PL-9

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

PL-9 é um míssil que foi desenvolvido por um pasteleiro chinês, que queria destruir o Mc Donald's, pois este estava estragando todo o seu comércio.

Características[editar]

Vários PL-9, prontos para destruir o Mc Donald's e todas as suas mais de 8000 filiais. Se depois dos bombardeios ainda sobrar algum PL-9, os chineses vão usar no Habib's e no Bob's.

Como o PL-9 foi criado apenas para destruir o Mc Donald's, ele possui um poderoso sensor de calor, sendo que ele consegue encontrar qualquer chapa quente de gordura em apenas alguns poucos instantes. Além de ter esse totalmente excelente sensor de calor que dificilmente falha, o PL-9 também possui um poderoso sistema de GPS, que o conduz diretamente até os seus alvos. Ou seja, os problemas do pasteleiro se acabaram, e ele poderia finalmente ter o monopólio do ramo alimentício em suas mãos.

Além desse sistema de condução praticamente infalível, o PL-9 também possui um poder de destruição gigantesco, pois, além de transformar em poeira tudo o que toca, o PL-9 também libera veneno de rato na localidade. Ou seja, se depois da explosão do estabelecimento que ali estava o dono quiser reconstruir, ele não pode, pois a vigilância sanitária iria fechar em dois tempos apesar de que o dono iria pagar alguns dólares para a vigilância e iria permanecer aberto.

Curiosidades que você não quer saber[editar]

O PL-9 é um dos mais perfeitos mísseis já construídos na China, sendo que ele acabou virando até um símbolo da luta dos pasteleiros em geral contra os capitalistas que comandam os fast-foods. E, além dos pasteleiros da China, muitos outros também admiram o PL-9. Uma dessas pessoas era o Saddam Hussein, que admirava sem falar nada. Porém, os Estados Unidos deram uma de Mãe Dinah, leram os seus pensamentos e mataram-no.

O PL-9 também é um dos mísseis mais pesados que já foram produzidos na China, sendo que ele pesa mais do que o Faustão e o Gilberto Barros juntos. Porém, mesmo pesando esse peso absurdo, o PL-9 pode ser lançado por qualquer unidade, até mesmo pelas unidades feitas de latinhas e papelão do Brasil.