Jack Kirby

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Donamorte1.jpg

Jack Kirby já morreu!

Foi enfrentar madeireiras na Amazônia...

Clique aqui pra ver quem te espera no inferno

Ptbosta.gif Este artigo tá uma bostinha.
Ele está pequeno, chato e sem graça. Será que teria alguma alma caridosa capaz de fazer uma boa ação, tipo a de editar e colocar coisas engraçadas, de forma que ele fique mais engraçado e menos idiota? Só tome cuidado porque o Moderador Malvado está de olho em VOCÊ!
Mauriciodesousa.jpg Ai, minha mão, porra!

Este artigo é sobre algum desenhista, rabisqueiro ou uma pessoa que não conseguiu emprego de pintor. Ele passa a madrugada desenhando, tem calos no lugar das digitais e é viciado em filmes de violência. Se vandalizar, Ziraldo passará a borracha em você!

Matisyahu20.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia samaritanos, foi escolhido por Javé e não come lagosta porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Cquote1.svg Você quis dizer: Quem? Cquote1.svg
Google sobre Jack Kirby
Cquote1.svg Você quis dizer: criador de herois bombadões entupetados de musculos(ui) Cquote1.svg
Google sobre Jack Kirby
Cquote1.svg Esse é meu garoto.. Cquote2.svg
Stan Lee sobre Jack Kirby
Cquote1.svg Muito influente no mundo dos quadrinistas, muito conhecido pelos nerds fãs de história em quadrinhos e outros que gostam desse assunto Cquote2.svg
artigo sobre Jack Kirby
Cquote1.svg Ele é de onde mesmo?, acho que é do Acre Cquote2.svg
Qualquer um sobre Jack Kirby
Cquote1.svg Eu amo esses heróis fortões e musculosos Cquote2.svg
Jack Kirby]]


Jack Kirby é um escritor e editor gay da Marvel Comics que foi o responsável pela criação da maioria dos heróis gays bombadões da história dos quadrinhos.

O Legado de Jack Kirby[editar]

Jack Kirby é conhecido popularmente entre os criadores e fãs de histórias em quadrinhos como o cara que cagou no pau e sentou em cima da merda uma das piores influencias para artistas desse gênero, pois ele que introduziu esses super heróis gays que nós vemos. Pra começar nenhum desses super heróis faz sexo, só querem saber de correr atrás de outro homem, ou seja, eles passam o episódio inteiro perseguindo algum outro homem.

é uma verdadeira aula de arte olhar para esses desenhos espetaculares de Jack Kirby. O nome dessa tela é cara de pinto e ele fez para homenegear esse membro que ele tamto ama

Sua produção entrou para a história enquanto estimativas apontam que ele escreveu mais de 8000 tirinhas de jornais, a grande maioria falando sobre algum personagem do universo dos deseinhos infantis estilo bob esponja, digimon, ou outro do tipo.

História[editar]

Jack Kirby nasceu em Campinas na Califórnia, mais precisamente em San Francisco e sempre desde criança teve fixação por homens bombados e fortões tirinhas de jornais. Ele tinha uma enorme coleção de G Magazine jornais organizando em sua estante conmo se fossem um imenso troféu. Sua paixão por <s. revistas gays tirinhas de jornais era tamanha que ele constumava guardar algumas delas dentro do seu próprio banheiro, para quando ele fosse cagar, ele poder ficar vendo as imagem dos bombadões das propagandas de cueca. E é assim que ele decide desenhar essas figuras que causam admiração nele, e assim começa o gosto dele pela coisa de desenhar homens fortes e bombados..

Morte do Jack Kirby[editar]

Jack Kirby ficava se comparando ao Stan Lee que era muito melhor que ele, e em vez de tentar fazer melhor ele tentou destruir Stan Lee, cortando o suprimento de desenhos dos quadrinhos de Stan. Ele gasta toda sua fortuna para bolar um plano maligno de destruir Stan, oque ele não contava era com os o poderes do Rocket Blader. Stan Lee foi ao velório e rezou para o deus dos quadrinhos para conduzir sua alma para o purgatório.

Ver também[editar]

"Este artigo é um puta esboço de merda, porra! Ajude-o
editando essa bosta, ou eu vou puxar teu pé, caralho!
v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!


ZUMBI.jpg Efte artigo eftá uma merda, companheiro!
Alguém conferta o artigo, agora! O férgio Moro eftá vindo, então queime todav af provaf!