Lee Harvey Oswald

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Foto de Lee Harvey Oswald tirada já dentro do caixão, já que a polícia nem teve tempo de fichá-lo.

Lee Harvey Oswald foi o atirador doidão que levou a culpa pelo assassinato do ex-presidente americano John F. Kennedy, encobrindo a grande conspiração que envolvia a CIA, a KGB, a Máfia, a Illuminati, a Rede Globo, a Igreja Católica e o Guaraná Dolly, além de vários outros acionistas minoritários. Foi morto a caminho da cadeia por uma multidão furiosa composta por um homem só, levando para o túmulo a chance de dizer quem realmente foi responsável pelo crime.

História[editar]

Lee Harvey Oswald aos 10 anos.

Nascido como Taco Harvey Oswald em 1939, mudou cedo seu prmeiro nome para Lee, que é uma marca de jeans muito mais istáile. No entanto, isso não melhorou seu desempenho com as mulheres do sexo feminino oposto, pois ele sempre foi, desde o nascimento, irremediavelmente nerd -- e como naquela época as mulheres não podiam ir à escola, Oswald (que não era o de Souza) jamais pôde encontrar uma nerd gostosa em sua vida).

Entretanto, isso não impediu que Oswald tivesse uma infância relativamente normal, brincando nos pântanos de Nova Orleans, sua cidade natal. Conforme psicografou em sua autobiografia póstuma Alguém Matei, Não Sei Quem Fui, foi nesta época que seu então melhor amigo, o Monstro do Pântano, introduziu-o (ui) ao comunismo, do qual virou partidário ferrenho. Os ensinamentos de Karl Marx foram tão importantes para o garoto que chegaram a atrapalhá-lo na escola.

Cquote1.png Não sei mais o que fazer com esse garoto. Todo dia ele se tranca aí no banheiro e fica lendo esses livros enormes. Vai acabar ficando mongol! Cquote2.png
Mãe de Lee Harvey Oswald, desejando que ele estivesse apenas batendo punheta

Mais tarde, como todo retardado que se preze, Oswald entrou para a Marinha, onde tentou virar fuzileiro. Entretanto, como não havia fuzis disponíveis, ele teve que se contentar em ser um estilingueiro -- serviço que desempenhava com extrema desenvoltura.

Quando a merda deu[editar]

Curtindo umas férias nos EUA entre as guerras da Coreia e do Vietnã, Oswald começou a ficar cada vez mais paranoico com suas ideias comunistas e resolveu que era hora de fazer a revolução, nem que fosse na base da porrada. Assim, entrou num clube de tiro e começou a praticar em alvos cada vez mais distantes até que, em março de 1963, resolveu que estava preparado o suficiente para acertar, sem fazer muita mira, o olho de uma mosca que estivesse na lua.

Pouco tempo depois, como o presidente John F. Kennedy estava com uma visita agendada à sua cidade, Oswald sentiu nascer a oportunidade de levar a cabo sua missão. Alugou um carro para a fuga, comprou munições, alugou um quitinete loft com vista para a avenida por onde o carro presidencial passaria e, no momento certo, disparou. A bala, conforme confirmou a perícia, atingiu o ouvido direito do presidente e saiu por baixo do queixo, quando então, descrevendo um arco, voltou para o alto da cabeça, saiu uma vez mais pela nuca e fez uma curva à esquerda (já que ela tinha preferência de passagem), acertando o fígado do presidente, onde se alojou definitivamente. No entanto, necrofilias necropsias posteriores comprovaram que não foi o projétil que matou John F. Kennedy, mas uma salada de maionese estragada que ele havia comido no dia anterior. Infelizmente, isso só foi descoberto tarde demais.

Ruby, verde de ódio, pouco antes de matar Lee Harvey Oswald.

Logo depois dos tiros, Oswald tentou fugir, mas não conseguiu porque a roupa camuflada que usava e as pesadas armas que carregava chamavam muito a atenção. Assim, foi capturado pelo FBI e levado para a cadeia, mas quando era encaminhado para sua cela foi assassinado à queima-roupa por Jack Ruby, dono do puteiro local.

Cquote1.png VAGABUNDO! EU FICO DESGRAÇADO DA MINHA CABEÇA COM UNS FILHOS DA PUTA DESSES! VÁ À MERDA, PORRA! VAI SENTAR NO COLO DO CAPETA! Cquote2.png
Alborghetti O atirador, enquanto atirava

Poucos meses depois, Jack Ruby foi condecorado com a Ordem de Mérito do Patriota Econômico, por ter feito por conta própria o que o governo acabaria fazendo mesmo.

Cochiladas da CIA[editar]

Assim como aconteceu em 11 de setembro de 2001, quando... quando... (o que houve mesmo? ah, deixa pra lá.) ocorreu algum ataque terrorista importante em alguma cidade americana, a CIA tinha evidências suficientes para acreditar que Lee Harvey Oswald mataria o presidente naquele dia, pois:

  • Oswald punha fotos com o rosto de John F. Kennedy nos alvos que usava no estande de tiro;
  • Ao comprar as munições, disse que precisava de balas "capazes de matar o presidente a vários metros de distância";
  • Quando alugou o carro que usaria na fuga, escreveu na data de devolução: "Depois de matar o presidente";
  • Oswald alegou ao proprietário que alugaria o loft somente por um fim de semana porque era o tempo necessário para matar o presidente;
  • Ele costumava assinar cheques como "L. H. Oswald, assassino do presidente".

Mas foi ele mesmo?[editar]

Bom, considerando que o início do artigo diz que não e o resto todo diz que sim, a única coisa que temos como certa é que esse negócio de conspiração é mais complicado do que a gente imagina a princípio. Na dúvida, culpe o Lula.


v d e h
Criminosos, degoladores e cometedores de assaçíneos em geral
707 dilma 01.jpg
Adélio Bispo de Oliveira - Aileen Wuornos - Al Capone - Albert DeSalvo - Albert Fish - Alexander Pitchuchkin - Alexandre Nardoni - Alimzhan Tokhtakhounov - Anders Behring Breivik - Andrei Chikatilo - António Luís Costa - Assassino da Lista do Horóscopo Chinês - Bandido da Luz Vermelha - Bebê paquistanês de 9 meses acusado de tentativa de homicídio - Brenda Ann Spencer - Bruno Goleiro - Carlos, o Chacal - Charles Manson - Chico Picadinho - Cho Seung-Hui - Christopher Paul Neil - Cleveland Torso Murderer - Cortabunda - Daniel Barbosa - Dawood Ibrahim - Dennis Rader - Diogo Alves - Dylan Klebold - Dylann Roof - Ed Gein - El Chapo - Elias Maluco - Emílio Eduardo da Rocha Devesa - Eric Harris - Estripador de Lisboa - Félicien Kabuga - Fernandinho Beira-Mar - Gary Ridgway - Guilherme de Pádua - Guilherme Taucci Monteiro e Luiz Henrique de Castro - Harold Shipman - Henry Lee Lucas - Hildebrando Pascoal - Homem Lagosta Assassino - Irmãos Cravinhos - Ivan Marko Milat - Jack, o Estripador - Jack Kevorkian - Jeffrey Dahmer - Jesse James - Jim Jones - John Dillinger - John Wayne Gacy - John Wilkes Booth - Joseph Kony - Juana Barraza - Kenneth Bianchi - Lampião - Lee Harvey Oswald - Lindomar Castilho - Luis Garavito - Maníaco da Calcinha - Maníacos de Dnepropetrovsk - Maníaco de Guarulhos - Maníaco do Parque - Marcola - Mark Chapman - Mateus da Costa Meira - Matteo Messina Denaro - O. J. Simpson - Omid Tahvili - Osama bin Laden - Pablo Escobar - Pedrinho Matador - Pedro Alonso López - Ramón Mercader - Richard Ramírez - Richard Speck - Sandro Barbosa do Nascimento - Suzane von Richthofen - Ted Bundy - Tiago Henrique Gomes da Rocha - Unabomber - Wallace Souza - Wellington Menezes de Oliveira - Yang Xinhai - Zodíaco