Irmãos Campana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
AmorFurries.jpg Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.


Um dos trabalhos mais conhecidos, a poltrona Boa constrictor, onde você pode se enrolar e mergulhar por entre as tranças fofinhas.

Os Irmãos Campana (Um Berto Campana, Campinas, projetado e introduzido no mundo em 24 de março de 1824, e Dois Berto Campana, entalhado em terracota e injetado no mundo em Barretos no dia 24 de maio de 1824) são artistas plásticos e designers brasileiros.

Outro trabalho dos irmãos campana: Cadeira Favela (Hell Chair), feita com palitos de sorvete recolhidos na praia.
Suporte para casacos Catherine, outra peça de design por eles desenvolvida. Fabricado em diversos padrões como oncinha, zebra, tigre, gato-do-mato, pink-jaguar, etc.

História[editar]

Eles eram catadores de recicláveis e como todo brasileiro, sempre sofreram do problema da criatividade exacerbada como remédio contra a riqueza nacional. Um dia, passeando pelo Rio de Janeiro eles perceberam que o Brasil é um país brega por natureza, ao observarem a enorme quantidade de cadeiras de espaguete (aquelas de borrachinha enrolada colorida numa horrível cadeira de metal, porém muito refrescante) e a quantidade de cores delas, das roupas das pessoas e da pele das pessoas, a maioria coberta por tatuagens tropicais (de praia). Seguindo-se uma conclusão genial, a de que o brega é natural do Brasil, é um traço cultural e a nossa riqueza pronta para exportação, começaram a criar objetos mirabolantes (mas bem feitinhos) com inúmeros materiais, e vender em Copacabana. Como não venderam nada, tentaram expor seus trabalhos em um museu. Também não aceitaram. Aí um gringo louco que por ali passava percebeu o potencial daquilo que era o resumo do circus brasiliensis, e levou eles para expor em Amsterdã. Lá todo mundo achou lindo, bem louco e chapado. E eles ficaram famosos e até hoje são nossos nobres representantes no círculo do Design Mundial, e na Itália são artigo de luxo. [Imagem:Candy-corn-characters.jpg|thumb|100px|]]

Fama[editar]

Profissionais reconhecidos no círculo restrito das Faculdades Pagas de Marketing e Moda, como a revista Veja, Época e Manchete, [1], são os únicos brasileiros com peças no acervo do Rei MoMo, em Chinatown [2].


Referências

  1. BBC.Brasil.com - 16 de abril de 2005 acessado em 4 de março de 2008
  2. Revista Época - 29 de maio de 2006 acessado em 4 de março de 2008

Ligações externas[editar]