Mung Daal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Seu-meme-APRACAeNOSSA.jpg ESTE ARTIGO É COISA DE VELHINHO RECLAMÃO
... que vive a ser perguntar pra onde vai esse governo.

Vai estragar a página da senhora sua avó e não encha meu saco

Abe simpson.png
Mung Daal e mais uma de suas criações!

Cquote1.png Você quis dizer: Mongol dá! Cquote2.png
Google sobre Mung Daal
Cquote1.png Experimente também: Papai Smurf Cquote2.png
Sugestão do Google para Mung Daal
Cquote1.png Radda! Radda! Raddaraddara! Cquote2.png
Shnitzel sobre sua interessante opinião quanto a Mung
Cquote1.png CHOWDEEEEER!!! Cquote2.png
Mung sobre a última merda que Choder aprontou
Cquote1.png Oláá garotas! Cquote2.png
Mung sobre mias uma tentativa de chavecar alguma mulher que passe na sua frente
Cquote1.png Garoooooooootaaaaaas... Cquote2.png
Mung sobre fingir que é heterossexual o vício que aruinou sua carreira.

Mung Daal é um famoso chefe de cozinha da cidade Marzipã, e mais famoso ainda por ser um Smurf personagem importante do desenho animado Chowder.

Ele faz bastante sucesso com o seu buffet de entregas, aonde fica o dia interio enfurnado na cozinha com seu aprendiz e seu assistente, para preparar todo tipo de prato bizarro e sem sentido que se possa imaginar. Na verdade isso não passa de uma desculpa para ficar longe da esposa, já que, embora já tenha sido uma fada gostosona no passado, ela então envelheceu e se tornou uma velha feia e deformada, mais feia que a Ana Maria Braga, então de certa forma não dá nem para culpá-lo.

História[editar]

Mung em sua juventude. Não mudou muita coisa...

Ningué sabe muito bem a idade de Mung já que ele é vaidosa e gosta de esconder a velhice achando que isso o tornaria mais popular. Entretanto, sabe-se que ele já passou dos 400 e lá vai cacetada, e provavelmente já é velho pelo menos desde os últimos 200, então dá para ter uma noção da real idade dele.

Mung nasceu nas antigas florestas perdidas da República Checa, filho de um Smurf com uma elfa prostituta. Ele foi abandonado numa mina de canela e lá foi criado pelo antigo povo dos Oompa Loompas, que lhe ensinaram a andar, falar, comer, se vestir e o mais importante de tudo, lhe ensinaram a importância da boa comida na sociedade moderna. Eles lhe deram o nome de Mung Daal, pois ele gostava de dar antes de o adotarem eles pensaram em cozinhá-lo e comê-lo junto de um prato de feijão chinês que se chamava Mung Daal, mas como o gosto dele era muito ruim eles logo desistiram e aproveitaram o nome da comida para não ter que lhe dar outro. Infelizmente, todos os Oompa Loompas foram comprados por Willy Womka, que não quis contratar o pequeno Mung também por causa de sua pele azul, que no povo dos Oompa Loompas significava que você era emo.

Anos se passaram e Mung foi parar na cidade perdida de Marzipã, uma cidade bizarra cituada entre Tangamandápio e o cu do mundo, onde todo tipo de aberração, animal falante, anão fada ou monstro ia para não ser caçado pelos humanos e de quebra receber o nome de alguma comida, tradição típica da região e que foi inclusive o que fez Mung se enturmar lá. Ele lembrou-se dos ensinamentos dos Oompa Loompas e tentou ganhar alguma grana fazendo comida saborosa, mas infelizmente ele era péssimo nisso e só o que conseguiu foi fazer panetones estragados e pedaços de frutas queimadas para tentar vender no camelô. Vendo que logo morreria na miséria, ele então forjou um currículo falso e conseguiu emprego na fábrica de unhas de pé, tempero famoso e muito buscado em Marzipã. Lá ele ficou por 40 anos, mas ainda não era feliz, entõ, o ainda criança Mung buscou outro emprego, e para sua sorte, o chefe de cozinha local estava procurando por alguma criança idiota para servir de cobaia em seus experimentos gastronômios.

O chefe tratava-se de um famoso chinês podre de rico cujo serviço de buffet era requisitado nos 42 cantos do mundo. Ele chamou várias crianças pobres e burras para que participassem de suas experiencias perigosas envolvendo comida radioativa, carne tóxica, futas podres e músicas de bandas coloridas para descorir novas receitas e ficar ainda mais rico. Todas as crianças morreram dolorosamente nmas experiências, mas Mung, tlaves por causa de sua pele azul, talves pela invulnerabilidade que ganhou por ser meio elfo e meio prostituto, aguentou o tranco e resistiu a todos os testes. O velho chefe se surpreendeu com a resistencia do pivete e decidiu transformá-lo em seu aprendiz de cozinha, para algum dia herdar sua famosa cozinha chique.

Carreira[editar]

Agora sob a tutea de um profissional de respeito, que todo mundo adorava e que raramente cuspia nos pratos dos fregueses, Mung logo se tornaria o maior cozinheiro que todo o Multiverso já vira se não fosse um problema: com medo de que disessem que lee era boiola, começou a fingir que era um pervertido mulherengo e passou a só se preocupar com isso, passando o tempo em que devia ficar cozinhando para ficar vendo pornografia na internet e isso logo acabou ferrando a carira dele. Passou a ser odiado pelo mestre, que não gostava de mulher, e se tornou um fracasso na vida, virando um cozinheiro medíocre num restaurante medíocre na pior favela de Marzipã. Com o passar dos milênios, ele se casou com uma fada dos cogumelos que logo envelheceu e virou uma velha muito feia, contratou um empregado vagabundo e arranjou seu próprio aprendiz, que é ainda pior do que ele era antes. E assim Mung ficou.

Pratos famosos preparados por Mung Daal[editar]

  • Pézza: uma deliciosa Pizza preparada por pés e só com ingredientes vindos deles, de pedacinhos de unha até sujeirinha que sai do meio dos dedos.
  • Feijões Cantantes: deliciosos feijões verdes que para cozinhar precisam passar a noite numa panela enquanto alguém adiciona vários tipo de músicas à receita (lembre-se de não adicionar músicas ruins se não quiser morrer envenenado ao comê-los).
  • Suco de Elemelão: delicioso suco extraído diretamente dos orifícios de criaturas gordas e feias que parecem uma mistura de elefantas com melões.
  • Casa de pão de Lengibre: Uma deliciosa casa feita de Lengibre, bem grande e decorada de chocolate, doces e chantily, é feita durante o Naltal, para oferenda ao Papai Noelo, e se ele gostar, vomitará um presente, mas se não gostar, ele destruirá sua cozinha.
  • Torta de Maçã Polegar Rã: deliciosa torta que exige um ritual longo e demorado com mais de 8000 passos diferentes para ser devidamente preparada.
  • Pães de Aço: deliciosos pães que provavelmente irão quebrar todos os seus dentes.
  • Delicia Cerebral: delicioso prato que mistura vários elementos para tornar quem come mais inteligente. Cuidado para não comer demais ou seus poderes mentais poderão alterar toda a realidade.
  • Desfruta ou Não-Fruta: deliciosa fruta de cassino, em forma de cubo e com duas folhas em cima, se uma é tirada, ela começa a se transformar em várias frutas, e quando acertada por um taco, se transforma na fruta em que parou, que pode ser uma perâ, uma maçã, ou qualquer coisa. Em casos raros, ocorre a criação de um ser predador que cospe veneno.
  • Ovos Recheados: deliciosos bolinhos que misturam ovo, salada e vômito de camaleão, perfeito para petiscos.
  • Torta de 1000kg: uma deliciosa torta que irá deixar satisfeito até o maior dos obesos.
  • Mini-Bolinhos gigantescos de Peixe: uns bolinhos de peixe pequenininhos, do tamanho de uma baleia azul, sabe...
  • Raspadinha de Feijão calafrio: deliciosa raspadinha com gosto de feijão congelado, que congela seu cérebro se beber rápido demais.
  • Tigela de pão gigante: Um delicioso prato que Mung faz todo ano, endereçado aos Homens-bola Voadores, que se apresentam dentro dele. Para fazê-lo é necessário um fermento que precisa envelhecer 50 anos e milhares de sacas de farinha. Ele é esculpido por dentro para parecer um circo.

Atualmente[editar]

Mung continua trabalhando como sempre, velho como sempre, no seu buffet como sempre, ao lado de Chowder como sempre, pagando Shnitzel como sempre.... emfim, nada de novo a se declarar. Nadica de nada. E assim deve continuar sendo pelos próximos milênios.

Feijaoovofrito.jpg Este é um artigo gastronômico.

Para entendê-lo, é preciso comer essa mistureba do caralho aí do lado.