Messier 110

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Zorak.jpg Você está entrando em um mundo desconhecido nas imensidões da escuridão, onde
ninguém pode ouvir seus gritos!

Agora, viajar pelo espaço ficou mais fácil depois que inventaram a Coca-Cola.
Se aconchegue em sua nave e vá tomar um "chazinho" com o E.T. de Varginha.

Messier 110, o borrão cósmico, como é chamado

Messier 110, o último objeto astronômico do catálogo messier, possui uma certa ironia e ao mesmo tempo, apresenta uma imensa pegadinha que messier armou para as pessoas do futuro que fossem ver o catálogo dele.

Quer dizer, você deve estar aqui, lendo esse artigo por causa que ficou curioso com o último objeto (ui!) que teria no catálogo, e achava que vendo o tal objeto, isso mudaria sua vida por completo... Bem, você está enganadíssimo, pois o Messier 110 é nada menos que uma foto de uma galáxia desfocada e toda borrada.

Possível origem do "bicho"[editar]

Bem, a messier 110 tem muitas suposições de seu surgimento. Considerando que:

  • Um borrão como não precisa necessariamente de um motivo para ter surgido, já que é insignificante mesmo.
  • É uma galáxia satélite, ou seja, sua importância é menor, o que possibilita a criação de uma suposição mal feita.
  • Ela não apresenta um "grande espetáculo" para nossos olhos, o que torna mais fácil a passagem de erros por falta de detalhes.

Talvez esses três motivos expliquem porque a suposição será mal feita e não explique quase nada sobre a galáxia e suas estrelas e possíveis planetas nela.

Segundo alguns cientistas mentirosos a galáxia teria tido início quando as nuvens de gás começaram a criar estrelas que morreram e formaram buracos negros. Os buracos negros começaram a sugar o gás que criou as galáxias. E então vem todo aquele processo de burocracia que transforma a galáxia em galáxia oficial, e etc.

Mas, com o Messier 110 foi diferente, e um buraco negro menor (ui!) sugou seus gases que transformaram no que ela é hoje: Uma galáxia em formato de peido roxo... E messier só decidiu catalogar essa galáxia por causa da falta de coisa melhor.

Características[editar]

Novo nome: o peido desfocado

A galáxia tem suas características peculiares: ela tem estrelas como as outras, tem aquela típica corzinha que deixa as galáxias mais bonitinhas (embora essa seja uma excessão por ser pequena e sem-graça) e é uma galáxia elíptica também.

Além disso, está no grupo de galáxias da via láctea, o que prova que eu não consegui associar essa galáxia com mais nada conhecido pela humanidade.

Formas de visitar[editar]

Como assim "visitar"? Que maluquiçe é essa?! A galáxia está à alguns porrilhões de milhões de quilômetros daqui da terra e na velocidade da luz levaria 2000 anos para chegar lá. Agora, ir até lá está fora de cogitação... Aliás, o que teria de interessante lá que não tem aqui? Político honesto?

Porém, se os cientistas descobrirem algo que possa ir mais rápido que a luz, talvez possamos visitar essa galáxia cujas formas são desconhecidas e também que nem sabemos onde poderíamos recarregar o combustível ou então até mesmo onde poderíamos aterrissar se é apenas para dar uma olhada na galáxia.

O que me consola é que você não perguntou isso nos outros objetos.

Ver também[editar]