Nyvi Estephan

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, truta! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Nuvola apps core.png Nyvi Estephan
Nyvi-Estephan.jpg
Foto aleatória desta gostosa
Origem link={{{3}}} São Paulo, Bandeira do Brasil Brasil
Sexo link={{{3}}} Feminino
Ocupação Marmita do Bruno Sutter
Profissional
Profissão anterior
  • Cosplayer
  • Gamer Girl
  • YouTuber
  • Maior aparição YouTube
    Conchavo
    Maior escândalo Foi capa da Playboy
    Perfil
    Nível de inteligência Alto
    Plásticas Várias, principalmente nas tetas
    Vícios Seduzir virjões
    Emissora atual
    Preferências
    Livro Nuvola apps bookcase.png
    Música Emblem-sound.svg.png
    Prato
    Filme

    Cquote1.png Você quis dizer: Peitos Cquote2.png
    Google sobre Nyvi Estephan
    Cquote1.png Stop the punhetation, fuck the bucetation! Cquote2.png
    Massacration sobre o que nunca acontecerá entre você e ela
    Cquote1.png De onde surgiu essa piranha? Cquote2.png
    Tua namorada sobre Nyvi Estephan

    Nyvi Estephan é uma famosinha da internet que grava vídeos nerds para o YouTube, embora seu público preferisse que os vídeos dela fossem pornôs e estivessem no XVideos. O principal conteúdo do seu canal vaginal oficial consiste em streamings de gameplay, embora ninguém preste realmente atenção ao que ela está jogando. O que realmente garante a monetização e aumenta as vizualizações são os peitões siliconados que ficam balançando e quase escapam do decote.

    Sobre ela[editar]

    Foi parida em 3 de agosto de 1991 na capital paulistana. Assim como a similar Kéfera Buchmann, era uma guria retardada baranga nos tempos da escola, por isso suas fotos de infância e adolescência são raríssimas. Ao contrário de Kéfera, que adora mostrar esse seu passado obscuro para se vangloriar do quanto melhorou graças ao dinheiro e à fama, Nyvi morre de vergonha de seu visual antes das plásticas e prefere fingir que sempre foi gostosa. Para aprender a lidar com esse complexo, passou a frequentar eventos de anime e outras convenções de nerd fazendo cosplay, assim ela poderia interagir com outras pessoas sem que vissem sua verdadeira aparência. Com o passar do tempo, foi realmente pegando gosto por aquele universo, então começou a jogar videogame e assistir anime para aumentar sua bagagem geek, assim teria assunto para conversar com aquelas criaturas estranhas com quem convivia. Aos poucos, foi perdendo a timidez com o pessoal otaku, até porque a maioria está acima do peso e tem uma coleção de espinhas na cara, então Nyvi passou a se achar linda.

    Fama[editar]

    Começou a flertar com a vida artística ainda pirralha, quando matava aula e ia assistir às gravações do programa Hermes e Renato. De tanto aparecer no estúdio da MTV, passou a ser convidada pelos humoristas do grupo para fazer pequenas participações aleatórias como figurante nas cenas. Naquela época, Nyvi mentia para a produção que tinha quatorze anos, a idade mínima classificada pela censura para os telespectadores daquela baixaria, mas na verdade ela tinha apenas doze. Não demorou para que o Conselho Tutelar fosse ativado e impedisse a ninfeta de continuar atuando. Antes da proibição, ela juntou uma boa graninha com o cachê que recebeu e aproveitou para investir em tratamentos estéticos.

    Passou anos afastada da mídia, fez faculdade de moda e trabalhou como corretora, até que reapareceu do nada transformada em uma hentai girl de carne e osso. Novamente frequentando os eventos nerds, seus cosplays foram ficando cada vez mais vulgares safados sensuais e as empresas começaram a contratá-la como modelo oficial. Foi chamada para tapar buraco apresentando uma competição de games no lugar de Ju Tsukino, que deu calote nos contratantes e não apareceu, e desde então virou apresentadora profissional de e-sports, nome fresco que inventaram para as partidas de videogame.

    O relacionamento com Bruno Sutter[editar]

    Mal sabia ela que nos tempos do Hermes e Renato já estava conhecendo seu futuro marido. Naquela época, Bruno Sutter já era adulto e casado com uma desconhecida qualquer, então não poderia dar em cima de Nyvi sem levar de brinde uns processos por pedofilia e adultério. Fora isso, o cara era mais feio que bater na mãe e mal tinha cabelo, então dificilmente conquistaria a novinha. Foi aí que ele teve a brilhante ideia de criar um alterego para si, surgindo assim o vocalista Detonator e sua banda Massacration. Quando estava caracterizado como o personagem, Bruno usava uma peruca preta cabeluda que disfarçava sua horrível calvície, e como ele tem olhos azuis, virou um galã do metal. Começou a se achar o Peter Steele brasileiro e deu um pé na bunda da então esposa, já que agora tinha uma legião de groupies putas à sua disposição.

    Nyvi Estephan foi para o Massacration o que Yoko Ono foi para os Beatles, pois ganhou passes VIP para o camarim da banda após um show. Sem saber que Detonator era Bruno, ela foi seduzida por seu nariz sexy de tucano e deu o toba para o cantor. Durante o anal giratório, a peruca dele acabou caindo e sua verdadeira identidade veio à tona. Sentindo-se ludibriada, Nyvi ameaçou acionar seu advogado Phoenix Wright, mas então Bruno prometeu que faria um implante capilar e a pediria em casamento depois. Como a MTV faliu e os caras do Hermes e Renato ficaram desempregados (aquele mico que eles pagaram no Legendários não conta), levou anos até que a promessa fosse cumprida, mas foi e atualmente Nyvi pode ser considerada oficialmente a nova Senhora Sutter. O noivado do casal aconteceu em rede nacional no programa The Noite, para ver o quão sério o relacionamento é.

    Por influência de Nyvi, Bruno também acabou virando otaku e chegou a cantar uma das músicas de encerramento de Dragon Ball Super no Brasil. Os papéis atualmente se inverteram e ela é mais famosa que ele, que se separou de seu antigo grupo achando que conseguiria fazer sucesso solo como Detonator, mas sua nova banda Detonator e as Musas do Metal flopou. De vez em quando Bruno aparece nas lives da noiva segurando vela enquanto vê ela se pegar com outras gostosas como Diana Zambrozuski e Sabrina Boing Boing. O orgulho em ser corno é tanto que ele até lançou uma bem sucedida campanha online para Nyvi ser capa da Playboy, o que se concretizou em outubro de 2016.

    Ver também[editar]