Richard Ramírez

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Richard Ramírez sendo levado para a escola, aos 42 anos.

Richard Pablo Ay Caramba Ramírez, filho mais jovem de um casal de imigrantes colombianos, teria tudo para se tornar apenas mais um cucaracha nos EUA. No entanto, tornou-se mais conhecido que a fome ao matar, fatiar, retalhar, moer, ralar e então comer (ele tinha problema nos dentes) mais de 30 pessoas na Califórnia durante a década de 80. Condenado a sentar no colo do capeta por seus crimes, morreu de parada cardíaca no corredor da morte do presídio de San Quentin em 2013, de tanto pó cheirado.

Antes da fama[editar]

Morador da periferia de Los Angeles, Ritchie, como era conhecido, começou sua sina assassina (esta rima foi intencional) matando aulas no Grupo Escolar Charles Manson, muito frequentado por latinos, negros, chineses e outras minorias éticas étnicas. Como todo pobre discriminado, Ritchie logo começou a seguir a carreira do crime, primeiro roubando a merenda de seus colegas, depois roubando lugares na fila e por fim roubando a atenção dos professores. Por fim, ele achou que seus crimes estavam mais chinfrins que músicas do Tiririca e começou a andar com um bandido de verdade: seu tio Mike.

O tio de Richard, que adorava o cheiro de maconha no café da manhã.

Veterano da Guerra do Vietnã e integrante do elenco de Apocalypse Now, Mike tinha sérios problemas de relacionamento, pois era necrófilo e se recusava a esperar suas namoradas morrerem por conta própria para então fazerem sexo. É óbvio que ele jamais transava duas vezes com a mesma mulher, o que fez com que Ritchie desde cedo tivesse uma mentalidade machista e muito provavelmente foi determinante para sua criminosa série de crimes.

Além disso, como seu tio era um grande cheirador, Ritchie foi apresentado bem cedo ao maravilhoso mundo da droga. Começou usando maconha, progrediu para cocaína e, depois de experimentar heroína, resolveu passar para substâncias realmente pesadas: discos de Heavy Metal. No entanto, como era pobre, teve que roubar para sustentar seus vícios, sendo preso mais de 8000 vezes por porte de droga, de droga ou de atleta.

Quando Richard encasquetou[editar]

Vôo de Coração, o único álbum de Richard Ramírez, que foi distribuído pela gravadora como brinde de Cosme e Damião.

Numa de suas muitas passagens pela cadeia, enquanto meditava sobre a vida, o universo e tudo mais, Richard teve um estalo: suas articulações não estavam lá essas coisas. No entanto, foi na sessão de fisioterapia que ele resolveu deixar de ser um ladrão pé-de-chinelo para se tornar um ídolo do Rock -- o que é um passo natural para vagabundos drogados com tendência ao crime.

Primeiramente, ele tentou um lugar em sua banda preferida, o AC/DC. Durante uma turnê do grupo pelos Estados Unidos, Ritchie afogou o então vocalista, Bon Scott, em seu próprio vômito. No entanto seu plano falhou miseravelmente, pois, por ser uma banda com tendências nazistas, os integrantes só aceitavam australianos legítimos.[1]

Assim, Ritchie juntou suas roubadas economias, foi a um estúdio e gravou o único álbum de sua curta carreira, Vôo de Coração (antes do acordo ortográfico e, portanto, com acento). O disco era repleto de clássicos completamente esquecíveis, como Menina Veneno e umas outras que ninguém mais lembra. O trabalho desapareceu completamente das lojas; não porque foi sucesso de vendas, mas para dar lugar nas prateleiras aos novos lançamentos do Barão Vermelho e de Michael Jackson, que ainda era preto na época.

Atormentado com o fracasso, ele desistiu de sua carreira artística e resolveu ir adiante com a única coisa que sabia fazer: cometer crimes. E como ele tinha grande talento em lidar com pessoas, decidiu que seria um grande cereal killer, matando centenas de pessoas.

A carreira criminosa[editar]

Depois do ataque de Ramírez, a casa de Peter Pan desvalorizou muito e foi comprada por outro grande ídolo pop a preço de banana.

Entre junho de 1984 e agosto de 1985, Ramírez matou e/ou estuprou dezenas de pessoas de todas as idades e sexos em toda a Califórnia. Por isso, antes do apelido bacana e amedrontador de Night Stalker (Invasor Noturno) que ganhou da imprensa sensacionalista, tornou-se conhecido como O Assassino Democrático, chegando a ser cogitado para ocupar um lugar na câmara de vereadores local.

Como todo amante de Heavy Metal, Ramírez tinha fortes tendências homossexuais satanistas e, por isso, desenhava pentagramas em todos os locais de crime, para isso usando sangue, tripas, canetinhas perfumadas ou lápis 2B. No entanto, sua dedicação artística era maior que sua competência assassínica, de modo que várias vítimas escaparam da morte com vida e conseguiram fazer seu retrato falado (à exceção de uma delas, que era muda).

Entretanto, apesar de possuir uma descrição detalhada da aparência de Richard e das roupas que costumava usar, complementada por informações nada elogiosas sobre sua higiene pessoal -- ele não escovava os dentes nem tomava banho, tornando possível detectá-lo a até 100 metros de distância contra o vento -- a polícia da Califórnia estava muito ocupada espancando hippies para capturar o criminoso. Apenas depois da morte de Peter Pan, que havia cansado da Terra do Nunca e resolvido envelhecer em Los Angeles[2], é que a polícia resolveu trabalhar. Anos depois, o chefe de polícia na época admitiu no programa da Oprah Winfrey que, se tivesse usado cães farejadores, provavelmente Ramírez não teria feito nem três vítimas -- portanto, amiguinho leitor, se você planeja se tornar um assassino demente em série, ouça sua mãe e lave-se direitinho!

A captura[editar]

Retrato falado de Richard Ramírez.

Como já havia matado pessoas às dúzias sem jamais ser incomodado pelos home, Ramírez começou a ficar abusado: praticava seus crimes todo dia, com qualquer um, sem nenhum tipo de proteção. Num belo dia, doido para dar uma rapidinha na rodoviária de Los Angeles, o criminoso deu de cara com um batalhão de policiais que protegiam o local para a chegada do Papa. Entretanto, por ser paranoico, Ramírez achou que o negócio era com ele e saiu correndo.

Apesar de seus hábitos sedentários, ele conseguiu percorrer quatro quilômetros em dois minutos, quebrando o recorde que pertencia a Lee Harvey Oswald, e chegar ao subúrbio de Itaquera, na zona leste de Los Angeles. Lá, ele tentou roubar um carro para continuar sua fuga, mas o dono do veículo não concordou com a ideia e enfiou-lhe a porrada.

Por ter parte com o cramunhão, Ramírez tinha o corpo fechado e não sentiu nada. Tentou dirigir, mas sua mentalidade limitada não lhe permitia prestar atenção no trânsito enquanto recebia um especial de porrada e ele resolveu continuar sua fuga a pé. No entanto, como o bairro era de pobre, a vizinhança inteira resolveu se juntar para descer o cacete em Ramírez, pois o haviam reconhecido como o matador sobre o qual todo mundo estava falando e queriam ter a chance de aparecer no programa do Alborghetti.

Ramírez apanhou de cerca de 13 pessoas portando instrumentos variados como pés-de-cabra, tacos de beisebol, chaves de roda e canivetes. Por fim, resolveu desistir de correr e deitou-se no chão, esperando a polícia chegar. Eles chegaram, levaram-no para a cadeia e receberam todas as glórias, deixando os pobres, como sempre, na mão.

Julgamento e o que veio depois[editar]

Não bastasse estar preso, Ramírez ainda se casou com isto.

Durante todo o julgamento, que durou várias semanas, foram ouvidas mais de cem testemunhas, foram lidas mais de 200 páginas de processo e o juiz deu mais de 8000 marteladas pedindo ordem, especialmente porque Ramírez ficava o tempo todo berrando Salve Satã! ou versos de músicas do AC/DC. Aliás, como havia sido visto mais de uma vez usando camisas ou bonés da banda, e por ser muito parecido com o guitarrista Angus Young, a polícia chegou a desconfiar da participação dos integrantes nos crimes. A suspeita só foi afastada pelo fato de Richard nunca ter usado calças curtas nem andado como um pato em nenhum de seus crimes.

Como era de se esperar, ele foi condenado a morrer atropelado por uma multidão furiosa no metrô de São Paulo. No entanto, Uma revisão da pena considerou-a cruel demais e ela foi alterada para a câmara de gás, que ainda não tem previsão de acontecer devido ao corte na emissão de poluentes decretado por Barack Obama.

Ao fim de tudo, entretanto, Ramírez finalmente conseguiu o que queria: tornou-se extremamente famoso, sendo o campeão de visitas na cadeia. Viveu sete anos de loucura intensa, rodeado de mulheres e drogas, até resolver se casar em 1996 com uma de suas inúmeras fãs, a editora de um fanzine alternativo (outra desocupada, portanto). Nenhuma de suas composições foi até agora gravada pelo AC/DC, mas a banda dedicou a ele a música Night Prowler, do álbum Highway to Hell.

Notas[editar]

  1. Tudo bem, Bon Scott na verdade nasceu na Escócia, mas foi aceito mesmo assim porque tinha envelhecido por 24 anos num barril de carvalho e a banda preferia um puro-malte a um puro-sangue.
  2. É verdade! Olhe aqui (em inglês): [1]



v d e h
Criminosos, degoladores e cometedores de assaçíneos em geral
707 dilma 01.jpg
Adélio Bispo de Oliveira - Aileen Wuornos - Al Capone - Albert DeSalvo - Albert Fish - Alexander Pitchuchkin - Alexandre Nardoni - Alimzhan Tokhtakhounov - Anders Behring Breivik - Andrei Chikatilo - António Luís Costa - Assassino da Lista do Horóscopo Chinês - Bandido da Luz Vermelha - Bebê paquistanês de 9 meses acusado de tentativa de homicídio - Brenda Ann Spencer - Bruno Goleiro - Carlos, o Chacal - Charles Manson - Chico Picadinho - Cho Seung-Hui - Christopher Paul Neil - Cleveland Torso Murderer - Cortabunda - Daniel Barbosa - Dawood Ibrahim - Dennis Rader - Dylan Klebold - Dylann Roof - Ed Gein - El Chapo - Elias Maluco - Emílio Eduardo da Rocha Devesa - Eric Harris - Estripador de Lisboa - Félicien Kabuga - Fernandinho Beira-Mar - Gary Ridgway - Guilherme de Pádua - Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro - Harold Shipman - Henry Lee Lucas - Hildebrando Pascoal - Homem Lagosta Assassino - Irmãos Cravinhos - Ivan Marko Milat - Jack, o Estripador - Jack Kevorkian - Jeffrey Dahmer - Jesse James - Jim Jones - John Dillinger - John Wayne Gacy - John Wilkes Booth - Joseph Kony - Juana Barraza - Kenneth Bianchi - Lampião - Lee Harvey Oswald - Lindomar Castilho - Luis Garavito - Maníaco da Calcinha - Maníacos de Dnepropetrovsk - Maníaco de Guarulhos - Maníaco do Parque - Marcola - Mark Chapman - Mateus da Costa Meira - Matteo Messina Denaro - O. J. Simpson - Omid Tahvili - Osama bin Laden - Pablo Escobar - Pedrinho Matador - Pedro Alonso López - Ramón Mercader - Richard Ramírez - Richard Speck - Sandro Barbosa do Nascimento - Suzane von Richthofen - Ted Bundy - Tiago Henrique Gomes da Rocha - Unabomber - Wallace Souza - Wellington Menezes de Oliveira - Yang Xinhai - Zodíaco