Messier 2

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.

Cometinha.jpg Este é mais um artigo com pretensão pseudo-científica, portanto, seu autor é um desocupado mentiroso que não diz coisa com coisa.

Cquote1.png Você quis dizer: Mancha de tinta Cquote2.png
Google sobre Messier 2
Cquote1.png Ah... Messier 2! Que interessante! Cquote2.png
Você quando clicou no link
Cquote1.png Mas que p$#%@ é essa? Cquote2.png
Você quando descobre que na verdade é apenas um amontoado de estrelas sem cor
Cquote1.png Ela é muito parecida com a nebulosa impossível de se fotografar! Cquote2.png
Astrofísico sobre a messier 2 ser muito parecida com a nebulosa impossível de fotografar, igualmente sem graça

Messier 2 e seu conhecido borrão de tinta
O messier 2 e seu espetáculo em cores.

Messier 2, logicamente é o segundo objeto do catálogo messier, conhecido pela comunidade científica como muito ultrapassado e também de fontes duvidosas. Charles messier não sabia o certo sobre esse aglomerado globular de estrelas, mas muitos apostam que na verdade era uma mancha de tinta que o mesmo tinha deixado derrubar em seu telescópio.

Atualmente, esse objeto não tem muita importância e nem fez grandes mudanças na ciência astrofísica, a não ser que os cientistas são grandes desocupados e que muitos inventam mais perguntas para manter o emprego.

Descobrimento[editar]

O descobrimento da messier 2 foi quando um astrônomo francês a observou pela primeira vez, mas pela falta de criatividade ou então pela empolgação, ele acabou não dando nome para o aglomerado globular. O que é interessante é que o aglomerado não tem nada de muito inovador, além da história que o cerca e que começou com um astrônomo francês que com seu descuido deixou o messier, recém-descoberto, sujeito a ser tomado por outro astronômo mais picareta e espertinho do que ele.

Mais tarde, Charles Messier estava iniciando seu catálogo, logo após ter descoberto a Nebulosa do Caranguejo. Então ele tinha que dar mais sentido para seu catálogo. Na maior cara-de-pau, começou a coletar outros objetos astronômicos que outros astrônomos tinham descoberto antes dele e que acabaram sendo esquecidos na história.

Quando ele incluiu o messier 2 em seu catálogo, ele ficou tão empolgado com o gande progresso que acabou não percebendo que na verdade era uma mancha de tinta branca (ou de outro resíduo) em seu telescópio.

Atualmente[editar]

Após o segundo objeto messier catalogado, messier continuou com suas pesquisas, até se cansar e catalogar incríveis 110 objetos. Naquela época, se dava valor o quanto desocupada a pessoa era, pois tinha que ter muita paciência para fazer um catálogo compeltamente inútil e sem ter enlouquecido.

Messier apresentou o catálogo, e como os cientistas da comunidade astronÔmica não tiveram a paciência de analizar um por um, o catálogo foi aprovado, e ninguém nunca descobriu aonde ficava o messier 2. Pois simplesmente ninguém o achava!

Messier 2 também rendeu um prêmio nobel para charles messier, o prêmio de melhor enrolação científica e também o prêmio de aglomerado globular com os formatos mais interessantes.

Características[editar]

As estrelas que o messier 2 abrigam não são lá tão interessantes e nenhuma delas tem um valor especial. Também tem astrônomos que discutem sobre a possibilidade de ter planetas ao redor dela, mas claro, todas as hipóteses são discartadas por causa que eles tem coisas melhores para fazer ao ivés de olhar um aglomerado de estrelas e que ainda por cima só possui dois tipos de cores, o preto e branco.

Cquote1.png Realmente desanimador... Cquote2.png
Astrônomo que acabou de descobrir o M2

Relação com a Nebulosa impossível de fotografar[editar]

Agora ela está parecendo outra coisa

Quando o filho de sete anos de messier disse que o segundo objeto que ele fotografou era muito sem-graça, messier de alguma maneira o associou com a nebulosa impossível de fotografar, que fica entre as constelações de triangulum e camelopardalis (claro tudo no chutomêtro).

Cquote1.png Mas quais as relações? Cquote2.png
Você se intrometendo perguntando sobre as relações

Messier 2 quando foi descoberta, fez com que o francês e astrônomo que a descobriu, ficar com náuseas e até com sono de tão desanimado que ficou quando a descobriu. Por exemplo, enquanto um astrônomo fica surpreso e empolgado quando acha isso [1], podemos dizer que o que ele achou irá ficar nos anais (ui!) da astronomia e possivelmente o fenômeno que ele descobriu será usado em e-mails para levantar a moral de pessoas.

Mas quando eles se deparam com algo parecido com a messier 2, eles simplesmente ficam desaniamdos e cabisbaixos, pois para os astrônomos serem famosos, tem que descobrir algo de que tal magnetude seja tão imensa que ele ganhe milhões com a simples exibição da foto. Como a foto de um buraco negro, que cujo mistério é tão grande que ele nunca foi fotografado.

Ver também[editar]