Gnosticismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Harrypotterputa.jpg Hocus Pocus!

Este artigo se trata de charlatanismo magia, encantos e todo tipo de macumba. Ele serra pessoas ao meio, tira coelho de cartola, faz vodu e adora uma varinha mágica. Se vandalizar, Dumbledore fará você desaparecer.

Night creature.JPG Gnosticismo surgiu das trevas!!

Always lurking... Always in the darkness...

Puro osso.gif
10413.gif

Gnosticismo fez pacto com o CAPETA!
Então é melhor nem se meter com esse artigo, senão o capeta vai atrás de VOCÊ!!!

NÃO CONFUNDAM GNOSTICISMO COM AGNOSTICISMO

Cquote1.png Não foi muito difícil refutar essa gente, mas eles realmente deram bastante problema... Cquote2.png
Irineu de Lyon sobre Gnósticos
Cquote1.png Se eu ver um na minha frente cubro de porrada! Cquote2.png
Tertuliano sobre Gnósticos
Cquote1.png Eu já cobri um de porrada. Cquote2.png
Papai Noel sobre Afirmação acima

O gnosticismo é um grupo de seitas que surgiu em uma época em que Cristo havia acabado de se mandar para os seus prometendo voltar daqui a pouco e pouco tempo depois que os apóstolos morreram, daí começou a surgir um monte de gente burra que resolveu misturar cristianismo com crenças pagãs e ocultismo brabo, resumidamente os gnósticos acreditam que o que foi mostrado em O Código Da Vinci é real. Alguns pivetes e pseudo-teólogos ainda tentam aplicar essas ideias nos dias de hoje como se fossem verdade sendo que elas foram refutadas pelos antigos Pais da Igreja faz tempo, sem considerar que alguns foram queimados na fogueira depois mais essa parte não se leva muito em conta.

Os gnósticos[editar]

Se um gnóstico for falar com você, ignore-o
Eis o Pleroma dos aeons.

Os gnósticos eram uma gentinha que saiam por aí falsificando diversos evangelhos, inventam escrituras, modificam, acham coisas nos evangelhos bíblicos que não existem e praticam rituais de magia totalmente mirabolantes. Dizem e diziam que só eles eram dotados de uma substância chamada pneuma (que estava presa dentro da alma), que a alma era uma prisão e que só eles eram os fodões pika das galáxias que podiam fazer tudo por serem pneumáticos.

Conceitos e termos[editar]

Aeons

Um grupo de bichos esquisitos que moram em um lugar chamado Pleroma e os gnósticos consideram como deuses.

Pleroma

Um lugar perfeito, lindo e maravilhoso onde esses deuses habitam e onde nós habitávamos na forma de merda cósmica vinda desses deuses. Dizem que tudo o que está fora do Pleroma é imperfeito e não deveria existir.

Sofia

Um dos aeons que nasceu mais posteriormente e que dizem ter gerado o demiurgo por causa de um egoísmo, então a culpa de você estar existindo recai sobre ela, porque foi o ser que ela gerou que criou um mundo que não deveria ter sido criado. Ela foi expulsa do Pleroma depois disso mas acabou sendo recebida novamente após receber um indulto judicial.

Demiurgo

O cara que criou o mundo em que vivemos atualmente, é um ser malvadão que surgiu depois que Sofia fez uma baguncinha no Pleroma e foi expulsa de lá.

Arconte

Capangas do demiurgo, só servem para garantir que ninguém saiba a verdade verdadeira da gnose verdadeira.

Sistemas[editar]

Eis o Todo-Poderoso e inalcançável ProtoPai, Protoprincípio, Caos ou Abismo dos gnósticos.
X Grandiox Barbelo, o deux-hermafroditx.
A maléfica Batata Cósmica Maligna que criou o Universo

Sistema Fundamental

Diziam os gnósticos que existe um tal ProtoPai, Protoprincípio, Caos ou Abismo, que engravidou uma deusa que na verdade era o aspecto feminino dele mesmo e dela surgiu um grupo de deuses chamados eões que moram em uma bolinha celestial que chamam de Pleroma, e que esse ProtoPai e os aeões estão acima do criador do nosso mundo, a quem chamam de demiurgo. Deliram que uma tal Sofia, um dos eões, estava sozinha e decidiu fazer safadezas no banheiro, e isso de alguma forma fez o tal demiurgo surgir e criar o nosso muito através da bosta divina dos aeões que usavam aquele banheiro. O tal demiurgo, o deus dos cristãos, dos judeus e dos muçulmanos, tem forma de uma serpente com cabeça de leão que fica pegando fogo.

Cristo no caso foi criado pelos clubinho dos aeões no Pleroma com a missão de resgatar a merda divina que havia sido roubada pelo Demiurgo e alertar os humanos que o Criador é malvado e que bom mesmo é esse tal ProtoPai que ninguém nunca nem viu, primeiro tentando fazer com que a Adão e Eva comessem o fruto e depois entrando no corpo de um carpinteiro em Belém, essa é a tal gnose que pouquíssimos podem saber. Mas por qual motivo salvar merda cósmica divina e inútil? Ninguém sabe.

Barbelonitas

Cquote1.png Você quis dizer: Bolsonarista Cquote2.png
Google sobre Gnosticismo

Pensa que esse é o único modelo? Pois bem, os gnósticos barbelonitas acreditavam em um ser chamado de Barbelo, que na verdade era um hermafrodita com aparência tanto masculina quanto feminina e junta dessa coisa estava o famigerado ProtoPai, que pediu que Barbelo criasse um tal Prognose e uma cacetada de bichos aí. Esses bichos começaram a fazer uma suruba entre si e geraram todo tipo de desgraça que se pode imaginar, daí dessas desgraças surgiu o tal demiurgo, também por causa da tal Sofia, já que ela saiu do reino de Barbelo para procurar macho e assim surgiu o tal demiurgo criador.

Cainitas

Diziam que Caim é o verdadeiro filho de Deus e foi injustiçado por matar seu irmãozinho, portanto que tem irmão que segue essa seita precisa ficar de olho.

Ofitas e setianos

Acreditam em coisas tão mirabolantes que parece mais um livro do Eduardo Spohr depois de fumar dois kg de crack e passar cocaína na bunda, então vou deixar para Irineu de Lyon explicar:

Tindi tudinho, oh!

Abóboristas

Os aboboritas dizem que existe certo Pai soberano, que é um princípio pró-esvaziado-de-inteligibilidade, pró-esvaziado de substância e Potência pró-pró-dotada de esfericidade chamada Abóbora. Junto com esta Abóbora coexiste uma Potência que chamo Super-vacuidade. A Abóbora e a Super-vacuidade, sendo um só, emitiram sem emitir um Fruto visível de qualquer lugar, comestível e saboroso, ao qual dou o nome de Pepino. Junto com este Pepino existe uma Potência da mesma substância, que chamo Melão. Estas Potências, isto é, Abóbora e Super-vacuidade, Pepino e Melão, emitiram a multidão restante dos Melões delirantes que fizeram merda e por causa deles nasceu uma Batata Cósmica Maligna.

Outros

Além desses, haviam milhares de seitas gnósticas que acreditavam nas mais altas porcarias delirantes.

Divulgadores e professores[editar]

Entre os divulgadores dessas porcarias e que são idolatrados pelos poucos gnósticos que existem hoje, estavam Marcião, que criou o próprio evangelho chamado Evangelho de Marcião e que fatiou os livros da Bíblia aleatoriamente para provar seu ponto, um cara chamado Valentim, um bruxo chamado Simão meu pau na tua mão, e um estuprador chamado Marquinhos.

Simão, o mago

Simão é o mago de quem Lucas, discípulo e seguidor dos apóstolos que andava por aí fazendo mágica e falando que era detentor de poderes divinos e deu dinheiro para que os apóstolos ensinassem ele truques para curar paraplégicos, igualzinho o Valdemiro Santiago faz, mas foi chutado pelos apóstolos. Passou a andar por aí com uma prostituta e dizia que ela era a casca de uma tal Mãe, um does aeon que ficou preso na terra por anjos invejosos que criaram o mundo e que ficava viajando de corpo em corpo pela eternidade.

Marcião

Marcião, inventou que existem dois deuses, um bom e o outro juiz, e nega a ambos a divindade. Se o deus juiz não é bom não pode ser deus porque lhe falta a bondade, e se o deus bom não é juiz, terá a mesma sorte do primeiro e não poderá ser reconhecido por deus. O deus do bem é o do Novo Testamento e o deus juiz é o do Velho Testamento, nisso ele jogou fora todas as passagens bíblicas que falavam que Deus é o mesmo no Novo e no Velho Testamento e inventou seu próprio evangelho, o Evangelho de Marcião.

Como se não bastasse, o sujeito dizia que Abel, Henoc, Noé e os outros justos, assim com todos os profetas e os que agradaram a Deus não compartilharam da salvação. Por isso, no céu só tinha patifes assassinos, ladrões, sodomitas e e todos os pagãos que praticaram toda espécie de maldades.

Valentim

Um aleatório que fundou uma escola para pregar seus delírios, basicamente é o cara que mais divulgou o sistema fundamental gnóstico. Foi chamado de besta de mil cabeças.

O livro que acabou com a graça dos gnósticos.

Marcos

Não, não é Marcos o apóstolo. Esse Marcos, também chamado de Marquinhos, Moleque Piranha e Marcola, era um cara que dizia conseguir manipular os aeons do Pleroma e que "comprovou" a veracidade de suas afirmações através de um cálculo tirado de seu próprio anus e um esquema aleatório de números que ele inventou. Fazia suas magias em hebraico para assustar e impressionar a congregação e estuprava as mulheres falando que seu esperma tinha um fluído divino. Lembrar de João de Deus.

Dan Brown

Fica fazendo livros baseados nas crenças gnósticas e faz um monte de trouxa fica se achando inteligente por ler e entender os mistérios do cristianismo.

Nag Hammad[editar]

Uma cacetada de livros e falsificações gnósticas foi encontrada na Biblioteca de Nag Hammad, isso fez com que as crenças gnósticas começassem a reviver e muitos ainda pensam que as escrituras encontradas naquele lugar são verdadeiras, quando na verdade não passam de falsificações gnósticas para sustentarem seus delírios e continuarem seduzindo mulheres a beber o esperma divino deles.

Refutadores[editar]

Entre aqueles que já estavam cansados de ver malucos por aí espalhando seus delírios estavam santos da Igreja Primitiva, sendo eles Ireneu de Lyon, Clemente de Alexandria e por último, mas não menos importante, Tertuliano. Todos eles esmigalharam os gnósticos e desmascararam suas mentiras delirantes sem precisar queimá-los na fogueira, já que essa coisa veio só na época que o Papa começou a achar que podia fazer o que quisesse.

Gnosticismo Persa[editar]

Maniqueu indo pregar suas idéias e enganar mais trouxas.

Tudo isso que foi mencionado anteriormente eram baboseiras criadas por malucos delirantes na região da Síria e Jerusalém, mas o gnosticismo se espalhou de uma forma diferente lá nas terras do Mahmoud Ahmadinejad já que não teve a influência do cristianismo, logo, os pensamentos malucos que eles tinham vinham totalmente da cabeça deles e eram totalmente originais. As seitas gnósticas da persa eram as seguintes:

Mandeísmo

Os mandeístas vivem tendo suas cabeças cortadas e templos explodidos por muçulmanos fanáticos por não acreditarem não acreditam em Moisés, Jesus ou Maomé, sendo que ao invés disso são adoradores de João Batista. Acreditam que o mundo foi criado por um deus trevoso e que existe um deus bonzinho, apesar de que esse deus bonzinho prefere nos ignorar nos deixando na mão, mas ele é bonzinho, acreditem.

Maniqueísmo

Criado por um louco chamado Maniqueu, a crença deles se resume em adorar um deus feito de mandioca que está acima de todos e que também nos ignora, e que quem falou com os profetas foi na verdade um deus obscuro e malvado. Maniqueu só serviu para apanhar de Agostinho de Hipona, que combateu tais hereges com unhas e dentes.