Messier 14

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Cometinha.jpg Este é mais um artigo com pretensão pseudo-científica, portanto, seu autor é um desocupado mentiroso que não diz coisa com coisa.
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.


Cquote1.png Você quis dizer: Outra "coisa" ou confusão Cquote2.png
Google sobre Messier 14
Cquote1.png Messier 14? Conheço! Cquote2.png
Astrônomo sobre messier 14
Cquote1.png Todo mundo conhece... Cquote2.png
Outro astrônomo sobre Messier 14
Cquote1.png Todo mundo, que viu a foto! Cquote2.png
Astrônomo confirmando que os aglomerados são parecidos

M14, a mancha no meio do nada

Messier 14 é outro aglomerado globular descoberto pelo incrível astrônomo bêbado, charles messier. Messier estava em um dia comum quando descobriu esse aglomerado... Espere... Tem um erro nessa afirmação... Como o cara viu o Messier 14 de dia??? Algumas dúvidas nunca serão respondidas... Mas vamos voltar ao que interessa? O aglomerado é conhecido pelas suas estrelas velhas.

Descoberta[editar]

Após uma longa noite de sono, messier havia acordado assustado com o pesadelo que havia sonhado (estranho?).

Segundo o sonho, ele estava caminhando com um belo poodle, quando o mesmo começou a falar com ele e jogar lama na cara de messier... O cachorro soltava xingamentos e para messier e além do mais começou a se transformar em um enorme cachorrão, Messier acordou quando já estava de calça arregaçada e o cachorro se preparando para a cúpula.

Ele tentou esquecer e olhava impaciente para o telescópio, acordou todo ofegante e olhou pelo telescópio o aglomerado globular messier 14. Por um lado, ele quase havia sido enrabado por um poodle, mas pelo outro, na realidade ele havia descoberto outra baboseira astronômica.

Características[editar]

Possui algumas estrelas velhas e também muitas possuem planetas sem vida. Mas fora isso, o aglomerado não possui muita exploração, pois os cientistas e astrônomos julgam o livro pela capa e não gostam de gastar tempo explorando essa e muitas outras "coisas", e preferem explorá-las mais tarde, quando eles voltarem por acaso para esse aglomerado em especial.

Ela fica alguns de anos-luz daqui da terra, pois logicamente é muito longe daqui e fica no meio do nada.

Exobiologia?[editar]

Tem suposições de vários cientistas que acham que tem planetas naquele aglomerado. Aglomerados globulares são valorizados pois se forem mandar uma mensagem para aquele aglomerado, tem mais possibilidades deles terem uma resposta ou então sofrerem do mau do remorso e não receberem nada de volta.

Ver também[editar]