Hoodoo Gurus

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Playinguittar.gif

Carlos Santana deu sua benção a este artigo!

Obrigado! Este artigo se sente mais forte agora :)

Clique aqui para mais abençoados.

Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Hoodoo Gurus
Hoodoo Gurus Atualmente.jpg
Fazendo um extra com propaganda de óculos
Origem {{{origem}}}
País Bandeira da Austrália Australia
Período 1981 - 1998 - 2003 - Atualmente
Gênero(s) Surf Music e New Wave.
Gravadora(s) {{{gravadora}}}
Integrante(s) Dave Faulkner;
Brad Shepherd;
Mark Kingsmill;
Richard Grossman.
Ex-integrante(s) Kimble Rendall;
Roddy Radalj;
James Baker;
Clyde Bramley.
Site oficial {{{site}}}
NewBouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Hoodoo Gurus.

Cquote1.png Você quis dizer: Mais uma banda de Surf Music da Austrália Cquote2.png
Google sobre Hoodoo Gurus
Cquote1.png They came from The Land Down Under Cquote2.png
Men at Work sobre Hoodoo Gurus
Cquote1.png Vocês traíram o movimento punk, veios! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Hoodoo Gurus
Cquote1.png Toca Raul! Cquote2.png
Brasileiro em show do Hoodoo Gurus
Cquote1.png É emo! Cquote2.png
Guri retardado sobre Hoodoo Gurus
Cquote1.png Criança de 10 anos é brutalmente assassinada por surfistas! Legistas acreditam que ele foi espancado com pranchas de surf! Cquote2.png
Âncora do telejornal sobre o guri retardado acima
Cquote1.png Run to the hills! Cquote2.png
Iron Maiden quando a noite não cair, o oposto do que o Hoodoo Gurus sugere
Cquote1.png Banda Mestre! Cquote2.png
Andrew Stockdale e Axl Rose sobre a banda ser uma das pioneiras em dispensar todos os integrantes
Cquote1.png É o Joey Ramone? Cquote2.png
Desavisado confundindo a voz do Dave Faulkner com a do vocalista dos Ramones

RUDU GURUS é mais uma das mais de 8000 bandas australianas que canta Surf Music, aquelas músicas que vocês cantam desafinando em luaus, assando marshmallows numa fogueira rezando pra maré não subir pra apagá-la e outras coisas mais. Também são traidores do movimento punk do New Wave. Acreditam que a noite deve cair, até porque, se não acontecer, é porque 2012 está se aproximando e músicas como “Cai a Noite” não fariam sentido. Juntamente com o Supertramp, iniciaram um legado de bandas que dispensam quase todos os componentes originais, deixando só o vocalista, putaria do gênero que vemos atualmente com o Guns n’ Roses e o Wolfmother.

O Começo:[editar]

Beatles? Não! É o Hoodoo Gurus

Nos insanos anos 70, alguns adolescentes montaram 2 bandas punk em Perth, porque isso estava fazendo sucesso: Dave Faulkner e James Baker vieram de uma e Roddy Radalj apanhava por acharem que era árabe terrorista por causa de seu sobrenome em outra. Ainda tinha um 4º integrante, Kimble Rendall, que veio de uma banda punk de Sydney, e que foi pra Perth pra participar das rodinhas punk de lá, já que na falta de CBGB, vai qualquer lugar fétido em que punks confraternizam. Todos esses 4 eram espécies de Gurus da suas bandas: sempre aconselhando os fãs e os outros integrantes da vida, e as vezes os ferrando também. Em 1981, durante uma competição de surf por lá, uma banda de Surf Music que havia furado, indo pra Montevidéu ver a final da Librtadores daquele ano, e, após saberem que estavam do outro lado do mundo, o narrador procurou todos os músicos presentes na praia pra poder fazer um improviso, então, os 4 gurus das bandas punk que lá estavam e tentaram cantar Surf Music. Com o sucesso na praia, eles também resolvem seguir o estilo, o que se espera de uma banda de cangurus. Mas foram taxados de traidores pelos outros punks. Batizaram a banda de Hoodoo Gurus, pelo seus passados como conselheiros e desvirtuadores de suas bandas, e a palavra “Hoodoo”, que vem da língua aborígene local, que significa: “Vamos Surfar”!

Surfando:[editar]

Numa década aí.

Após se encontrarem no acaso naquele show, eles também migram pro New Wave, aquela meia dúzia que traiu o Movimento Punk, e gravam um álbum bem rápido, já que na Austrália se pagava bem pra quem cantava pra surfista (é uma cultura local e queriam investir numa banda pra ser mais famosa que o AC/DC, que havia cagado no estatuto do Rock Australiano cantando Metal, e ficando mais famosa que os surfistas. Sua músicas, como manda a lógica, tocavam nas rodinhas de luau na Austrália. Só lá também. Com o sucesso, descobriram que Roddy Radalj estava de saco cheio da banda e estava vendendo informações sobre ela a outras bandas, sendo expulso da banda e sendo substituído. Em mais um caso de bandas que só fizeram sucesso após alguma substiuição, lançam Stoneage Romeo (não é uma parceria de Romeo Stodart do The Magic Numbers com o Queens of the Stone Age não). Achando que fez merda, mais um integrante da banda sai e entra outro no lugar. No ano seguinte, a banda fala em expandir o negócio pra fora da Terra, sugerido pelo novo integrante dela, querendo fazer sucesso em Marte e se tornar a 1ª banda do mundo a fazer sucesso fora do planeta, com Mars Needs Guitars. Se bem que dizem que, esse álbum é premonitório quanto a Thomas Mars, vocalista do Phoenix, dizendo que ele precisa melhorar na guitarra. Mas ainda sim as músicas do álbum tocaram na YWFCGBRCQBYRGVF FM, a principal rádio rock de Marte, fazendo sucesso por lá, uma das músicas sendo o hino dos Guerreiros de Cydonia, cantados pelo Muse 20 anos depois. Depois, foram lançados mais 2 álbuns com nomes sexualmente sugestivos, mostrando que não traíram o movimento punk: Blow Your Cool e Magnum Cum Louder, nomes bem trash mesmo. A banda seguiu a insanidade de querer produzir os álbuns no Lar da Arrogância, e assim lançando mais alguns álbuns, que fez com que os Brasileiros curtissem a música, pois misteriosamente respeitam mais o que os malditos yankees têm a oferecer. Mas, depois de brigas pra ver e seriam punks ou surfistas, resolvem encerrar a banda...

5 anos de negociações pra decidirem continuar fazendo o que faziam, com suicídio múltiplo de surfistas e com as competições de baixo nível, resolvem voltar a ativa, pro desespero de quem não gosta deles. Em 2004, lançam Mach Schau, da língua aborígene, “Queiram ou não, voltamos”, e em 2010, lançam Purity of Essence, pedindo desculpas pelo hiato, falando que a essência da banda era pura. É mais comum ouvir músicas deles em rodinhas de surf do que nas rádios, por motivos óbvios. Se quiser ouvir música deles sem ter que comprar álbuns e sem ter que baixar, sob o risco de nunca mais ver a noite cair, vá numa dessas competições de surf.

Geral:[editar]

Surfistas:[editar]

Pranchas:[editar]

Praias:[editar]

  • Leilani: Uma garota que o Dave gostava, mas que não dava bola pra ele. Depois começam a namorar e se separam;
  • Minha Menina: Não é a “My girl, takin' 'bout my girl não;
  • Te Quero de Volta: Processo de reconquista da Leilani. Depois que viram que isso não daria certo, escreveram uma música bem boca sujam e sem vergonham pro Eamon. Acho que se chamava “Fuck It” e o refrão era o oposto dessa música (I Don’t Want You Back. Acredita-se que essa mulher morreu recentemente de AIDS por sexo sem camisinha. Sábia decisão do vocalista;
  • Bittersweet Symphony: Agora sabemos a inspiração do The Verve;
  • Chega Aí Qualquer Hora: Procuravam mais um integrante pra banda, mas ninguém reparou nisso;
  • Porta Afora: Fala dos integrantes expulsos da banda;
  • 1609 Km: Jogam na cara a distância entre o estúdio e a casa deles;
  • A Noite Deve Cair: Até porque, se não cair, tem algo de errado.



Slash fuckat.jpg