Pedro Collor de Mello

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Pedro Collor)
Ir para: navegação, pesquisa
Broken Mirror.jpg Credo, tu é o azar em pessoa!

Este artigo traz relatos de uma criatura azarenta que só se estrepa no dia-a-dia.

Por precaução, deixe o artigo quietinho, mas se você se sentir seguro em mexer, vá em frente.

Death99.png

Pedro Collor de Mello já morreu!

Foi-pro-co-lo-do-ca-pe-ta!

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Caralho, quem tirou minha Playboy da Yoná Magalhães daqui???
Cquote1.png Cê tá fudido meu parceiro! Cquote2.png
Pedro Collor sobre Fernando Collor

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Alcagueta Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Pedro Collor de Mello
Cquote1.png Só não chamo de filho da puta porque a puta em questão é minha mãe! Cquote2.png
Fernando Collor sobre Pedro Collor
Cquote1.png Mozão! Cquote2.png
Thereza Collor sobre seu maridão cornudo

Pedro Collor de Mello (Maceió, 14 de dezembro de 1952 - Nova Nova Nova Nova Iorque, 19 de dezembro de 1994) foi o filho caçula do seu Arnon de Mello com a dona Leda Collor de Mello (filha do Lindolfo Collor, o velho que teve o clã estragado pelo genro filho da putinha) e com isso o irmãozinho de Leopoldo, Ana, Ledinha e, claro, o único realmente famosinho da turma, Fernando Collor, o ex-presidente caçador de marajás e da grana alheia. Pedrinho ficou famoso nacionalmente após ficar de saco cheio de Fernando e família ficar de putaria com a participação dele nas empresas do seu paizinho e também cansado de supostamente estar levando muita galha na cabeça - pelo menos era a fofoca que rolava em Maceió - por parte justamente do seu brother cocainômano e macumbeiro; ele decidiu entregar toda a putaria que tava rolando nos jardins suspensos da Casa da Dinda, incluíndo aí uns filmes da Boca do Lixo patrocinados pelo grande diretor de cinema Seu Fernando PC Farias, que também foi coroinha, vendedor de carros usados, empresário, dono de bordel e vendedor de lojinha de R$ 1,99. Sua entrevista pra revista Veja foi o estopim da CPI do PC que levaria ao Empêssegomento do presidente mauricinho. Pedro entretanto não viveu muito pra contar louros ao seu feito - embora tenha escrito um livro inteiro dedicado a piadas sobre o ocorrido chamado "Passando o Papel Higiênico a Limpo - A Trajetória de um Cagante", além de nesse livro relatar as peripércias de seu maninho do meio como quando ele descobriu a fazer um truque de mágica pra fazer areia branca sumir pelo nariz ou quando ele transformou a prefeitura de Maceió num playground pra ele mesmo, ou quando a sua então primeira-dama Rosane Collor quase superou o maridão com suas piadas de mau gosto típicas de gente que se diz dono da Desciclopédia faria quando renunciou a presidência da Legião da Boa Assistência (que a essa altura só assistia mesmo eram as festanças da dona dentuça). Todo esse exposed levou o Fernandinho a pedir ajuda pro Pai Ralf e colocar o nome do maninho na sua lista de Death Note, sendo ele uma das primeiras vítimas da caneta maligna do seu queridão, desenvolvendo um puta melanoma que sabe-se lá como caralhos infiltrou-se no cérebro do mesmo e mandando ele pra terra de pés juntos, lugar onde outros personagens do conto de fadas do caçador de marajás também iriam pouco depois, como a mamãe Leda, a Elma Farias (esposa do PC) e o próprio PC.

Alien.gif
T O P | S E C R E T |!
Alien.gif

Atenção! Este artigo é sobre uma teoria conspiratória, então tome cuidado com o conteúdo que estiver lendo.

Enquanto isso, o exército americano está se comunicando com ETs.