Golpe de Estado

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hitler1.jpg ESTE ARTIGO TRATA DE REPRESSÃO E DITADURA

Você deve aceitar calado(a) o que está escrito aqui sem duvidar de nada,
ou correrá o risco de sumir misteriosamente.

Desciclopédia: ame-a ou deixe-a!
Ditaduratumulo.jpg
Lula ao saber que pode ser vítima de um golpe de estado.

Cquote1.png Você quis dizer: Ataque por trás? Cquote2.png
Google sobre Golpe de Estado
Cquote1.png Eu tenho medo. Cquote2.png
Barack Obama sobre Golpe de Estado
Cquote1.png Me fudi por causa de um. Cquote2.png
Salvador Allende sobre o golpe de estado chileno de 1973
Cquote1.png Viva la revolución! Cquote2.png
Chê Que Vara sobre Golpe de Estado

O Golpe de Estado, conhecido internacionalmente como coup d'État (em francês) e Putsch ou Staatsstreich (em alemão), designa uma mudança de governo súbita (ou não), imposta por uma minoria que age com o elemento surpresa.Trata-se uma intervenção utilizada por grupos militares, como o exército, os traficantes e a máfia para derrubar um governo que não esteja atendendo aos desejos da elite dominante, sendo essa elite, geralmente, os grupos econômicos que dominam a infraestrutura do país (embora pareça, a menção indireta a Marx é puramente intencional apenas uma coincidência).

Ao contrário de uma eleição normal, onde um presidente sai do cargo sem ter de ser chutado, morto, ou exilado, em um golpe de estado as coisas são muito mais duras (Ui!!!), a ponto de ocorrerem grandes matanças, perseguições e afins (lembre-se que o exército esta no meio da bagaça). E, ao contrário do que muitos pensam, existiram golpes tanto contra a esquerda quando contra a direita, o que mostra que não é o partido de alguém que pode salvá-lo de ser limado de seu cargo.

Exército Descíclope preparando-se para tomar a sede de governo de Wiki City, capital da Wikipédia (Guerra da Wikipédia, 2008).

Para que um golpe de estado ocorra é preciso que, inicialmente, as grandes elites começam a se irritar com o comportamento do governo. Então, passam a subornar o exército para que ele faça o trabalho sujo de dar cabo do chefe de estado e um dos militares, na cara dura, assumir o governo. Depois, uma junta militar instaura uma pica dura ditadura, começam as preseguições e toda a merda que acontece na ditadura brasileira, que começou em 1964 e prossegue até hoje terminou em 1985 (de jure).

Aspectos comuns a um Golpe de Estado[editar]

Alguns aspectos comuns que acompanham (antecedendo ou sucedendo) um Golpe de Estado são:

  • suspensão do Poder Legislativo, com fechamento do congresso ou parlamento, para que não haja palpites na forma de governo do novo ditador;
  • prisão ou exílio de oposicionistas e membros do governo deposto, para que a oposição não mude a opinião pública;
  • intenso apoio de determinados setores da sociedade civil, principalmente os setores interessados com o golpe;
  • instauração de regime de exceção, com suspensão de direitos civis, cancelamento de eleições e decretação de estado de sítio, estado de emergência ou lei marcial, portanto, o governo podia fazer o que quiser, tendo o apoio da lei;
  • instituição de novos meios jurídicos (decretos, atos institucionais, nova constituição) para legalizar e legitimar o novo poder constituído e não ter seu poder questionado de nenhuma forma;

Golpes de estado famosos[editar]

Exemplo de ditador militar cruel e sanguinário.

Golpes de estado conhecidos, ou por terem falhado, ou por terem matado muita gente, ou por qualquer outra razão:

  • Golpe de 65 milhões a.C: Golpe que depôs os dinossauros do poder, fazendo com que os mamíferos se tornassem os dotadores da terra (vertentes comunistas dizem que tratou-se de uma revolução);
  • Golpe do Jarim do Éden: tentativa frcassada de Adão e Eva de depôr Deus, como punição, peerderam a estadia no Éden;
  • Golpe de 3120 a.C: Dercy Gonçalves tenta matar seu marido, Tuthankamón a fim de se tornar rainha do Egito;
  • Golpe de 115 a.C: Calígula é assasinado pelo senado romano, por querer impôr reformas populares;
  • Golpe de 235 a.C: o último imperador do Impéro Romano do Ocidente é deposto por Átila;
  • Golpe de 1453 d.C: o Império Romano do Oriente é disolvido pelo Império Otomano através de um golpe de estado;
  • Golpe 18 Brumário: Napoleão dá o golpe na França e ocupa todo o trono sozinho;
  • Golpe de 1917: Na União Soviética, o Governo assume Lenin!
  • Golpe de 15 de Novembro de 1889: Deodoro da Fonseca passa a rasteira em Dom Pedro II;
  • Golpe de 1930: Getúlio Vargas assume a presidência do Brasil e cria raízes nela (só sai - também deposto - em 1945);
  • Golpe de 1964: os militares, a mando dos EUA, limam Jango da presidência do Brasil;
  • Golpe de 1973: Salvador Allende esticou as canelas, tamanha a violência do golpe (de estado);
  • Golpe de 2018: Lula tomará o poder e se tronará um ditador;

Ver também[editar]