Jordânia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
المملكة الأردنّيّة الهاشميّة
Al Mamlakah al Urduniyah al Hashimiyah
Rodovia de Terra da Jordânia
Bandeira da Jordânia
Brasão de Armas da Jordânia
Bandeira Brasão
Lema: Tente ser mais árabe
Hino nacional: As-salam al-malaki al-urdoni

Localização de Rodovia de Terra da Jordânia

Capital Amã
Cidade mais populosa Bagdá
Religião oficial islamismo
Governo Ditadura Opressora Religiosa
 - Chefe da Matilha Abdullah II
Heróis Nacionais Alladin
Área  
 - Total 400 quarteirões km² 
 - Água (%) Beirando zero
Analfabetismo o que está escrito aí? 
População 6,5 bilhões aproximadamente 
PIB per Capita Depende da eficiencia do assalto 
IDH
Moeda Dinares
Fuso horário Não definida
Clima Desértico, recheado de islâmicos e convertidos cristãos
Website governamental ??


Cquote1.png É uma cilada Bino! Cquote2.png
Pedro sobre desfiladeiros jordanianos

Jordânia é um deserto do Oriente Médio que foi esquecido pela Arábia Saudita.

História[editar]

Antiguidade[editar]

A história da Jordânia é marcada por inúmeras emboscadas, já que a região sempre foi habitada por bandidos dispostos a saquear a pouca coisa boa que vinha das Índias nas mãos do europeus. O nome dos povos da região eram bem divertidos como os kriptonitas, os jámorreus, os boas-pintas e os eremitas.

Nabateus[editar]

No século VII predominavam os nabateus, uma raça de mendigos nômades que tentavam levar uma vida como se fossem ciganos mas com a dança do ventre.

A Jordânia durante a sua história sempre foi apenas uma estrada e um país que todos apenas passavam por ali, mas nunca nasciam ali. Aos poucos, além de bandidos, foram se instalando também na região pessoas que cansaram de caminhar pelo mundo, tornando o país uma região de ex-nômades-atuais-sedentários aposentados esperando a morte.

Império Bizantino[editar]

A Jordânia no ano de 64 se torna uma das províncias mais inúteis do inútil Império Bizantino. Na falta de história a contar, são 600 anos de tédio.

Domínio islã[editar]

O islamismo chega na Jordânia em 683, e agora os jordanianos tinham um passatempo para fazer: "falar mal dos infiéis".

Transjordânia[editar]

Toda a paisagem sem graça da Jordânia.

No mundo contemporâneo, com fronteiras e hegemonia, a Jordânia é coadjuvante nas guerras que os países do Oriente Médio travam por água ou armas de destruição em massa.

Em 1947 com a criação de Israel a Transjordânia vê surgir um país do nada em seu quintal roubando o Rio Jordão que como diz o nome deveria ser da Jordânia. Em 1948 a Transjordânia invade Israel mas falha miseravelmente pois o Povo da Areia não é páreo para os israelitas.

Após a derrota na guerra, a Transjordânia faz uma cirurgia de troca de sexo e vira só "Jordânia".

Questão Palestina[editar]

Em 1970 imigrantes palestinos fogem para a Jordânia. O Rei da Jordânia que estava sendo mentalmente controlado por praticantes israelitas de krav maga, e assim o rei jordaniano ordena o extermínio de todos palestinos do país, no episódio que ficou conhecido como Setembro Negro.

Fatos recentes[editar]

Recentemente tem havido um fenômeno chamado de Sonho Jordaniano em alusão ao Sonho Americano onde inúmeros refugiados árabes migram para o país por escolherem morrer de sede e não com uma bala na cabeça. Como nunca foi construído coisas no país, não há o que destruir. Mesmo hoje em dia a Jordânia não passa de uma estrada que liga países que se odeiam.

A versão moderna dos assaltantes românticos da antiga época da Jordânia, aparece hoje em dia com terroristas saqueando caravanas americanas que se aventuram nas regiões do local.

Geografia[editar]

Rio Jordão+deserto.

A Jordânia é uma região propensa a marginalidade ao estilo árabe (assalto de carroças), pois é formado por extensos desfiladeiros e esquinas fazendo do local ótimo para emboscadas.

Subdivisões[editar]


Economia[editar]

Jordânia, apesar de ser mais um país árabe abarrotado de petróleo, tem toda sua reserva nacional concentrada nas mãos de três sheiks gordos trilhonários.

A população em geral se sustenta do que chamam de Investimento Externo Forçado (Roubo a Viajantes Desavisados).

População[editar]

Habitantes locais armando uma emboscada rotineira.

Ninguém nunca viu um jordaniano a não ser quando foram caricaturamente retratados nos filmes de Star Wars como o Povo da Areia.

Política[editar]

Terra sem-lei, é governada moralmente pelas Tropas de Paz e Libertação da Al-Qaeda. Em outras palavras, quem tiver dinheiro (depois de muito roubo) se dá bem.

Flag-map Jordânia.png
Jordânia
HistóriaPolíticaSubdivisões
GeografiaEconomia
CulturaTurismo
Jackiechan.jpg
Ásia
v d e h

Países: Afeganistão | Arábia Saudita | Armênia | Azerbaijão | Bahrein | Bangladesh | Brunei | Butão | Camboja | Cazaquistão | China | Chipre | Coreia do Norte | Coreia do Sul | Egito | Emirados Árabes | Filipinas | Geórgia | Iêmen | Índia | Indonésia | Irã | Iraque | Israel | Japão | Jordânia | Kuwait | Laos | Líbano | Malásia | Maldivas | Mongólia | Myanmar | Nepal | Omã | Paquistão | Qatar | Quirguistão | Rússia | Singapura | Síria | Sri Lanka | Tadjiquistão | Tailândia | Timor-Leste | Turcomenistão | Turquia | Uzbequistão | Vietnã

Territórios: Abecásia | Caracalpaquistão | Caxemira | Chipre do Norte | Coreia | Curdistão | Estado Islâmico | Goa | Hong Kong | Ilhas Spratly | Macau | Manchúria | Ossétia do Sul | Palestina (Cisjordânia e Faixa de Gaza) | República de Artsakh | Taiwan | Território Britânico do Oceano Índico | Tibete