Howard, o Pato

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
┘¶Æ╦Ù⌂ï◙ Ð˧©Î©£ØÞѮÐÎÅ !!!

Este artigo contém altas doses alienígenas! Se você se confundir é porque sua mente primitiva e obsoleta é muito subdesenvolvida. Se vandalizar, um Foo Fighter enfiará uma sonda em você!

Monalien.jpg

Cquote1.svg Você quis dizer: Geese Howard Cquote2.svg
Google sobre Howard, o Pato
Cquote1.png Experimente também: Pato Donald Cquote2.png
Sugestão do Google para Howard, o Pato

Howard e seus amigos: a gostosa e o bárbaro (com destaque na gostosa, é claro)

Howard, o Pato é talvez o super-herói mais WTF existente da Marvel (conseguindo ganhar do Rocket Raccoon). Seu criador já cheirou tudo que existe. E o que não existe também.

Howard é um pato taxista alienígena que veio parar na Terra e agora luta contra vilões.

Indignada pelo fato de Howard ser um plágio descarado do Pato Donald, a Disney comprou a Marvel Comics e, com isso, decretou que seus quadrinhos nunca mais seriam publicados. Mas antes disso ele ganhou um filme produzido por George Lucas que saiu nos cinemas em 1986, que é lindo de morrer...

História do personagem[editar]

Este artigo na verdade é completamente desnecessário, pois a simples existência de um personagem desses já é uma piada pronta. mas como você provavelmente deve estar se perguntando (ou não) o que caralhos se passava na Marvel Comics para aceitar publicar esse treco, vamos então tentar explicar... ou confundir mais ainda sua cabeça.

Por incrível que pareça, a Marvel na verdade encomendou Howard com um quadrinista hippie maconheiro. A ideia supostamente era fazer uma sátira aos filmes de ficção científica nas histórias do pato, mas a verdade que ninguém divulga é que isso foi apenas uma desculpa esfarrapada para desviar atenção dos X-Men, que vinham fazendo muito sucesso na época, mas estavam sendo acusados de implantar sublinarmente o antiamericanismo no cérebro dos leitores de quadrinhos. Os executivos da Marvel então decidiram tirar proveito que eram os anos 70, a década da revolução social, para surgir com Howard, o Pato.

Howard veio de um planeta criativamente chamado de Duckworld ("Mundo dos Patos") e foi parar acidentalmente na Terra após realizar uma corrida de táxi bêbado e errar o trajeto. Chegando em nosso planeta, ele se apaixona pela ruiva gostosa Beverly e decide ficar por aqui mesmo, fixando residência em Cleveland. Embora não seja uma loira burra, Beverly possui uma falta de inteligência de fazer inveja à Carla Perez e nunca percebe que Howard é um pato e não um humano, então logo faz amizade com ele. A fim de impressionar a amada e sair da friendzone, o avenígena (mistura de ave com alienígena) tenta entrar para a polícia e até se candidata a presidente dos Estados Unidos, até que finalmente descobre a existência dos super-heróis e decide se tornar um. Aliando-se a Falcão Noturno, Doutor Estranho, Valquíria e Hulk, Howard torna-se membro honorário dos Defensores e arruma inimigos tão toscos quanto ele.

O filme[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Howard - O Super-Herói

Nos anos 80, George Lucas entrou em parafuso com o término da trilogia clássica de Star Wars e estava topando qualquer coisa para engordar sua já obesa conta bancária. Eis que ele resolve então produzir um filme avacalhando todo o cenário que ele mesmo ajudou a criar e aceita a bomba de ser o diretor da versão live-action de Howard, o Pato. Ali já estava sendo esboçado o futuro apocalíptico tanto de sua produtora, a Lucas Films, quanto da própria Marvel Comics, pois ambas as empresas atualmente pertencem à Disney. MWAHAHAHAHAHA!