Maria Leopoldina do Brasil

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Dios1.png Importante! A Igreja Universal quer sua atenção!

Deus quer que este artigo seja ampliado.
Aqueles que o fizerem, serão ajudados pelos seus tentáculos. Os que ignorarem, irão para o inferno pra sempre.
Não seja herege e obedeça a verdade única e divina!


Stughet.jpg
OMG!!!

Este artigo fala de uma raríssima Loira Inteligente!
Não ouse vandalizar, pois esta moça provavelmente tem um QI muito superior ao seu e pode te detonar!
MWAHAHAHAHAHA!


Leopoldina da Áustria
Eu sou a eterna Imperatriz do Brasil ;)
Cquote1.png Ich bin die ewige Kaiserin von Brasilien ;) Cquote2.png
Nascimento 1797 (210 anos)
Mais velha do que a gorda da Tua Mãe
Gênero Mulher
Amigos Pedrinho
José Bonifácio
Mozart(?)
Inimigos Feminazis (ela era mulher bela recatada do lar e mãe:
coisas que feministas de iPhone odeia)

Marquesa de Santos
Habilidade(s) Com umas plantas lá
Freud e charuto.jpg IOD-LEI-HI-HIII...

Este artigo é da ÁUSTRIA! Ele fala alemão e pensa como alemão, mas NÃO É ALEMÃO! O autor dança valsa, bebe Red Bull, pratica esqui alpino e é fã do Niki Lauda, além de visitar Viena todos os dias. Se você vandalizar, Arnold Schwarzenegger vai voltar...

Maria Leopoldina do Brasil (Maria Carolina Josefa Leopoldina Francisca Fernanda Beatriz Ferreira Carvalho Pereira Pinto Wolfbuttel González Carlita Johansson García Smirnov Müller Smith Virtanen Gruber Martin Creide Valesca Ferreira Antunes Rosa Marinalva Sousa Walburga Moralez Figueiredo Nogueira Berenice Antonieta Udongein Houraisan Inaba Smith Aragão Johnson Hernandez Sebastião Neto Martinz Gruber Garcia Silva Sauro Mozart Simpson de Habsburgo e Lorraine) foi a primeira esposa do comedor D. Pedro I e Imperatriz do Brasil. Assinou e planejou o grande foda-se à Portugal e quase se tornou regente de todo país (igual a Dilmãe só que 8299% melhor), mas arregou na última hora, pois não queria baixar o nível para com a Vagabunda Santista (muita classe, não?).

Seu casamento foi organizado pelo Marquês de Barbacena na Áustria. D. João VI queria uma princesa de sangue azul de primeira categoria e casar outra filhota sua cujo nome desconheço. O Marquês estava liberado para gastar a rodo para convencer os austríacos a darem sua princesa.

De fato, Leopoldina tenha sangue azulíssimo. Porém, tinha um problema: a Imperatriz era meio... fofuchinha. Pois é. D. Pedro I, o Comedor, ficou meio desapontado, mas não tanto, pois rola não é balança... Mas como em várias famílias tradicionais brasileiras, sempre tinha uma substituta para uma festinha (como a Marquesa de Santos)...