Mãe que deu dez quilos de maconha pro filho de dezesseis anos vender

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Vina.jpg EstE artigo não tem sotaquE, gentE!

EstE aRtigo é paranaensE, logo, sE você não tiveR intimidadE, cultura, foR um meRda ou moraR em outro lugaR do Brasil quE não seja o Paranã, não sE aproximE, pois elE não fala com gentE da sua laia! Se você avacalhaR, Requião vai ao palanquE com o Diabo e fará um pacto com o Moderador Malvado para tE baniR!

Esther-orphan.jpg Este artigo trata de uma mulher malvada.

É assim: o mocinho se apaixona por ela e ela se aproveita para acabar
com a vida dele, entendeu?


Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Capivara


Cquote1.png Essa é das minhas! Cquote2.png
Marcelo D2 sobre a mãe

A mãe que deu dez quilos de maconha pro filho de dezesseis anos vender é, pra ser direto, uma vadia. Isso pra mim é uma vadia. Vê se não tem que matar uma desgraça dessa?

História[editar]

Reação de um cidadão de bem à notícia da descoberta dessa vagabunda.

A mãe, de nome desconhecido, era uma senhora pobre que se via desesperada para sair da pobreza e sustentar o filho de dezesseis anos. No ano de 1995, essa nobre senhora se viu no auge do desespero. Foi então que ela comprou dez quilos de maconha, escondeu a dita cuja no tanque da casa, e se aproximou do filho com as seguintes palavras:

Cquote1.png Filhinhô, a mamãe te ama. Pega essa maconha e vai vender pra gente ganhar dinheiro, vai... Cquote2.png

Lógico que o filho obedeceu, e foi pra rua vender maconha. Porém, como nem isso ele sabia fazer direito e não teve aula com o traficante que vende cocaína na porta de uma delegacia de polícia, ele foi logo preso, com a vagabunda da mãe dele sendo presa logo em seguida.

O caso gerou indignação pública instantânea como era de se esperar, mas gerou mais indignação ainda no apresentador Luiz Carlos Alborghetti, que tomado pela fúria se viu questionando o estado de suas faculdades mentais em pleno ar, desencadeando um espancamento de mesas nunca antes visto na TV. Se bem que eu concordo, afinal como que pode uma mãe, sua vagabunda, VA-GA-BUN-DA fazer uma coisa dessa?

Vender maconha, sua vagabunda, capivara? Isso pra mim é uma vadia, a senhora é uma vadia. Eu pergunto, quando eu falo eu sou louco? Eu tô louco? NÃO, EU NÃO TÔ LOUCO!

Consequências de mandar o filho vender maconha[editar]

Imagem mais recente dessa mãe. Como você pode ver, ela não gosta muito de ser fotografada

Como já foi mostrado com exclusividade pelo Alborghetti, essa mãe foi presa, pois uma senhora que faz isso tem que pagar caro. Graças a Deus essa assassina foi presa, assim eu quero ver ela matar os filhos do Paranã, essa vagabunda que quase transformou seu filho num marginal, num bandido.

Contam as más línguas que, depois de entrar na história por fazer um apresentador de televisão questionar sua própria loucura no ar, essa capivara foi domesticada e nunca mais se ouviu falar dela e nem de nenhum outro caso de mães incentivando seus filhos a vender maconha no Paraná. Pois afinal de contas, vender maconha, sua vagabunda capivara?

Veja também e fique louco[editar]

Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!