Simbolismos antissemitas do Chaves

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Crazyhorse.gif Atenção! Este artigo fala sobre BURRICES!

Não leve nada daqui a sério, ou você corre o risco de
se tornar tão burro e lerdo quanto o criador dessa joça.

Ou as burrices podem te morder.

Kidiaba.gif
Uma verdade reveladora?

Cquote1.png Adoro esse programa Cquote2.png
Hitler depois de ler o artigo
Cquote1.png Isso Isso Isso! Cquote2.png
Mel Gibson sobre frase acima
Cquote1.png Tinha que ser o Chaves de novo! Cquote2.png
Seu Barriga Simon Weisental sobre o "antissemitismo"

Aparentemente inocente, o programa El Chavo del Ocho, encheu de risadas as casas de muitos Latino-americanos e inclusive pessoas de outras nações por incontáveis décadas. Porém, será que uma propaganda de ódio se oculta detrás desse programa?Haveria uma campanha secreta buscando lavar os cérebros de muitos incautos e fazer as massas se voltarem ao Nacional-Socialismo?Será possível que uma lenta porém paciente doutrinação antisemita está sendo difundida mediante uma propaganda de ódio chavista?(Chavista do Chaves do oco oito, não de Hugo Chávez).

Sim Quiquinho, não se surpreenda, Chaves não vai com sua cara por ser judeu

É bem conhecido que Roberto Gómez Bolaños militou pelo partido de "extrema-direita" Acción Nacional do México, mas há algo a mais por trás disso? Seria Gómez Bolaños um criptofascista neonazista?

Não esqueçamos também que Chespirito foi um apelido associado a Bolaños como diminutivo de Shakespeare, que também era Antissemita.

Antisemitismo Disfarçado[editar]

Notória semelhança entre o chapéu de quico e o quipá judaico (bem...o dos judeus gays)
Exemplo da propaganda secreta filo-nazista em Chaves:Uma suástica claramente desenhada na parede.

O primeiro exemplo que temos é o título da série,que segundo fontes confiáveis[carece de fontes] o verdadeiro nome da série seria El Führer del 卐ch卐 , nota-se a substituição da letra O.Outro caso é o do personagem Quico, o arqui-inimigo do Chaves cujo nome poderia ter sido derivado do insultos para os judeus em inglês kike.Algumas de suas características nos demonstram que é Judeu, uma delas é o seu chapeuzinho que, mesmo sendo colorido, é evidentemente um quipá ou solidéu judaico, um chapéu ritual usado por judeus.Além do mais quico tem 2 cachinhos de cabelo que saem do seu chapéu,igual ao dos rabinos e judeus ortodoxos que deixam crescer dois cachos em ambos os lados da cabeça, ainda que mais largos.

Fica claro então que quico é judeu, e como ele é apresentado?Pois com muitos dos estereótipos normalmente associados e com razão pelos antissemitas aos judeus:Egoísta, ricaço, presunçoso, arrogante, que trata mal os mais pobres, assim como tendências Gays.Deve-se notar também que, se quico é judeu, obviamente sua mãe Florinda é também, e por acaso não é Dona Florinda a vilã da série?Uma mulher vista como agressiva, violenta, irada, desmazelada e avarenta? Seu arqui-inimigo é o Seu Madruga, exemplo típico do Mexicano Ariano(Viril, com bigode, magro, de olhar severo).

Seu Madruga recebe os golpes frequentes de Dona Florinda de maneira silenciosa e estoica, suportando com valentia os embates e as agressões da dita judia.A chiquinha(símbolo da garotinha ariana, bela, terna e simpática) indignada, não entende por que seu pai aceita esses maus tratos.Isso é um símbolo usado por Chespirito para representar o abuso sofrido pela raça ariana frente aos constantes ataques dos judeus, um abuso que é silenciado e os brancos não se queixam.

A maioria das referências ao nazismo no programa foram sendo camufladas e apresentadas como inocentes cenas de humor leve, ou com mensagens subliminares imperceptíveis a primeira vista. Um claro exemplo disso pode ser apreciado no episódio das lâmpadas quebradas, especificamente na cena em que Seu Madruga e Quico dançam no compasso de uma valsa.Essa peça musical, chamada Walzer Kaiser (A valsa do imperador),foi criada pelo famoso compositor austríaco Johann Strauss, e foi incluída no episódio por um erro de Chespirito, ao confundir Johann Strauss com Richard Strauss. A intenção de Bolaños era prestar uma homenagem a esse segundo, compositor alemão que durante o regime de Hitler foi nomeado presidente da câmara de música do terceiro reich e que tinha por missão proibir a música de compositores judeus, consideradas como uma merda pelos nazistas.

Chaves:Um pequeno Hitler[editar]

Porém, não é Chaves um Símbolo do Adolfinho?Existem várias semelhanças entre ambos:

Quico, justificando o ódio aos judeus do chaves
  • Chaves é órfão, Hitler perdeu seu pai em tenra idade.
  • Chaves é muito pobre, Hitler também foi muito pobre.
  • Chaves espera viver em um mundo melhor e mudar a vizinhança, Hitler queria o mesmo para a Alemanha.
  • Chaves é de baixa estatura, e Hitler também.
  • Chaves é conhecido por um apelido(no original:El Chavo).Hitler era conhecido como Führer
  • Chaves queria ser pastor da Igreja Universal pra ganhar 10% do salário dos fiéis (fez até uma canção sobre isso).Hitler queria ser padre.
  • Quando Chaves está feliz ele disso "Isso Isso Isso!", um anagrama da SS, a tropa de elite do Terceiro Reich.
  • Quando Chaves se alegra dá uma série de chutes no chão enquanto diz "Zas Zas!"Tais chutes se assemelham muito com a Marcha Da Vitória que realizavam os soldados alemães da Alemanha Nazista.A palavra "Zas" além do mais é um anagrama da SA, uma milícia do partido nazista que quebrava o pau nas ruas de berlim com comunistas e demais opositores.
  • Não se sabe o verdadeiro nome do Chaves, mas se supõe que seria Adolfo.

Mais simbolismos?[editar]

Não é notório que a vizinhança é uma sociedade racialmente uniforme?Não há Negros nem Asiáticos nela.Nem sequer na escola do Professor Girafales é visível que aja crianças pretas ou de outras raças.O ideal racial Hitleriano!

Quando os personagens chegam a um acordo dizem "falou e disse!"(em Alemão espanhol:Sale y Vale),muito parecido com salve o valor(vitória), representado pela frase Sieg Heil.

O número do Chaves é o 8, a letra H é a oitava do alfabeto e por isso os neonazistas usar o número 88 para saudar, 88 significa HH ou Heil Hitler. Não é coincidência portanto, que a letra H forme parte das iniciais de todos os nomes dos personagens de Chespirito, antecedida da letra C, cuja posição no abecedário, terceiro lugar, faz referência ao Terceiro Reich.As letras CH também figuram na palavra Auschwitz, o infame campo de concentração Nazista.

Alem do mais, a suástica é formada por 4 eles(L) dispostos em círculo.Cada um é formado por 2 traços, e se multiplicarmos 2x4 resulta 8.

Outro dos simbolismos que esconde o "número do Chaves" se relaciona com o caduceu da mitologia grega, símbolo que representa o número 8 e se assemelha muito a insígnia pokemón do partido nazista.O número 8 também se manifesta como data crucial na vida de Hitler, já que em 8 de novembro de 1923 tentou um golpe de estado(o Pütsch de Munich), mas fracassa e é levado para a prisão. Tampouco é mera casualidade que Hitler tenha sido libertado oito meses depois.

Chespirito com Florinda Von Meza, nota-se a semelhança com Adolfinho e sua amada
Quico chorando em uma parede, uma clara referência ao Muro das Lamentações que reforça a teoria do judaísmo de Kiko

Outro número simbólico é o 14, que significa as 14 palavras: Wir müssen die Existenz unserer Rasse und eine Zukunft für die weissen Kinder schützen! (Devemos assegurar a existência de nossa raça e um futuro para as crianças brancas). Curiosamente, Seu Madruga deve ao Senhor Barriga EXATAMENTE 14 meses de aluguel em todos os episódios, algo impossível pois é lógico supor que ao passar os meses (levando em conta que quase nunca paga) a quantia aumentaria. Porém, em todos os capítulos deve a mesma quantidade de meses:14.A Alemanha se rendeu em 7 de maio de 1945(e 7+7=14).

Mais curioso ainda é que a casa de Dona Florinda também tem o número 14, algo totalmente injustificado já que se encontra ao lado das casas 71 da bruxa e o 72 do Seu Madruga, ou seja, lhe devia corresponder o número 70 e não o 14, número sagrado dos nazistas.Cabe destacar, alem do mais, que durante o falido Pütsch de Munich de 1923 morreram 14 membros do partido nacional-socialista, os quais foram considerados mártires, portanto está claro que Chespirito tenta render-lhes homenagem.

E se isso for pouco, em 14 de julho de 1923 o partido nazista se converte oficialmente no único partido legal da Alemanha, ainda que os principais partidos políticos alemães já haviam sido dissolvidos perante a pressão de Hitler.

Repare que, nos primeiros episódios de Chaves, Dona Florinda possuía um típico nariz judaico

Sabe-se também que Dona Florinda tem muitíssimo dinheiro, pelos frequentes presentes que compra para Quico e por tudo o que investe para cumprir seus caprichos. Dona Florinda é a pessoa mais adinheirada da vizinhança e o personagem mais rico depois do Seu Barriga, os antissemitas sempre criticaram os judeus por seu poder monetário. O Seu Barriga por outro lado´, representa o clássico usureiro judeu, gordo e calvo, similar com as caricaturas antissemitas do Terceiro Reich(note que o sobrenome barriga é muito similar ao sobrenome hebraico Baruch).

O filho do Seu Barriga se chama Nhonho, em referência ao som que fazem os porcos.Também deve se lembrar que os judeus na Espanha se lhes conheciam em algum momento com o substantivo depreciativo de "marranos".Esse término também é refletivo no frequente apelido do Quico dado por Chaves:"Bochechas de marrana magra"(do original em espanhol "Cachetas de marrana flaca", que provavelmente foi trocado na nossa dublagem em português pelo Homem do Bambu devido a ele mesmo ser judeu).Isso reforça a tese de que Quico é, segundo a mente repleta de verdades ódio do Chespirito um garoto judeu.

Ademais ele decidiu batizar Quico como Frederico, um nome de origem natamente germânico, simplesmente para fazer escárnio.


Outros símbolos[editar]

  • Seu Madruga é golpeado constantemente mas sempre consegue se recuperar e ficar bem para o próximo episódio, o que reforça a idéia do super homem ariano.
  • Os bujões de gás que se vê na vizinhança e aparentam ser meros objetos decorativos são na realidade uma cínica apologia aos chuveiros onde NÃO morreram milhões de judeus durante o "Holocausto", mas centenas faleceram de tifo.
  • No episódio onde o Professor Girafales e Seu Madruga são confundidos com são-paulinos homossexuais estes são tratados com desprezo e desconfiança, o qual exemplifica o profundo "ódio nazista" para as minorias sexuais, a quem também eram como considerados seres e, portanto, inimigos do estado.
  • A canção "Ouça bem escute bem" aonde se fala de Jesus Cristo é na verdade uma crítica aos judeus por terem sidos causadores de sua morte.
  • Na última parte do episódio da festa da boa-vizinhança, o Professor Girafales realiza sua apresentação vestido de soldado prussiano, uma clara referência ao livro predileto de Hitler durante sua juventude, uma obra militar sobre a Guerra Franco-Prussiana de 1870-1871.Isso é mencionado no capítulo I, "No Lar paterno", do livro Mein Kampf.
  • O personagem Quico foi vestido de marinheiro para ridicularizar os judeus.A ideia original de Chespirito era vesti-lo com um uniforme da Kriegsmarine alemã, com o fim de mostrar ao público o ridículo que se veria um judeu com "traje de super humano", mas devido a problemas econômicos resolveu usar um traje de marinheiro barato.
  • A ausência de lentes(em espanhol:cristales) no óculos de Chiquinha é na realidade uma referência com a Noite dos Cristais Quebrados, (em alemão:Kristallnacht ou Novemberpogrome), uma série de ataques provocados pelos judeus ao declarar guerra a Alemanha em 24 de Março de 1933.
  • Malicha e Patty deixaram de aparecer no programa porque Chespirito soube que elas militavam no partido mexicano comedor de criancinhas.
  • No episódio onde as crianças fazem bolos com creme de barbear se oculta uma mensagem subliminar que relaciona os conceitos de "creme" e "crematório".Este último é outra referência ao Holocausto judeu, nascida da mente doente do Chespirito.
  • No episódio em que a turma da vila vai ao cinema, Chaves fala insistentemente que preferia "ver o filme do Pelé". Trata-se de uma crítica do garoto a Hollywood (que, como todos sabem, é controlado por judeus).
  • No episódio em que a turma da vila vai ao cinema, Chaves fala insistentemente que preferia "ver o filme do Pelé". Trata-se de uma crítica do garoto a Hollywood (que, como todos sabem, é controlado por judeus).
  • Pancada Bonaparte é o doppelganger de Adolf Hitler.Chaparrón é um Hitler bom.

Galeria de evidências fotográficas[editar]

Ver também[editar]

Ligações externas[editar]

O Ariano do 8