Hanzo Shimada

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Sculpture samurai.jpg

Made in Japan
Este é um artigo com tecnologia do sol nascente né.
Para quem gosta de sushi, oden e lamen.

Hanzo e seu másculo peitoral. Afinal de contas, por que ele sempre o deixa descoberto?

Cquote1.png Você quis dizer: Trollpick? Cquote2.png
Google sobre Hanzo Shimada
Cquote1.png Hanzo não é meta, pode trocar por favor, seu pedaço de merda? Cquote2.png
Jogador de Reinhardt ao perceber a existência de um Hanzo na sua equipe no competitivo.
Cquote1.png Deu boa, eles tem um Troll-Hanzo na outra equipe. Cquote2.png
Jogador da equipe vermelha ao perceber a existência de um Hanzo na OUTRA equipe no competitivo.
Cquote1.png Desculpa, eu sou Main Hanzo Cquote2.png
Você Jogador consciente das habilidades limitadas do seu husbando sobre Hanzo não estar no Meta.
Cquote1.png DERROTA Cquote2.png
Atena sobre o resultado da maior parte das partidas.
Cquote1.png Espírito do Dragão, eu ESCOLHO VOCÊ!! Cquote2.png
Hanzo sobre sua melhor frase de efeito.

Hanzo Shimada é um personagem da série da Blizzard, Overwatch, construído para ser um Trollpick ocasional entre jogadores que realmente creem no potencial de uma Sniper sem Scope ou que entregam a partida porque alguém decidiu jogar com outro Trollpick: como Widowmaker ou Tobjorn no Ataque/Dominar Ponto/Defesa. Hanzo é um representante nipônico em Overwatch ao lado de Genji que, por coincidência (ou não), também é japonês e é um herói horrível.

História[editar]

A história do Hanzo não merece ser levada em conta já que provavelmente foi cagada por algum estagiário na Blizzard ou por um acadêmico de curso para escritores depois de uma bebedeira pesada e pagamento de 20 dólares e um cartão de desconto no Wal-Mart. Ninguém vai se ofender se você pular essa parte, por isso, sinta-se livre para ver as habilidades inúteis ou simplesmente ver o artigo do Genji Shimada logo.

...

...

...

Muito bem, já que continua aqui presumo que seja um daqueles cânceres Main de Hanzo. 80 horas de Hanzo não é mesmo? Que legal! Mas já há 3 DPS melhores na equipe - um Soldado 76 com 70 horas e um Reaper de 60 horas - e ainda não temos um Reinhardt ou mesmo uma Ana para evitar que nossa equipe seja trucidada... Vale lembrar que estamos atacando, mas enfim, flamewar é rotina para você, um Main-Hanzo.

Aliás, você conhece a história do seu herói, que tentou matar Genji e claro que não conseguiu, sobre suas origens mafiosas, seu arrependimento pela morte do irmão, que assim que o reencontra vivo, decide tentar matá-lo novamente. Seu herói que é shipado não com D.Va ou a Widowmaker, mas o vaqueiro favorito de todos.

Me recuso a escrever essa sessão, não porque Hanzo é Gay nem porque o herói é inútil, mas porque você é um Main Hanzo e Mains-Hanzo so merecem duas coisas: uma equipe denunciando você por sua Trollpick e um lugar especial no Bronze, onde todos querem jogar de Hanzo... Parece muito com o inferno não é mesmo?

Desenvolvimento[editar]

A princípio, quando os desenvolvedores da Blizzard se reuniram a fim de projetar algo capaz de ganhar muito dinheiro com pouco esforço, eles traçaram cuidadosamente os perfis dos jogadores de League of Legends, Dota e Team Fortress: homens do sexo masculino que ainda moravam com a mãe e gastavam boa parte do salário em videogames.

Hanzo + McCree na defesa? GG.

Dali para frente foi fácil. Jeff Kaplan, o diretor do Overwatch, foi ao 4chan, e durante 10 minutos, anotou tudo o que homens nessa faixa etária gostam (por segurança, assumiu que existia garotas naquela sarjeta da internet) e vários personagens saíram dessa mistura: Um gótico-edgelord querendo parecer "legal" o tempo todo, uma fanservice ambulante, uma personagem para agradar as feministas, um caubói inútil e, claro, uma weabo.

Como a Ásia é o continente mais populoso da terra e quando se fala "Ásia" para uma companhia multimilionária de jogos, lê-se: "Japão, Coréia do Sul e China", Kaplan decidiu dividir os heróis em nacionalidades como um modo para atrair jogadores daquelas nacionalidades, mas também como modo de aproveitar estereótipos. Como "todos os asiáticos são inteligentes, tem uma tonelada de videogames e usam katanas", praticamente Mei, D.va e os famigerados Hanzo e Genji.

E foi aqui que começa o erro.

O erro[editar]

Overwatch seria algo único, um ambicioso FPS misturado com MOBA jamais visto antes. Para isso, cada personagem teriam armas e habilidades únicas e, naquele momento, faltava um inútil que usasse Katana e fosse do Japão.

No entanto algum desenvolvedor do jogo lembrou que faltava um personagem que usasse Arco e Flecha também antes de iniciarem a arte conceitual dos personagens. Afinal, arcos e flechas são legais, não é mesmo? Um cara que usasse arco e flecha seria extremamente legal e foda porque, porra, ele está usando flechas enquanto seus inimigos usam BALAS! E isso mais de cinquenta anos no futuro! Kaplan, percebendo seu erro, pediu para um colega trabalhar nisso, que falou para outro colega... Que enviou para um programador preguiçoso que, por sua vez, deixou para seu estagiário como tarefa de, em três dias, entregar um personagem que usasse Katana e outro que usasse Arco e Flecha para o pessoal da direção de arte e que ao mesmo tempo levasse em conta todos os outros heróis e suas habilidades - para que o projeto de Genji não saísse pior do que já aparentava ser.

O resultado não foi outro, o estagiário pariu ao mundo uma aberração de Ninja-Ciborgue-Weabo que usava Arco e Flecha para atacar a distância e uma Espada como suprema para atacar de perto.

Por algum motivo, alguém levou a sério o personagem a ponto de fazer mesmo uma arte conceitual do erro.

E por fim, certo dia, quando aquilo chegou na direção de programação, o diretor rasgou o papel e arrancou os cabelos, parando num hospício logo em seguida. Como iriam encaixar e fazer sentido esse personagem sem parecer que foi retirado do Smite, ou daquilo que o pessoal do Smite fez para tirar uma lasquinha do sucesso do Overwatch?

Foi aí que Kaplan veio e acalmou a todos: "Vamos transformar o Genji em dois personagens!".

Mesmo que aquela fosse a ideia mais óbvia e, na verdade, a inicial, todos aplaudiram e puxaram o saco de Kaplan como se ele tivesse salvado Overwatch... Mas não tinha.

A solução[editar]

Aberração Genji-Hanzo. A Blizzard foi tão preguiçosa que nem tirou o tema de dragões dos dois personagens que viriam.

Qualquer jogador de Overwatch atualmente sabe que a única forma de ter salvado Hanzo era nunca tendo criado um personagem que usasse um arco e flecha. Eles separaram Hanzo de Genji, criaram uma desculpa história entre os dois e fizeram suas habilidades.

O que poucos jogadores sabem (mas muitos já esperavam) era que a primeira versão de Genji possuía SEIS HABILIDADES COM UMA SUPREMA DE ESPADA, contando o pulo duplo inútil e a escalada-ninja nas paredes weabo. Quando separaram os heróis, Genji virou um herói menos bosta, mas ainda assim bosta. Caso o personagem tivesse mantido sua versão original, veríamos, de fato, uma bizarrice corpo-a-corpo usando uma calça ridícula de samurai que precisaria parar de errar as flechas nos oponentes para morrer usando a suprema da espada de perto.

No momento da Arte Conceitual de Hanzo, a Blizzard sugeriu que tatuasse um dragão chinês no braço (a despeito do personagem ser japonês, mas não que alguém se importe em diferenciar um Chinês de um Japonês) e mostrasse uma parte sem camisa. O resultado foi que, rapidamente, ao lado de McCree, Hanzo virou o Cara do Fanservice que chamaria o público feminino para Overwatch ao mesmo tempo que seria o "arqueiro fodão do século 22 que é foda por usar flechas, e não balas".

Habilidades[editar]

Hanzo é (questionavelmente) um personagem da DEFESA e, em tese, não deveria ser usado para atacar, mas sempre tem algum retardado que o escolhe. Mas suponho que você conheça muito bem as habilidades, visto que ou é um dos cânceres que joga com ele ou já perdeu um jogo no competitivo por um Main Hanzo. Mas depois de seu rework, os jogadores de Hanzo evoluíram para um câncer de estado avançado.

  • Flecha Rastreadora - Flecha que... Rastreia inimigos. O jogador de Hanzo a deveria usar para revelar inimigos tentando flanquear o time e mostrar como a suprema da Widowmaker é inútil, mas a maioria prefere gastar a flecha com 12 segundos de carregamento onde todos, claramente, podem ver os inimigos ou mesmo no ponto/na carga.
  • Flecha Dispersora Flechas da Tempestade - Como a antiga Flecha Dispersora era inútil e estavam fazendo o rework, a Blizzard resolveu se aproveitar da situação e copiar uma habilidade vinda de um herói do Paladins para ficarem quites: Hanzo agora dispara 6 flechas rapidamente e com um "pequeno" acréscimo de dano, sendo que só dois disparos já é o suficiente para arrancar metade da vida de um tanque, mas isso se os jogadores acertarem.
  • Salto - Uma habilidade nova que foi acrescentada para deixar o Hanzo ainda mais cancerígeno: Agora ele pode dar uma sarrada um passinho em qualquer direção enquanto está no ar, provavelmente tiraram também essa habilidade do Genji-Hanzo.
  • Escalar Paredes (passiva) - Faz Hanzo escalar paredes. Deveria ser usado para Hanzo ser um pseudo-sniper útil, acertando os inimigos de longe, mas a mira é tão ruim que o main Hanzo fica no chão, continua errando as flechas e é esmagado por um Reinhardt de passagem, a não ser que ele se lembre de usar a habilidade do salto. (que é algo bastante improvável)
  • Ryu ga waga teki go fuck yourself! - A habilidade suprema de Hanzo invoca dois dragões que, teoricamente, deveriam fazer todos os inimigos se borrarem de medo - coisa que até mesmo o especial do inútil do McCree consegue fazer. Todavia, a suprema é gasta geralmente no chão, quando o jogador vai morrer e "Ulta" no pânico ou do ponto de Respawn, esperando que aqueles dragões leeeeeeeeeentos para caralho acertem alguém do outro lado do cenário. O verdadeiro resultado são os inimigos andando para o lado enquanto continuam trucidando sua equipe.

O Rework[editar]

Não havia Buffs e Nerfs em Hanzo desde o Beta, até que um dia o Jeff Kaplan cansou de nerfar a Mercy e resolveu mexer no personagem, apresentando o rework citado anteriormente na tentativa de deixar ele menos inútil. O Jeff até que conseguiu, mas o pobre Hanzo ficou ainda mais cancerígeno, pois os jogadores agora usam ele no ataque e na defesa como ofensivo, defensivo, tanque e suporte ao mesmo tempo.

Cquote1.png Nós ouvimos o feedback dos jogadores sobre o Hanzo, então nós estamos trabalhando em algumas mudanças para encaixarmos o herói no meta atual, como uma nova habilidade que subistituirá a sua Flecha Dispersora que era uma habilidade tanto bosta quanto inútil, nós também adicionamos uma nova habilidade para dar um pouco mais de flexibilade para o Hanzo apenas para as pessoas pararem de reclamar da sua falta de mobilidade. Cquote2.png
Jeff Kaplan

Resumindo: Muitos jogadores reclamaram que o Hanzo era um lixo e depois das mudanças, os jogadores estão reclamando agora que o Hanzo ficou roubado, esquecendo que a Blizzard lançou duas curandeiras onde uma delas mais se parece com um herói DPS e a outra com um Mini-Reinhardt. E olha que a maioria ds jogadores de Hanzo continuam ruíns, ou até piores.

Ver também[editar]

  • Genji Shimada - para saber aonde foi o resto da merda do primeiro Genji-Hanzo.
  • Japão - para entender mais sobre a cultura weabo
  • D.Va - para saber porque coreanos no Overwatch se parecem com Idols Japonesas.
  • Widowmaker - versão feminina do Hanzo em quesito de habilidades, trollpick e fanservice
v d e h
Overwatch-logo.png