Megaman: Powered Up

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Megaman grafitti.jpg WARNING! WARNING!

Esta página se trata do universo de Mega Man!

Se você não foi capaz de derrotar o Dr. Wily em nenhum jogo dele você é um tremendo fracassado!


Cquote1.png Há, é só um remake, todas as fraquezas dos Robot Masters continuam as mesmas, fichinha! Cquote2.png
Você, momentos antes de derrotar os chefes facilmente ou quebrar seu console por perder para o mesmo chefe sempre

Megaman: Powered Up é um jogo desenvolvido pela Capcom no ano de 2006 apenas para encher linguiça enquanto todos esperam pelo Megaman X9, foi lançado apenas para o PSP e, como um péssimo bom remake, foi aceito dentro da sociedade gamística do mundo.

História[editar]

Megaman em sua versão kawaii.

Se passa no ano de dois mil XX e lá vai pedrada, graças aos avanços da tecnologia, o Dr. Light, mais conhecido como Papai Noel, criou 8 Robot Masters, robôs para auxílio em trabalhos, assim como antigamente, tendo 8 deles como seus escravos e os obrigando a trabalhar em usinas, pólos, desertos, escavações de petróleo e construções, e separou outros dois robôs para serem mimados e viverem em casa, um deles é Mega, que foi criado para ser o "filho" do Dr. Barbudo, e o outro robô e Roll, gostosa, criada para ser uma "empregada doméstica", porém, como todo velho broxa e tarado, Dr. Light fazia Roll servir para outras coisas também, além de apenas ser uma empregada. Um dia, um tal de Dr. Wily, que queria vingança de Dr. Light por ter sido vítima de bullying em suas infâncias, roubou oito dos dez robôs de Light, que por uma "incrível coincidência", estes oitos robôs eram os que trabalhavam feito uns jegues. Mega, dando uma de fodão, pediu para Light modificar sua DOS para que ele fosse um robô de guerra e conseguisse destruir os outros oito robôs, que agora já eram conhecidos como Robot Masters e tiveram sua DOS modificada por Wily. Como é de se esperar, todos estes robôs possuem uma fase chata para caralho e ficam pulando e apelando quando são enfrentados.

Jogabilidade[editar]

Por ser um remake, o jogo deve apresentar melhorias, tanto graficamente como "enginamente", e como a Capcom já te roubou dinheiro o suficiente, puderam fazer algo que preste neste jogo, trazendo melhorias no gráfico, nos movimentos e tudo mais. Todas as fraquezas dos Robot Masters foram modificadas, para você, que se acha um espertinho, não re-jogar e zerar em questão de segundos. Há mais viadagens no jogo também, tal como a possibilidade de jogar com Roll, Protoman e os outros 8 Robot Masters, poder modificar a dificuldade das fases (fácil, médio e difícil), também pode-se escolher se quer jogar no modo antigo, ou no modo remake, que é para a pirralhada de hoje em dia que não pode jogar quando os gráficos da era 8 bits eram mais fodas do que a puta que te pariu, e por último e não menos importante, a possibilidade de criar/editar uma fase, assim como você faz aqui na Desciclopédia, adicionando e criando coisas honestas e super fodonas, já que você é um tremendo dum fodão.