Mercado (comércio)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Mercado é o lugar onde várias pessoas de todas as classes econômicas, cores e orientação sexual vão para comprar coisas inúteis itens de suma importância para suas casas. Eles podem variar muito pois existem mercados pequenos (micro mercados) e mercados grandes (Carrefour), tem muitas coisas a venda dentro que em grande parte são merda muito úteis para o dia-a-dia das pessoas.

Acreditem, 87% desses frutos são apenas agrotóxicos, o resto é alvejante.

Introdução[editar]

Vendedor vendendo belas e majestosas frutas.

Em geral o termo mercado ou mercadinho refere-se aqueles mercados de pequeno porte onde sempre acaba faltando alguma coisa importante para as necessidades humanas básicas, como leite ou ovos (e geralmente o item em falta será justamente aquele que você está procurando). Em virtude disso, os donos de tais estabelecimentos costumam ser chacota nos bairros onde estão alojados, principalmente entre crianças frustradas que foram até lá em busca de produtos da Lacta ou da Nestlé, e só acabaram encontrando chocolates do Fofão criando mofo nas prateleiras.

Costumam ter 2 caixas e 3 atendentes, sendo que dois estão no caixa e um empilhando algo, tem uma movimentação diária de umas 5 pessoas, sendo que três só vão lá pra pedir informação e as outras duas para usar o banheiro. São caracterizados por ter um cheiro semelhante ao de feirinhas, porém mesclados com produtos de limpeza. Eles costumam vender:

  • Arroz.
  • Feijão.
  • Produtos de limpeza.
  • Chicletes de procedência duvidosa.
  • Coca-Cola.

Esses mercados vendem poucos produtos com pouca variedade e são os mais aclamados por donas de casa por terem quase tudo o que elas precisam para mais um dia (nem sempre, é claro).

Variações[editar]

Graças a existência de vários tipos de estabelecimentos comerciais que se originaram do tradicional "mercado", resolvemos trazer as diversas categorias que se ramificaram com suas respectivas características:

Feirinha[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Feira
Feirinha de rico pois na de pobre metade das frutas estariam pretas de tão estragadas.

Elas costumam nascer com algumas barraquinhas de frutas no meio da divisão entre pobres e a classe média e acabam crescendo. Elas tem como característica gente gritando para todas as direções coisas como "3 laranja por R$ 5", "Tá acabando minha senhora" ou "Enfia essa frutas podre no cu". Costumam ter também um cheiro característico de alface com peixe podre. Elas costumam vender de quase tudo o que é simples:

  • Frutas, Verduras, Legumes e etc.
  • Brinquedos de prástico que quebram em 10 segundos.
  • Peixes podres
  • Carne de quadrigésima primeira qualidade.
  • Todos os tipos existentes de drogas legalizadas.
  • Roupas de gorda.
  • Panelas enormes que custam mais de 8000 reais.
  • Crucifixos de todos os jeitos.
  • Posters de Jesus.
  • Guaraná Jesus

Elas também costumam ser precárias e com todas as estruturas tão resistentes quanto papelão. Outro fato sobre esses lugares é que ele é o palco das brigas mais babacas e pelos motivos mais idiotas do mundo. Por fim, podemos concluir que esse lugar é uma merda muito útil para toda a sociedade comprar produtos alimentícios.

Minimercado[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Mercearia
Apenas mais um dia no micro mercado...

Cquote1.png Você quis dizer: Papelaria Cquote2.png
Google sobre Micro mercado
Uma versão que consegue ser ainda mais pobre e ferrada que os mercados tradicionais. São conhecidos por muitas vezes parecerem papelarias, venderem coisas de papelarias, pessoas conhece-los como papelarias mas tem o nome de mercado, são lembrados também pelo fato do dono/funcionário que trabalha lá ser um tiozão de barba com cara de chinês. Normalmente eles vendem coisas como:

  • Alimentos de qualidade duvidosa que você não pensaria em comprar nem se estivesse morrendo de fome;
  • Bebidas de décima quinta categoria;
  • Cadernos/cadernetas/agendas/bloco de notas/coisas de escrever de de procedência questionável.
  • Livros escolares que nenhuma escola usa.
  • Chicletes.
  • Produtos de limpeza passados da validade;
  • Salgadinhos de marcas desconhecidas, daqueles com textura semelhante a isopor e gosto de plástico;
  • Maços gigantes de folhas de papel A4 'Chamex'.
  • Todos os tipos de cigarro, daqueles capazes de destruir o pulmão com uma única tragada;
  • TNT, papel crepom, papel manteiga e outros papéis de gay.

Médio mercado[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Supermercado

O mercado de tamanho médio não passa de um pequeno mercado que cresceu. Eles costumam ter 10 caixas, só usarem um e ter todos os funcionários com cara de cu. Atrás desses mercados sempre tem um cheiro de carne podre e uns 300 mendigos vivendo lá. Esses mercados costumam ter uma variedade maior de produtos que são inúteis importantes. Entre todos, aqui estão alguns:

  • Frutas e alimentos de procedência duvidosa, embora de marcas famosas.
  • Produtos de limpeza ineficientes.
  • Bebidas de marcas desconhecidas.
  • Produtos para fiação elétrica (não me pergunte porque).
  • Todos os tipos de chocolates do Brasil.

Morar perto de uma mercado desses é perigoso pois você pode ir toda hora lá e comprar chocolates e doces e acabar ficando mais gordo do que já é.

Hipermercados[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Hipermercado
Apenas coisas comuns nesses tipos de mercados

Esses são os mercados da variedade pois toda a população com o mínimo de poder aquisitivo vai e os produtos atendem as demandas deles. Estes são recordados pelo fato de terem mais de 8000 caixas e apenas três funcionarem. São recordados também pela quantidade imensa de produtos inúteis que são vendidos lá. Outro fato memorável é que todos os banheiros que lá estão normalmente estão interditados porque alguém cagou uma merda do tamanho do antebraço de um homem adulto. A água dos bebedouros de lá são 40% cuspe e 60% água cheia de produtos químicos. Eles normalmente tem um lugar para deixar seu filho enquanto faz compras, esse lugar na maioria das vezes tem uma televisão quebrada, um instrutor pedófilo com cara de cu, três videogames que só rodam um jogo de 17 anos atrás e uma instrutora feia pra caralho que só sabe fazer massinha. Eles costumam vender de tudo, das mais estranhas procedências e entre eles alguns peculiares são:

E eles só usam um ou dois desses.
  • Sorvetes de marcas com nome totalmente non-sense (exemplo: flotocoquito).
  • Folhas com tanto agrotóxico que tem cheiro de alvejante e gosto de sabão em pó.
  • Iogurtes de sabores incrivelmente inusitados (exemplo: sabor bacon com pasta de dente).
  • Videogames muito desconhecidos (exemplo: polystation, weebo)
  • Todos os tipos de saco de lixo existentes.
  • Coisas pra acampamento sem sentido (exemplo: barraca pra 48 pessoas com banheiro).

Estes mercados contratam os funcionários mais feios e desprovidos de inteligência que já existiram. Eles demoram, em média, meia hora pra entender alguma coisa que você disse e mais meia hora para responder algo. Estes mesmo costumam trajar coisas estranhas como patins de 5 rodas, pochete no peito, roupa incrivelmente colorida e boné de duas abas mesmo em lugar fechado.

Clientes peculiares de mercados[editar]

Em mercados vão várias pessoas todo dia, as pessoas normalmente são diferentes e isso gera alguns grupos peculiares de clientes:

Pobre sem noção[editar]

Imagine esse ser no supermercado!

Nem todo pobre é sem noção mas tem alguns bem peculiares como estes, em suas características entrar os fatos:

  • Fumam em lugar fechado.
  • Gritam alto.
  • Escutam funk em seus celulares no último volume.
  • Se apossam de uma seção do mercado e não deixam ninguém passar.
  • Se vestem como se fossem receber o premio Nobel.
  • Andam em grupos de 7 ou mais.

Rico sem noção[editar]

Quem disse que só pobre é burro? Existem alguns ricos incrivelmente sem noção:

  • Vão de pijama.
  • Passam meia hora para escolher um produto.
  • Não falam num volume maior que 3 decibéis.
  • Querem a seção só pra ele.
  • Não tocam em nada que viu outra pessoa tocar.
  • Não importa a quantidade ou o quão pesado é, vão sem sacola pra salvar o planeta.

Palestrante[editar]

Uma palestrante e seu saco de batatas.

Ele é um cara louco que fala sobre um assunto qualquer gritando muito alto, fatos sobre eles:

  • Se veste com um saco de batatas.
  • Fala pausadamente.
  • Normalmente vem falar sobre Jesus e a bíblia.
  • São tirados a força do mercado.
  • Nunca compram nada.

Guria retardada[editar]

Uma garota que fica no celular gritando com a amiga e falando merda. Características:

  • Estão com um livro de crepúsculo debaixo do braço.
  • Vestem uma roupa rosa.
  • Qualquer bicho de pelúcia que exista no caminho ela solta uma grito "ouuuuuuuuuuuuuuuuun ti fofo".
  • Está toda hora falando sobre maquiagem e cirurgias estéticas.
  • Passam 8 horas na seção de roupas.

Velha gorda[editar]

É aquela que sempre solta a frase: "Pra gordinha não tem nada, né?". Elas costumam:

  • Experimentar todas as roupas da loja.
  • Falar sobre dieta toda hora.
  • Ir para uma canto e peidar.
  • Falar com todos os funcionários que as roupas não são pra gordinhas mais de 30 vezes.
  • Comprar um monte de roupas que são 30 números abaixo dela e falar que vai emagrecer pra usa-las.

Ver também[editar]