Mongaguá

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer Praia Grande? Cquote2.png
Google sobre Mongaguá
Cquote1.png Vou pra Monguagua Cquote2.png
Caipira qualquer sobre Mongaguá
Cquote1.png Uga-uga-uga-uga-uga! Cquote2.png
Monga sobre Mongaguá
Cquote1.png Meu, que praia mais suja! Cquote2.png
Paulistano sobre as praias de Mongaguá
Cquote1.png Não conheço. Cquote2.png
Morador de Santos sobre Mongaguá
Cquote1.png Eu também não. Cquote2.png
Morador de São Vicente sobre Mongaguá
Cquote1.png Eu menos ainda. Cquote2.png
Morador de Guarujá sobre Mongaguá
Cquote1.png Eu adoro chupar Mongaguá. Cquote2.png
Carla Perez sobre Mongaguá
Cquote1.png Não beba leite, depois de chupar Mongaguá. Cquote2.png
Carla Perez alertando sobre os riscos de sua fruta predileta.
Cquote1.png Hã? Cquote2.png
Você sobre nunca ter ouvido nada sobre essa cidade
Cquote1.png Chuvoso durante o dia, á tarde e á noite. Cquote2.png
Climatempo sobre Mongaguá
Cquote1.png Serão 40 dias e 40 noites de chuva sem parar. Cquote2.png
Deus, para Noé, lhe informando sobre como seriam suas férias em Mongaguá
Cquote1.png Te Odeioo Pai !! Cquote2.png
seu filho sobre Ferias em Mongaguá com a Família.
Cquote1.png Na Russia, Mongaguá detesta passar férias em você! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Mongagua
Cquote1.png Eu moro em Mongagua... onde fica isso? Cquote2.png
Morador de Mongaguá

Mongaguá é um buraco uma cidade pertencente ao Reino de Santos onde as pessoas falam tu no lugar de você e conhecida, entre outras coisas menos importantes, como a Terra da Monga, a Mulher Macaco. É um lugar pouco Habitado, ou seja, é desabitado, onde moram em torno de 10 pessoas, sendo que 5 delas são analfabetas e os outros 49% nao sabem ler.


Origens[editar]

A cidade se originou quando habitantes do Planeta dos Macacos (é verdade, ou você não viu no cinema?) vieram há séculos e séculos atrás fazer uma exploração ao nosso planeta. Naquela época, ainda não havia muitos residentes na região onde hoje é conhecida como parte mais bem arrumadinha da Terra de Santos, atual Mongaguá. Mas as poucas nativas despertaram os instintos mais selvagens e primários nos primatas evoluídos. Foi quando ocorreu a I Cópula Interplanetária de Mongaguá.

Anos mais tarde, surgiram os primeiros descendentes dessa nova espécie, meio ser humano, meio macaco. No entanto, algo inexplicado, até mesmo pelos cientistas desocupados de Massachusetts, ocorria: apenas nasciam fêmeas cabeludas.

Foi então, que nascia a raça das Mongas, cuja cidade-natal é Mongaguá.

Política[editar]

Hoje, Jacó se aposentou das tentativas de recuperar o poder investido a ele por Belzebu e o passou definitivamente a Paulinho (Aquele, Filho da Puta ladrão e praticante de adultério Filho do Paulo, das Imobiliárias Paulumar, que me vendeu a casa e disse que antes ia pintar, e até agora eu estou a esperar, e três anos já estão para passar. Quem manda acreditar em imobiliária. Quem manda acreditar em político. Quem manda acreditar em imobiliária de político.) prefeito que diziam que nem sequer morava em Mongaguá, pois ele é rico e toma banho de álcool toda vez que um cidadão com renda individual inferior a 2 salários mínimos se aproxima num raio de 5 m.

Estrutura[editar]

Frustrados com a falta de um McDonalds os colonos de Mongaguá construiram um grande M de McDonalds na entrada da cidade

A "Cidade Sorriso" possui uma plataforma de pesca que foi destruída parcialmente pela ressaca em 2001, desde então, consumindo milhões de Mangos, o projeto de reforma nunca mais foi completado.

A cidade não possui semáforo (19% dos habitantes não sabem o que é isso e, pois os outros 81% já moraram em uma cidade com semáforo). Também é uma próspera cidade que não possui uma filial do Mc.Donald's. Para a felicidade do povo, chegaram no vilarejo, nos últimos dois anos, as Lojas Cem, as Pernambucanas e a casa de materiais para construção Di Cicco, que vem a ser a 1.524.667.908.056.980.689.874.090ª loja deste ramo na cidade.

A marginal da Rod. Padre Manoel da Nóbrega possui uma ciclovia, que anda sempre vazia, pois os ciclistas analfabetos continuam transitando no meio da avenida, mesmo.

O município possui apenas 6 linhas de ônibus, todas variantes do trajeto principal Centro - Vila Loty (e vice-versa), passando pela Av. São Paulo (a partir da divisa com Praia Grande), Av. Marina, pela Passarela das Artes (o grande viaduto do local) e seguindo pela Av. Monteiro Lobato até a divisa com Itanhaém. O caminho de volta é o mesmo, mas não passa pela Avenida Marina pois esta possui mão única, o que incentiva o turismo.

A única coisa que funciona nesta merda é a industria da multa, marronzinho e cobrador de estacionamento.

Os Mandatarios geralmente são paraquedistas que cairam aqui porque ja fizeram muita merda de onde vieram.

Especulações[editar]

Embora exista apenas Mongas do sexo feminino heterossexual, existe uma teoria que permeia os antros estudantis das universidades de antropologia. Crê-se que Tony Ramos é o único ser macho heterossexual pegador da mesma espécie. Esse estudo, caso seja comprovado, poderá salvar a espécie das Mongas.

Por causa de sua aparência pouco agradável, as Mongas não conseguem trabalho fácil. Isso explica o fato das Mongas conseguirem apenas trabalho em circos e parques de diversão. Há quem diga que elas também arrumam bicos em festas infantis e como dublê do King Kong.


Potencial turístico[editar]

Cidade com muitas praias agradáveis, pouco freqüentado pelos farofeiros de São Paulo, já que praia boa para paulistano é a Praia Grande. A cidade ainda preserva o seu clima sossegado, fazendo com que ninguém note Mongaguá quando se vai em direção à Peruíbe, outro destino preferido dos paulistanos que desejam poluir as praias com bitucas de cigarro, palitos de picolé e cocô de cachorro.

Em outras palavras, o índice de interesse turístico da cidade é nulo.

Atividades econômicas[editar]

A próspera economia da cidade se baseia principalmente na mendigagem conhecida também como pidância de esmola, devido á falta de capacitação profissional da maioria dos moradores, alem dos assaltos a mão armada de brinquedo no comércio e turismo, além de uma pequena participação na agricultura, e na indústria.

Comércio e Turismo[editar]

Em Mongaguá são duas atividades intimamente ligadas (não digo que elas são íntimas, nem mantém relações sexuais), pois na cidade o comércio depende da quantidade de pessoas presentes na cidade, de fato na baixa temporada ( de março a novembro) 45% dos negócios, lojas, quiosques permanecem fechados ou trabalhando apenas nos fins de semana e feriados; ou seja durante maior parte do ano, boa parte dos cidadãos de Mongaguá ficam coçando o saco, pedindo esmola, vivendo de bicos, dando o rabo se prostituindo ou até fazendo trabalho escravo para não passar fome.

Porém ao chegar a alta temporada ( dezembro até o carnaval), há uma abundância de emprego obviamente sem carteira assinada , todos os “vagabundos” tem o trabalho redobrado fazendo horas extras, há também uma desconsiderável inflação nos preços ; nessa época o comércio faz de tudo para extorquir ganhar o máximo de dinheiro possível dos turistas e dos moradores, já que aquilo que se ganha durante a temporada tem que ser o suficiente para durar até a próxima . Nessa época, também surgem milhares, se não milhões de vendedores ambulantes regularizados ou não, te oferecendo todo tipo de mercadoria / alimento/ quinquilharias/porcarias/ tranqueiras em geral e AI de você se não comprar!!!

O turismo também tem seu lado ruim para a economia da cidade, pois infelizmente junto com os turistas otários e farofeiros , também vem para a cidade turistas bandidos que vem fazer concorrência com os ladrões locais; isso afeta consideravelmente a arrecadação de impostos da cidade, já que os ladrões turistas são mais espertos, rápidos e eficientes que os ladrões da nossa cidade. Em breve este problema será resolvido, pois a policia juntamente com a guarda municipal, a câmara dos vereadores, a OAB, a Interpol, o FBI e a CIA estão fazendo um cadastro dos ladrões residentes na cidade, e de agora em diante prenderão somente os ladrões turistas enquanto os ladrões locais, quando presos, deverão apenas realizar serviços sociais sendo logo em seguida liberados.

Agricultura e Indústria[editar]

Também dois setores da economia de Mongaguá estritamente ligados um ao outro, pois a mais relevante se não única plantação em nossos campos é a mandioca no rabo do prefeito banana. E a única industria na cidade é uma fabrica de doces da homônima fruta (da banana ou do prefeito? Sei lá!). Infelizmente o aumento da demanda por esses doces , Ui!, fez aumentar o desmatamento da mata atlântica, para o cultivo da banana; o prefeito e a câmara dos vereadores, não estão nem aí e querem que se foda a mata atlântica , sensibilizados estão tomando as devidas providências (se é por via oral ou anal, eu não sei) para impedir esse desmatamento e criaram na cidade uma área de preservação ambiental.


Clima[editar]

A cidade também é conhecida como Mong-água onde 97.85% dos dias são de chuva, e você habitante deste cu do mundo paraíso tropical, tem que se acostumar as enchentes, á leptospirose e ao mofo que se instala na sua casa e ao tsunami.

Devido á tantas precipitações os meios de transporte mais utilizados, são:

  • boia-salva-vidas
  • bote inflável
  • câmara de pneu de caminhão
  • canoa
  • caiaque
  • jet-ski(os motoboys)
  • lancha e iate( estes de uso exclusivo do prefeito e seus subordinados)

Se algum dia sair sol, prepare-se para o pior, frequentemente o que é bom dura pouco, por isso carregue sempre contigo uma maleta com itens de primeira necessidade completa de:

  • guarda-chuva
  • capa de chuva
  • bota de galocha
  • pé-de-pato
  • macacão para mergulho
  • bote inflável
  • máscara de mergulho
  • cilindro de oxigênio

Com pluviosidade anual media de 127,67mbsp;km por m², Mongaguá está entre os lugares com maior índice de precipitações do mundo igualando-se quase á Ubachuva, Havaí, India e Bangladesh (nos períodos monsônicos).

Acredita-se que tanta chuva deve-se ás Mongas que descontentes com sua situação social, praticam frequentemente a dança da chuva, para infernizar a vida dos moradores e turistas farofeiros.

Lazer & Eventos[editar]

Mongaguá é uma cidade chata pra caralho onde não tem porra nenhuma pra se fazer no tempo livre cheia de opções para o lazer; além da praia, também temos praia, praia, praia e praia. Quando você está cansado de ir á praia, pode muito bem ir á praia.

Além da praia, a cidade conta com o Teatro Raul desCortês, pistas de skate, um ou outro buteco com música ao vivo barulho, além de um ou outro bailinho funk ou de forró, destacam-se Forró do Biro, Risca a Faca e Bar do Trilho(O BETO); de vez em quando faziam-se algumas festas no Itapoã, mas a vizinhança velha e chata fez um abaixo assinado contra o barulho excessivo e hoje ali existe o centro da pior melhor idade.

Mas contudo Mongaguá tem seu auge de diversão durante a temporada, quando na av. Dudu Samba são realizados shows de inúmeros cantores e artistas desconhecidos, ou em decadência, que não fazem sucesso á mais de uma década, ou que estão quase encerrando sua carreira indo diretamente para o caixão famosos, de sucesso que fazem a alegria dos moradores da cidade, além de atrair milhares de turistas pobres já que o espetáculo é na faixa.

No Reveillon, como de costume em todo o Brasil, temos a queima de fogos,que dura em média 5 segundos com incríveis estralinhos para comemorar mais um ano de roubalheira da administração, queimando o dinheiro do povo até o urtimo centavo.

Encerrando a temporada, temos o Carnaval mais espetacular das ex-colônias do reino de Santos, animadissimo com Blocos carnavalescos e escolas de Samba.

Durante o inverno, também temos o Bestão Festão na praia, conhecido também como Arraial da Gentalha Gente, um grande evento <sic> que atrai muitos turistas para a cidade. Até que poderia ser legal se tivessem atrações interessantes de verdade. Mas o que se vê, é apenas um monte de gente feia,fedida, mal educada digno de povinho mongaguaense comendo feito porcos, dentro de um barracão de prasticu, onde qualquer coisa que você pretende consumir, custa o olho da sua cara. Esse povo de Mongaguá acha que tá aonde? Num lugar de primeiro mundo?Porra! Se tivessem algumas profissionais do sequiçu, rebolando nuas no poste e fazendo felação grátis para todos os presentes, ai sim valeria a pena pagar esses valores dignos de prostibulo.terra de ladrão da porra

Zona Azul[editar]

A cada dia que passa, Mongaguá é uma cidade cada vez mais chique. Para atender melhor o enorme fluxo de turistas que visitam nossa querida e amada cidade, o sr. Excelentissimo prefeito Pauzinho Viadov-whisky, decidiu implantar na cidade a zona azul, e detalhe: nem semáfaro nessa merda de cidade tem. Pouca coisa mudou, visto que a cidade sempre foi uma zona, unica diferença é que agora tá... tudo azul manooooo.... ça brisa tá muito loka!!! De agora em diante qualquer veiculo/ meio de transporte, que estacionar, numa vaga de Z.A. , será obrigado a pagar o modico valor de R$ 15,00 ( quinze reais ) a hora, isso vale para carros, motos, bicicletas, patinete, carro-de-boi, cavalo, jegue, jumento e qualquer outro meio que você quiser. Para evitar de pagar essa estorção taxa, os moradores da cidade, estão colaborando com o meio ambiente, deixando seus veiculos em casa e gastando a sola do sapato.

Pensando bem, quinze pila a hora não é tão caro assim, em vista do serviço oferecido:

  • as monitoras da zona azul são todas gostosas e ganham muito bem para isso (você tava pensando no quê seu pervertido? Tá bom, pra isso também );
  • quando você desembarca de seu veiculo, você já começa a conhecer os pontos turisticos da cidade: como os buracos nas calçadas, tão celebres que já foram tombados como patrimonio cultural da cidade;
  • cocô de cachorro: para muitos, pisar na merda traz sorte;
  • segurança particular: cada passageiro tem direito a um mendingo para fazer sua propria escolta pessoal.

Tão vendo só? Um serviço digno de rei, por um preçinho ó. Pobre só sabe reclamar de barriga cheia...

Você sabia?[editar]

  • Não chove em Mongaguá se e somente se, Chuck Norris ou Capitão Nascimento ou Undertaker estiverem passando sua folga ou férias na cidade.
  • A chuva que cai em apenas 1 dia em Mongaguá, se fosse devidamente aproveitada, seria suficiente para abastecer durante 7 meses toda a população da China.
  • Em Mongaguá o sol é turista.
  • Que em Mongaguá, de cada 10 dias 11 são de chuva.
  • Que em Mongaguá chove dia sim, dia não e no outro também.
  • Que o dilúvio universal, ocorreu em Mongaguá
  • Que foram as Mongas que o causaram, fazendo dança da chuva
  • Que eu sou um vendedor ambulante aqui de Mongaguá
  • Que a mercadoria mais bizarra que já vendi foi sua mãe
  • Que ela tava encalhada
  • Que vendi ela numa liquidação, leve 3 pague 2
  • Que um mané comprou ela
  • Que esse mané, não gostou e queria o dinheiro de volta.
  • E eu não devolvi, ha-há! Se fudeu ! Se deu mal! Quem mandou não conferir a mercadoria no ato da compra...
  • Que ela é uma Monga...
  • Dessa ultima você não sabia mesmo...
  • O Ministério da Saúde adverte: morar por muito tempo em Mongaguá pode trazer sérios riscos á sua saúde.
  • Que só o Chuck Norris, o Capitão Nascimento e o Undertaker, são imunes...
  • Que é a unica cidade que tem os melhores cursos como enfermeiro, pedreiro, ajudante de pedreiro, ajudante do ajudante de pedreiro, pescador, contador de histórias, aprendiz de puta, aprendiz de puta jr, padeiro queima rosca, trombadinha, aprendiz de traficante, ajudante de mendigo, etc...
  • É a unica cidade que não tem muitas prostitutas só existem sua mãe e sua irmã.

Aldeia indígena[editar]

A Agência Brasil classificou Mongaguá, assim como a vizinha Bertioga, como aldeia indígena, como podem ver no quarto parágrafo dessa notícia:

Cquote1.png Segundo a prefeitura [de São Vicente], ainda não é possível saber como o bebê foi contaminado. Os indígenas dessa tribo têm contato com outros povos porque rondam a cidade vendendo artesanato e também visitando outras aldeias da região, como Mongaguá e Bertioga Cquote2.png
Agência Brasil sobre Bertioga e Mongaguá.

artigos relacionados[editar]