Grupo Ananke

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Grupo Ananke é uma panelinha de luas inúteis de Júpiter que são divididas em nucleares (satélites malucos que tem contatos com o Irã e Coréia do Norte e periféricos, que tem periferias e são como o Rio de Janeiro: cheio de favelas e criminalidade.

Além de ter histórias um tanto irônicas, o Grupo Ananke supostamente teria uma base que mantém corpos de famosos conservados. Sim, para onde você acha que Elvis Presley foi mandado para estar vivo? Para um dos satélites (foda-se qual) do Grupo Ananke!

História[editar]

Um dos satélites do Grupo Ananke... O único fotografado.
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Grupo Ananke.

Cientistas começavam a descobrir mais e mais satélites de Júpiter. Estavam ficando desesperados pelos números ficarem subindo e subindo e as divisões das luas sendo muito imprecisas... Claro, tudo que sai da boca de um astrônomo ou foi produzido por um é mal feito.

A NASA planejou várias missões para lá também, já mandaram 12 astronautas, um número muito grande que eram do Chile para pisar em Hermipe e outras luas desse grupo esquisitão e que acabaram presos lá ou então devem ter morrido antes mesmo de ter pousado de fato nas luas.

Grupo Ananke pode ser também uma menção ao deus asteca que exigia que 1000 pessoas se suicidassem por ano para poder se alimentar de suas energias vitais. Não é nem necessário dizer o quão idiota era essa crença, mas fazer o quê?

Características[editar]

Sim, o Grupo Ananke tem características. Alguns dizem que a característica principal é o fato de nenhuma das luas ter uma foto ou algo que comprove de fato sua existência. Grande maioria também tem nomes estranhos como Mneme e S/2003 J 16 e se assemelham mais a asteróides ou algo que flutua no espaço do que de fato em um satélite natural.

Fizeram alguns gráficos tentando mostrar que os satélites existem, mas foi uma explicação muito forçada e acabaram tendo certos "cortes" no departamento do astrônomos.

Satélites[editar]