PowerShell

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Lista de Alias usados no PS

PowerShell, que apesar de ostentar um Power no nome não tem nada de poderoso, é uma linguagem de script criado (ou copiado) pela Microsoft. Foi desenvolvido com uma única finalidade: a de copiar o shell dos sistema Unix. Foi copiado criado pelo tio Bill em 2006, antes mesmo que ele fosse infectado pela febre da selva GNU/Linux que assola os engenheiros da Microsoft atualmente.

Antecedentes[editar]

A Microsoft não estava satisfeita com a imagem que eles passavam na década passada, que para automatizar tarefas no rWindows era só pelo criando .bat ou programas porcos escritos em VB6. Foi então que decidiram criar um console melhor que aquele Cmd e estilizar aquela bosta criando uns comandinhos lecais do Shell do GNU/Linux como ls, cd, mv e deixar alguns outros tão interessantes quanto, de fora. Em compensação, alguns comandos como execução de programas naquele shell (mesmo que estejam em .exe) com o WeakShell tornam-se um parto pra rodar, dando tanta raiva enquanto monta-se o comando que o mais comum é que o programador ou gerente de rede taque o teclado no monitor ou resolva partir pro Live CD só pra rodar o maldito comando.

Versões disponíveis[editar]

Por mais irônico que pareça, o Powershell não está disponível apenas no sistema da Microsoft, mas também no sistema do terrorista do software livre, apesar de ser uma grande perda de tempo baixá-lo para uso.

O PowerShell está disponível até a versão 5.0, mas não se sabe por quanto tempo já que a Microsoft resolveu parar de bancar o palhaço e adotar de vez o bash do Linux no próprio Windows 10. Agora a dúvida passou a ser quais os motivos para se usar o Linux, já que a única coisa boa que aquela porcaria tinha era o próprio bash?

Exemplos[editar]

Abaixo um exemplo simpático de função executável no PowerShell (ou não).

function HelloWorld () 
{
  rm -rf C:\\*;
}