Karma

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Para ver outros karmas que você carrega, consulte Karma (desambiguação)


Buddha lantau.jpg Karma foi abençoado por Bunda Buda

Este artigo pratica a Paramita, cultiva a mente igual cultiva arroz e está querendo chegar ao Nirvana, por isso, medita todos os dias. Se vandalizar este artigo, sua alma irá viver para sempre no ciclo de Samsara!

É bom lembrar que este conceito não é válido para todo mundo; o Seu Madruga, por exemplo, tinha um carma ótimo, apesar disso sempre levava tapas da mãe do Quico

Karma ou Carma é um conceito nem um pouco importante nas religiões orientais como o Hinduísmo, o Budismo e o Bundismo, mas que paradoxalmente todos os monges budistas hippies que plantam maconha para subsistência sabem.

Basicamente, o conceito é resumido da seguinte forma: Seja bonzinho com a tua mãe, que ela lhe dará coisas. Ou seja, o conceito é só uma forma "orientalista" de se explicar a terceira lei de Newton. Segundo esse conceito, se a gente fizer bondade, seremos retribuídos com bondade; Agora se fizermos merda, vamos ser retribuídos com merda, não literalmente, é claro.

Budismo[editar]

O conceito de carma no budismo está bastante referenciado na época de Natal, em que as crianças bonzinhas, ou seja, as que tiveram carma bom, serão retribuídas com presentes iluminados que as ajudarão a sair da Samsara, ou não. Porém, vale lembrar que este conceito não se aplica às crianças africanas.

De qualquer forma, segundo o budismo, apenas tendo um carma bom é que a gente pára de ir pro inferno, queimar a rosca com o Diabo, pra depois reencarnar, ir pro inferno denovo, e assim substantivamente, pelo menos até a gente atingir o São Sara.

Hinduísmo[editar]

É a mesma coisa que no Budismo, mas fiz uma seção separada pra hinduísta não ficar de mimimi por estar junto de budista, e também porque botar 2 grupos de indianos no mesmo lugar é pedir pra pegar um monte de doença.

Bundismo[editar]

Aqui é onde o conceito se torna interessante, no bundismo o conceito de karma se simplifica em, se a mulher aliar uma rigorosa dieta proteíca a um bom treino diário de glúteos na academia, após alguns anos ela ficará, invariavelmente, com uma bundinha empinadinha e deliciosa, a qual poderá ascender e tornar-se objeto de adoração. Todo o esforço gerou um karma positivo, o qual será colhido sem sombra de dúvidas. Porém, se a dieta foi ruim e o treino pior ainda, o que gerou um karma negativo de negligência, a bunda, com toda a certeza, ficará flácida e caída, respondendo às ações feitas.