Helena Christensen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Anorgirl.jpg Helena Christensen é uma modelo anoréxica!

Este artigo contém fatos sobre uma modelo que pesa menos que uma mulher grávida, descontando o peso da mulher. Sua dieta faz os presos em campos de concentração parecerem obesos e se virar de lado, desaparece.

Helena Christensen
Helenarosto.jpg
Orgulho da Dinamarca
Origem Cross of st legolas.JPGDinamarca
Data 25 de Dezembro de 1968
Onde trabalha Fábrica da Lego
Talento(s) Conseguir andar semi-nua no frio do norte europeu
Dados
Cabelos Castanho Escuro
Olhos Verdes
Altura 1,78
Peso 59
Busto 94
Cintura 60
Quadril 92
Coxa 58
Perfil
Hobby(ies) Cantar Heavy Metal e comer o Paul Banks
Característica marcante É roqueira e Groupie
Frase Cquote1.png Cquote1.png O metal é minha vida Cquote2.png Cquote2.png
Prêmios Miss Santa 1991, Miss Metal 2004
Website
Graças para Helena Christensen


Cquote1.png Você quis dizer: Helena Cristo Cquote2.png
Google sobre Helena Christensen
Cquote1.png To comendo! Cquote2.png
Paul Banks sobre Helena Christensen
Cquote1.png Ela me salvou! Eu estava condenado a viver sem conseguir deixar o meu pênis ereto e ela conseguiu reviver o mesmo... Cquote2.png
Dinamarquês sobre Helena Christensen

Helena Christensen é uma ex-modelo e cantora de Metal. Ela foi, por muito anos, comparada a Cristo, sendo chamada de Versão feminina de Cristo, porém quando chegou a beira da morte, resolveu virar uma cantora de Heavy Metal e satanizar o mundo.

História[editar]

Helena sabe aparecer bem em uma foto, mesmo não sorrindo

Helena Christensen nasceu em uma manjedoura maternidade em Copenhagen, Dinamarca, em 25 de Dezembro de 1968. Nesta noite, um cometa meteoro deixou um rastro de fogo no céu, logo antes de cair e acertar uma escola. Logo depois que a menina nasceu, apareceram três Reis Magos cobradores querendo o seu dinheiro, um era o taxista que os levou até o hospital, outro era o cobrador do hospital e o outro era da loja de enxovais.

O pai de Helena era carpinteiro metalúrgico e ela, desde pequena, aprendeu a gostar do metal. Com 7 anos, ela conseguiu fazer uma réplica perfeita da Excalibur.

A sua família era muito cristã. Com 17 anos, Helena saiu do colégio religioso de Copenhagen e conseguiu emprego em uma agência de modelos.

Em sua vida de modelo, ela sempre tinha 12 discípulos pessoas que a perseguiam. Dois eram os advogados dela, outro era o agente dela, outros dois eram seus consultores financeiros, três eram estilistas, dois eram cabelereiros e outros dois eram fãs desocupados. Normalmente quando o pessoal via aquelas 12 pessoas perseguindo-a, elas se juntavam a eles.

Ela era modelo de roupas íntimas e de concursos. Parte do dinheiro que ela arrecadava ia para instituições carentes.

Ela começou a ser perseguida pelos romanos pela polícia dinamarquesa depois de ser acusada de assassinato de um velhinho. A acusação se baseava no fato de que o velhinho não aguentou ver uma foto dela em uma posição provocante e teve um ataque cardíaco fulminante.

Helena com amigas antes de cantar um Heavy Metal

A maioria do povo apoiou Helena, sendo que somente os puxa-sacos do governo e da polícia queriam-na atrás das grades.

Ela foi para a Alemanha através de Schleswig-Holstein e se tornou muito popular por lá, especialmente depois de fazer alguns clipes de músicas religiosas (claro que para fazer sucesso na Alemanha ela utilizou algo clássico, como cerveja, salsichões e mulheres no clipe, mas isto não vem ao caso).

Com 33 anos, ela resolveu voltar para a Dinamarca e foi presa já na alfândega. A sua pena foi ser fuzilada. O que os dinamarqueses não sabiam era que ela estava usando um colete antibalas. Ela foi fuzilada e se fingiu de morta. No outro dia, os guardas foram pegar seu corpo para enterrar, porém não acharam nada.

Ela reapareceu na mídia 2 anos depois como cantora de uma banda de Heavy Metal, profissão que exerce até os dias atuais.

Trabalhos Importantes[editar]

  • Miss Santa 1991
  • Cruzhensen Lingeries
  • Santhensen Lingeries
  • Prêmio Humanitário da ONU 1997
  • Melhor Cover do Dio