MGTOW

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mario do Armario em ação!!
HAHAHAHAHEHEHEHEHEHIHIHIHIHIH
Esse artigo pega trouxas! Se fudeu, Dunha!

Esse artigo gosta de pegar trouxas com a famosa pegadinha do mario e pega todo tipo de pessoas com suas pegadinhas do cacete!

Nota: se vandalizar, o coringa não vai deixar barato!

Cquote1.png Você quis dizer: Mickey Town Cquote2.png
Google sobre MGTOW
Cquote1.png Sai daqui, sua vadia! Cquote2.png
Miguetão sobre mãe solteira e interesseira
Cquote1.png Bando de virgem revoltado porque não pega mulher. Cquote2.png
Feminista perebenta sobre MGTOW

MGTOW (pronuncia-se mingau ou meguetôu) é uma sigla para Men Going Their Own Way, ou Homens Seguindo o Próprio Caminho. É uma filosofia que dita, como o próprio nome sugere, o caminho masculino pela libertação, seja ela da opressão feminina ou sexual. Entre as práticas realizadas pelos mongolões miguetões, está a ingestão compartilhada de esperma, relacionamentos homoafetivos discretos, trocas voluntárias de grandes cargas de testosterona (principalmente nas academias) e abraços quentes de urso. Os miguetões se comprometem em se desvincular de relacionamentos com pessoas do sexo feminino, estejam eles namorando ou não, para que possam entrar de cabeça (às vezes de costas) no poliamor masculino. O principal objetivo dessa filosofia é alertar os homens incautos (que mantém relações amorosas e sexuais com outra mulher que não sua própria mãe) a saírem dessa fria e abraçarem os instintos masculinos de caça. Enquanto aracnofóbicos têm pavor de aranhas e crianças de padres, os meguetões morrem de medo de mulheres casadas, principalmente solteiras. O casamento está para a filosofia MGTOW assim como a Kryptonita está para o Superman. A frase de ordem dentro do movimento é "ser macho", mesmo que isso envolva se relacionar intimamente com outros machos. Resumindo tudo isso: feminismo para homens.

Homens que seguem a filosofia MGTOW são facilmente reconhecíveis: todos já foram chifrados pelo menos uma vez na vida, e daí vem o ódio pelas mulheres.

O estilo de vida MGTOW[editar]

Basicamente, um megatron, ou miguetão (como é chamado um seguidor do MGTOW) têm aversão a mulheres. São interesseiras, cheias de joguinhos emocionais e problemas mentais (mesmo que o indivíduo em questão não tenha se relacionado nem com dez mulheres ao longo dos seus dezesseis anos), principalmente se são mães solteiras - gentilmente apelidadas como Marisol M$OL, o $ obviamente indicando o interesse primário por dinheiro. Fundamentam suas teorias em comentários de chan e pesquisas sem a menor relevância nos últimos vinte anos. Abdica-se de se relacionar com mulheres para se relacionar com outros homens em boates, alternar as horas de seu dia entre joguinhos e animes de adolescentes babacas, investir em hobbies (principalmente academia, pois os miguetões gostam de acariciar os músculos dos parceiros e ver quem é mais avantajado) e distribuir a "pílula vermelha" (filosofia barata do Matrix) para outros homens.

Na filosofia MGTOW, casamento é o caminho para o fracasso. (o que não está errado)

Maioria dos miguetões tem entre 16 e 25 anos e só namoraram uma vez na vida. Obviamente, tiveram uma experiência ruim e enfrentaram um período de grave depressão por anos, até que alguém abriu seus olhos e disse que ele deveria se entregar aos seus instintos de macho caçador, não se importando em ir atrás de mulheres interesseiras, mas de uma vida supostamente mais saudável. Todos eles são adeptos de um movimento conhecido como "No Fap", onde, se você ficar um certo período de tempo sem se masturbar para hentai (como sempre foi), você atingirá o nirvana e terá conhecimento ilimitado das coisas que sustentam nosso universo.

E alguns são otakus, o que já diz muita coisa.

O MGTOW e as mulheres[editar]

O miguetão sonha em conhecer uma mulher nos moldes conservadores: cristã, educada, de boa índole, que não se vista como uma puta, que aceite ser trocada por animes, fale cinco idiomas, não possua gostos mundanos, tenha acesso a uma arma em casa e, preferencialmente, que faça um cafezinho. Ou seja, a mulher das punhetas dele. Depois de tantas frustrações e tentativas de engolir amargo a própria solidão, os miguetões arranjam waifus para satisfazerem seus desejos sexuais (se não o fizeram com algum parceiro do movimento).

Miguetões defendem que os homens morrem mais cedo que as mulheres por causa da guerra (mesmo que a última mais relevante tenha sido a mais de 80 anos), que tem mais homens filhos de mãe solteira do que mulheres (mesmo que vários homens engravidem suas esposas e fujam depois) e que homens se sujeitam a trabalhos braçais, mais pesados e até mais arriscados do que as mulheres (mesmo que o miguetão em questão trabalhe fritando hambúrguer no McDonald's). Ou seja, é uma versão contrária do feminismo: enquanto esse tenta "empoderar" alguma gorda de sovaco fedido porque fez algo de relevante pra sociedade (minimamente a obrigação de qualquer pessoa), o MGTOW tenta mostrar que as mulheres de fato são mais privilegiadas do que pensam. Os megatrons estão cada vez mais saindo do armário se revelando para o mundo, mostrando sem nenhum pudor toda a tirania e soberba envolta numa vagina.

Acreditam na "força masculina" e no instinto do macho. Por exemplo, para os miguetões, é compreensível que o homem busque o maior número de bocetas no menor tempo possível, pois sua testosterona pulsa, mas a mulher (fêmea) não possui esse instinto, então ela é uma vadia se escolher rebolar em duas rolas numa só noite. É compreensível, pelo nível de testosterona no homem, que ele se zangue com sua mulher e seja o que manda na casa, pois era assim desde o tempo das cavernas (a filosofia MGTOW já existia naquele tempo). É interessante observar o quanto os merendões entendem de relacionamentos com mulheres ao mesmo tempo que decidiram não se envolver com mais nenhuma (tudo baseado em alguma notícia aleatória de falsa acusação de estupro ou um "amigo" que se fodeu no golpe do baú).

Pontos levantados pelos megatrons[editar]

  • Mulheres são privilegiadas por terem vagina: é fácil observar a quantidade de escravocetas que se sujeitam a comprar packs de fotos do e pagar dezenas de reais para que sua streamer favorita mande um "salve";
  • Mulheres são perturbadas que usam de joguinhos emocionais para conseguir o que querem: mesmo que o miguetão não se relacione com mulher alguma, ele sabe muito bem que a maioria das mulheres são loucas que sofrem da síndrome de Borderline e tomam Rivotril como se fosse refrigerante;
Os melocotons estão carecas de saber que casamento é encrenca. Não se relacionar com mulheres conduz à purificação espiritual e mental.
  • Mulheres são interesseiras até os 40, e depois querem sossegar com algum trouxa que as sustenta: mesmo que até ele chegar nessa idade, não se importe com isso e abra mão dessa filosofia de merda, o miguelão deve, de qualquer maneira, evitar falar com mulheres;
  • Mães solteiras também querem pau querem sugar o dinheiro do marido trouxa e corno: é uma verdade, na maioria das vezes, pois o miguetão acha que nenhum homem é capaz de perceber quando é hora de abandonar o barco;
  • Mulheres preferem ir na balada do que assistir Naruto com o namorado: o mingau acha que não merece um chifre bem dado no meio da testa por ver anime de adolescente ranhento em vez de ir a um motel com a parceira;
  • Mulheres rodam em centenas de rolas a vida inteira: os miguetões não conseguem sair dos próprios quartos para falar com mulheres no mundo real e descolar umas bocetas;
  • Mulheres só querem seu dinheiro: o miguetão acredita que nenhuma mulher no mundo trabalha, então, quando você assume um namoro com uma mulher, você se tornará pobre;
  • Mulheres não querem casamento como antigamente: mesmo que o nosso amigo mongolão seja filho de mãe ou pai solteiro e seu tenha chifrado a sua avó umas três vezes, ele acredita que o conceito tradicional foi deturpado e atualmente tudo se resume em sexo (o que não é tão ruim).

A principal mensagem do MGTOW[editar]

"Reconheça seu lugar na natureza como homem. Seja macho, não se envolva com mulheres, busque o aperfeiçoamento pessoal e seja feliz em vez de agradar os outros". Ou seja, auto-ajuda para virgens fracassados. A felicidade dos magalis está nos joguinhos e na troca de suor com os outros parceiros na academia. Claro que, no fundo do fundo do coração, tudo o que desejam é ter uma namoradinha para descansar no colo, e anseiam para que suas waifus se tornem reais em um mundo perfeito e cristão.

Miguetões veneram o masculino, principalmente os homens que prestam serviço militar e puxam ferro. Para eles, tais homens são os machos protetores das mulheres (e gostosos!), e a mulher na sociedade deve apenas se curvar e aceitar a superioridade masculina afirmada em fóruns anônimos. O feminismo, as mulheres e os homens que se relacionam com elas são marionetes de um governo progressista que visa ocultar a imagem original do macho caçador neandertal.

A pílula vermelha[editar]

Conforme visto no filme Matrix (se você não mora numa caverna), Morpheu apresenta ao Neo duas pílulas: a azul, que faz ele acordar pra realidade e continuar vivendo naquela vida medíocre dele, ou a vermelha, que faz ele descobrir que... bem, não importa! Para os manobrowns, a pílula vermelha (Red pill ou vermelhinha) serve pra te fazer deixar de ser um corno maldito que se sujeita às vontades de sua mulher e começar a ver vídeos no YouTube de adolescentes com a voz fanha falando sobre o quanto sofreram na mão da coleguinha da escola e como os verdadeiros homens devem se libertar de tudo isso, voltando a natureza para caçar elefantes e lavar a bunda no rio. O ato de tomar a vermelhinha é essencial para que um megatrolhão entre no clube da testosterona e busque adeptos para sua filosofia masculinista. Os de fora pouco sabem sobre os rituais ocorridos nos encontros dos metralhas, mas é dito que ouvem rap e cultuam pôsteres de atores machões do cinema, como o Sylvester Stallone.

No Fap[editar]

O No Fap (sem punheta, numa tradução literal) é uma prática seguida pelos midtowns (quando não conseguem acasalar com outros machos) que consiste em abdicar de toda a pornografia e ficar o maior tempo possível sem se masturbar. Segundo eles, é uma técnica milenar, praticada por grandes filósofos e gênios como o próprio Aristóteles. É dito que Roma foi erguida do zero por homens que praticaram o no fap por três meses.

Primeiro Mês[editar]

No primeiro mês de no fap, você percebe o quão imbecil foi a sua ideia de entrar pra esse clubinho dos melocotons. Começa a ficar mais depressivo do que já era por não conseguir comer ninguém e o saco chega a doer de tanta vontade de bater umazinha. Até tenta acompanhar um anime novo ou procurar prazer em coisas fúteis (tipo jogar Magic com outros nerds pela internet ou League of Legends), mas aquela puxadinha na pele do pau instiga... Aí você entra em algum site pornô (que não será citado aqui por motivos óbvios PornHub) e percebe que adquiriu uns fetiches uns tanto... "estranhos". Mas nada de punheta! Apenas uma olhadinha não vai matar... certo?

Segundo Mês[editar]

Você ainda sabe que é um merda, mas começa a aceitar. A vontade de bater uma vai diminuindo, mas o pau ainda sobe para alguma menininha "vestida como vadia" na rua. Não, não! Que porra é essa? Pare com isso. Você não precisa disso. Não ceda aos seus desejos, jure castidade como os padres dos séculos passados. Não que você vá comer alguém, mas só pra garantir...

Terceiro Mês[editar]

Você sente uma queimação estranha no estômago. Não, não é gastrite, é o seu homem interior clamando por liberdade. Seu saco já está do tamanho de uma laranja, mas você se acostumou com a dor e o inchaço e não liga das pessoas na rua pensarem que você carrega uma bola de sinuca no meio das pernas. Você ainda tem aqueles fetiches estranhos, mas agora é inútil. Começa a se aprofundar em assuntos sérios, como filosofia, matemática e astronomia (e você ainda não se tocou que dava pra fazer isso sem deixar de se masturbar às vezes).

Quarto Mês[editar]

Você se sente mais próximo da perfeição, um homem completo e liberto! Seria ainda mais poderoso se não fosse pela... sua mãe te mandando arrumar o quarto. Mas, fora isso, você vai na internet relatar seus resultados de no fap. Como você superou o desejo de ter uma namoradinha desde quando tinha 15 anos (e você tem 30), como seu papagaio de estimação ter morrido não significou nada e como a ávida leitura da Bíblia pode te transformar num ser transcendente, que nada tem a fazer no meio mundano.

Quinto Mês[editar]

Você se sente poderoso e confiante o suficiente para pegar mulher. Mesmo que não seja da filosofia megatroll encostar um dedo sequer num ser do sexo feminino, você acha que consegue. É o bonzão, o chefão! Conseguiu pegar aquele corpão na academia, devorou literatura clássica e sabe falar três idiomas. Porém, por ficar tanto tempo sem falar com mulheres que não a própria mãe, que toma fora da primeira mulher que fala. Você fica triste, e como vidro, tudo o que você acreditava se quebra. Volta para casa e bate uma punheta.

Benefícios[editar]

Se você conseguiu passar por cinco meses sem se masturbar, pode aproveitar de vários benefícios para a saúde física e mental, entre eles:

  • Aprender um novo idioma
  • Ler quinhentas páginas por dia
  • Criar novos planetas com o estalar de dedos
  • Discutir com mulheres na internet
  • Crescer os músculos e fazer outros homens se ajoelharem perante você, mas não por respeito
  • Não reclamar de ir na missa com a avó aos domingos e até achar isso legal
  • Sair do empreguinho medíocre no McDonald's
  • Começar uma faculdade
  • Alterar o espaço-tempo
  • Espirrar de olhos abertos
  • Maratonar animes
  • Mijar sem segurar no próprio pinto
  • Ressuscitar os mortos
  • Conseguir lugares vazios no ônibus
  • Ser invejado por virgens fracassados
  • Produtividade para fazer coisas inúteis
  • Praticar mais esportes
  • Corrigir a alimentação
  • Cagar sem fazer força
  • Não ligar para o fato de que você nunca precisou ser um miguetão e adepto do no fap para fazer algumas coisas dessa lista

Ver também[editar]

v d e h
Isso é Coisa de Macho!
Ou não.
Polifodao.gif

AgroboysAmigaysBad BoysBasic BrosBonitinhosBonzinhosBonzõesCachaceirosCafajestesCafetõesCafuçúsCarecasCaucasianosChatosComputeirosCornosCowboysDoidosEscravocetasFanboysFeiosHomem feio, forte e formalFilhos da putaFlanelinhasFodõesGarotos de 9 anosGalãsGamers punheteirosGaysGays casadosGigolôsGordosGuris retardadosÍndiosIntrovertidosHomensHomens FeministasHomens que se desculpam por serem homensHomões da porraMachos alphasMachos betasMachos até debaixo de outros machosMachos italianosMachos latinosMachos virgensMagrosMaridosMitrasMGTOWsNamoradosNegõesNerds que não pegam ninguém na baladaNu malesOs ManosOtakusPadresPagodeirosPaisPangarésPés de lãPitBoysPirangueirosPlayboysPlayssonsPseudozoeirosProstitutosPunheteirosPutos (gíria dos gajos)RicardõesTaradosTravestisTravestis machosTorcedoresVagabundosVadiosValentõesVirgens que não sabem chegar nas minas na balada