Mont-Saint-Michel

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
FrancesAutentico.jpg ALLONS EN₣ANTS DE LA PUTARIE!!

Este artigo è ₣rancês! Ele não toma banho, come camembert e faz biquinho. O autor já mendigou na Avenue Champs-Elysèes e è xenofòbico.

Lembre-se de quem perdeu todas as guerras para a Inglaterra.

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


O Mont-Saint-Michel é uma ilha onde fizeram um santuário para enfeitar o rochedo. Antigamente os franceses escondiam essa informação, mas hoje sabe-se que o monte é uma cópia de outra ilha na Inglaterra. O plágio foi tão mal-feito que os franceses deram o mesmo nome do original inglês, a única diferença é que o nome da cópia é falado em francês. A formação do monte ainda é desconhecida pelos historiadores.

Formação[editar]

Fotografia aérea do Mont-Saint-Michel.

Uma das hipóteses levantadas é que um monstro do interior da Terra teve uma ereção, e seu pênis atravessou a crosta terrestre e levantou um grande bloco de pedra, formando um monte no oceano, que hoje seria o Mont-Saint-Michel. Outra hipótese diz que a baía onde fica o monte era terra firme, com uma montanha no meio. Mas uma satélite desativado que era lixo espacial se choca no Oceano Atlântico, levantando uma grande massa de água que alaga a região de terra firme.

Tudo foi imundado, menos a parte superior da montanha, o Mont-Saint-Michel. Também existem outras hipóteses, mas elas são malucas e sem sentido, e por isso nem merecem uma descrição nesse artigo. De qualquer forma, ninguém se interessa em saber disso. Durante a Idade Média, a Inglaterra e a França competiam para ver quem era a melhor. Os ingleses fizeram um castelo/igreja/santuário/trambolho em uma ilha no seu litoral.

Os franceses pensaram "se eles podem fazer isso, nós também podemos", e por isso construíram uma réplica do castelo/mosteiro/casa inglês. Nos anos seguintes, nada de importante acnteceu no monte. Ele foi capturado, libertado, ficou abandonado, foi ocupado, e por aí vai. Os ingleses, revoltados com o plágio, tentam destruir Saint-Michel, mas não conseguem.

Surpresos por terem derrotado os ingleses pela primeira vez, os franceses acreditam que isso foi um milagre, e o monte se torna um ponto de peregrinação. Milhares de pessoas passam a visitar o morro no meio do mar todos os anos. Quando a peregrinação acaba, o monte vira uma prisão parecida com Alcatraz, onde os presos ficavam presos (sério?). Quando um criminoso acusado de infrigie as leis de probição do banho foge, a prisão é desativada e o morro volta a ser um castelo/mosteiro/igreja/patrimônio mundial.