Lafitte

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
AWWW QUE CUTI-CUTI :3
Lafitte tem problemas emocionais!

Este é um típico artigo Yaoi, que menciona coisas gays que só gays yaoístas curtem. Se você é cabra omi e odeia Yaoi, NÃO LEIA este artigo, pois ele pode levá-lo para o lado rosa da força, mas se carapuça serve, sente, digo, sinta-se à vontade.

Piratagostosa.jpg Este artigo é coisa de piratas! HARH!!

Se você vandalizar, Lafitte vai mandar você
andar na prancha!


Lafitte, Rafitte, Rafitto, etc, etc, etc.

Lafitte1.png

Bando Mendigos do Barba Negra, e unidade do políca de algum lugar do West Blue
Pirata / Marinheiro
Idade Não se sabe, e provavelmente nunca se saberá.
Codinomes "Carinha de cara branca".
Cargo Navegador, ou seja, o cara quem manda.
Técnicas Não se sabe, mas especula-se que tenha algo a ver com dança emquanto gira a bengala (ui!).
Perfil
Família Não se sabe... Lafitte sempre esteve sozinho no mundo... nunca teve ninguém!
Sonho Ninguém sabe, mas especula-se que seja atuar na Broadway
Frase Favorita "Eu não posso fazer isso"


Lafitte é um personagem de One Piece, e o navegador dos Piratas do Barba Negra, além de provavelmente ser o membro mais homossexual da tripulação. Lafitte já trabalhou também como policial, e provavelmente sapateador, e, o contrário do resto da tripulação, nunca foi mendigo. A primeira vez que ele foi visto, foi para entregar umas pedrinhas um dinheirinho para a marinha aceitar Marshall D. Teach como Shichibukai.

Aparência[editar]

Lafitte em uma forma que com certeza ficaria melhor...

Como toda a tripulação do Barba Negra, Lafitte é extraordinariamente alto, e ainda mais extraordinariamente feio. Porém Lafitte ultrapassa seus colegas em todos esses quesitos. Para piorar a situação, ele é pálido, magro, e parece mais doente do que Doc Q, e seu cavalo Stronger, além de parecer tão feminino quanto você uma mulher (não se engane, me refiro a uma mulher extraordinariamente feia). Essa feiura horrenda é resultado de anos de uso de drogas, cirurgias de esclarecimento de pele e uma doença contraída no lixão, além de ser decorrente de diversas cacetadas (ui!) no rosto. Lafitte usa uma camisa branca de mangas compridas, aberta na altura do tórax, porque ele queria ter um visual sexy, completo com decote (coitado, pensa que tem seios...). Seu conjunto fica completamente gay completo com suas lindas calças com suspensórios finos, cartola alta e bengala vermelha, proporcionando um visual ótimo para uma noite de terror strip tease.
A expressão facial de Lafitte é bem aterrorizante, principalmente por causa de seus olhos grandes, redondos e bem abertos, boca vermelho escuro (sim, batom pode te deixar bem feio, principalmente se tiver nascido homem), pele absurdamente branca, brincos de ouro e olhar fixo. Encarar Lafitte por muito tempo (mais de 15 segundos já basta) pode render crises de pânico e insônia grave, além de vários pesadelos e o pensamento fixo, na ideia de que a noite, Lafitte vai aparecer na sua cama para fazer algo desagradável com você.

Personalidade[editar]

Não olhe em seus olhos, aconteça o que acontecer, não olhe nos olhos!

Antigamente, quando trabalhava como um policial, Lafitte era cruel, violento e sedento de sémen sangue. Rumores dizem que ele também era sadomasoquista, e a favor do estrupo. Ele foi preso, espancado, linchado e exilado devido a sua conduta diabólica, com vários assassinatos, roubos, recebimento de propina, e principalmente estrupos. Em contraste com seu passado, Lafitte hoje, como um pirata, é uma pessoa calma e tranquila, quando podia estar matando, roubando e estrupando livremente. Isso leva a acreditar que ele odeia regras, e vai fazer exatamente o contrário de que mandam, e vai agir de forma adequada ao exato oposto da situação (rumores dizem que ele nunca fica exitado na hora do sexo). Pode-se presumir que é por causa desse hábito que Lafitte é bicha, viado, baitola, são paulino homossexual.
Lafitte parece também não gostar de lutar, como visto na luta de Teach contra Ace. Quando toda a tripulação fez pelo menos alguma coisa inútil na batalha (exceto Doc Q e Stronger, porque o médico ordenou que eles não se esforçasssem), Lafitte resolveu ficar a uma distância segura e fazer algo útil. Como todo o resto da tripulação, Lafitte acredita no destino, na sorte e no azar, mas sabe que nem o protagonista de um anime poderia ganhar na tele-sena. Fofocas Especulações dizem que Lafitte tem um caso com seu colega Van Auger. Não se sabe se ele é correspondido ou não, mas dizem que o motivo da afeição é a arma gigantesca de Auger.

Habilidades[editar]

Lafitte carregando seus "amigos" para fora de Impel Down com suas asinhas.

Habilidades de navegação[editar]

Como navegador da equipe, Lafitte deve ter habilidades de navegação (O RLY?). No entanto elas nunca foram mostradas, porque nunca ninguém deu chance dele mostrar, mas deve-se presumir que são boas, pois ele crusou praticamente o mundo inteiro para chegar em Marejois, e depois voltou de forma milagrosamente rápida, quando Luffy demorou quase um ano para no mesmo lugar, e depois de ter sido arremesado pelo homem patinha, teve que esperar mais dois anos para voltar. Curiosamente, Lafitte não está segurande uma bússola mutante essencial para navegar na Grand Line, o que nos leva à duas possibilidades: ou Lafitte conheçe toda aquela droga de cor, ou ele deixa a tripulação derivando por aí até achar algum lugar. Pela sua incompetência a opção mais provável é a segunda primeira.

Armas[editar]

Lafitte mostrando o quanto pode ser gay kawaii!

Lafitte está sempre carregando uma bengala, para acompanhar seu sapateado e ainda dar um charme especial. É desconhecido se essa bengala é usada para o sexo combate, ou se dentro da bengala há uma espada (ui! Brinquedinho duplo!). Durante o assassinato de Barba Branca, Lafitte estava empunhando uma pistola, notavelmente maior do que a de seus companheiros (ui!). Ele também usou essa pistola para afastar os soldados da marinha de seu capitão, enquanto ele fazia uma complexa operação no cadáver.

Outras inutilidades habilidades[editar]

A mais notória habilidade de Lafitte é o fato de ele conseguir ser silencioso enquanto usa sapatos de sapateados (que tecnicamente te obrigam a sapatear). Boatos Especulações dizem que ele se esconde quase tão bem quanto o Pandaman, e é muito mais subliminar, podendo provocar ataques de pânico, pesadelos e insônia, mesmo se não for observado diretamente. Ele conseguiu se infiltrar na reunião de Marejois, onde somente os mais fodásticos marinheiros e Shichibukais estavam, sem ser percebido nem pelas câmeras de segurança. Ele também consegue transformar seus braços em asas, e assim ficar parecendo um horrível belo anjinho. Se esse poder deriva de uma Akuma no Mi, ou é resultado de uma maldição feita pelo demônio, é atualmente desconhecido. Lafitte também pode hipnotizar pessoas com seu olhar fixo, deixando o pobre alvo do hipnotismo com um medo tremendamente grande, deixando sua mente pronta para ser manipulada. Depois que o efeito acaba, o alvo do hipnotismo experimenta vontade de se suicidar, ataques de pânico, depressão profunda e vômitos.

História[editar]

Lafitte durante seus tempos no exílio.

Passado[editar]

Lafitte em um momento filosófico.

Lafitte nasceu nos Estados Unidos, e é filho de um cara realmente muito rico, com uma puta de luxo mulher que também era muito rica, que tinham dinheiro até mesmo para por seu filho no serviço secreto de espionagem (foi lá que Lafitte aprendeu a não ser detectado, e a hipnotizar pessoas). Os dois trabalhavam em musicais, e por isso resolveram apresentar Lafitte a essa demonstração de homossexualidade cultura e arte. O guri ficou fascinado com aquilo, e fez de seu sonho atuar na Broadway. Lafitte passou a fazer aulas de dança (mas sem abrir mão das aulas de espionagem), e principalmente de sapateado, porque aquilo também o fascinava. Quando terminou suas aulas, depois de muito sangue, suor, lágrimas e purpurina, Lafitte foi fazer uma apresentação, mas acabou caindo em um buraco dimensional altamente complexo ainda não entendido pela física, e caiu no mundo de One Piece.
Lafitte então saiu para explorar aquele fascinante lugar. Como já era bastante crescido, e sabia muitas técnicas de defesa pessoal usando um bastão e de não ser percebido por nada nem ninguém, Lafitte se candidatou a um emprego como policial, e conseguiu depois de pagar um dinheirinho para o chefe, e matar os outros concorrentes. Assim, ele já tinha algo de útil para fazer, e poderia viver feliz pelo resto de suas 24 horas sua vida. Mas os pesadelos por ter matado sua esposa e filha não ter conseguido realizar seu sonho o atordoava. Esses pesadelos levaram Lafitte a se afundar nas drogas, e o transformou em uma pessoa cruel e violenta, que cometeu vários crimes enquanto era policial. Essa violência excessiva fez com que todo o West Blue exilasse ele. Assim, Lafitte teve que viver em um lixão, por algum tempo (foi lá que ele contraiu a doença terrível que o deixou pálido, sem cor e com cara de idiota, além de provavelmente ter comido uma Akuma no Mi), até ser resgatado por Marshall D. Teach, que convidou Lafitte para sua tripulação. Ele aceitou porque não tinha nada para fazer na vida, e podia mostrar seus showns para o mundo. Em algum momento sem importância da história, Lafitte e o resto da tripulação atacaram o Reino de Drum.

v d e h