, novos personagens passaram a existir e uma reles minoria continuou sendo mantida; da mesma forma vários eventos do antigo universo, como a Guerra Robotnik, Ataque dos Xordas, Operação In The End EndGame e a robotização da Sally foram completamente anulados, e novos eventos surgiram como Divisão de Móbius, Torneio de Luta Massacration, Maldição do Werehog e o Impetchman do Governo Dilma Acorn; Enfim, apenas uma desculpa esfarrapada pra recomeçar os quadrinhos do azulão do zero.

Ver também[editar]