Futevôlei

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mão de um praticante.

Futevôlei seria fácil dizermos que ele é um jogo de bissexual, mas então vá se meter a macho com um jogador de vôlei profissional... mas nem era por esse o motivo de dizer que a porção vôlei é coisa de gayzão, mas apenas pra ver se nóis tem a capacidade de fazer um texto cômico sem apelar pro mais fácil. No fim da página, a conclusão.

Pondo a mão[editar]

No futevôlei, quem quiser jogar futebol, não pode praticar por muito tempo, pois ficará confuso e pode dar uma de Maradona ou de Romário, coisa que mostra quem está noiado desesperado pelo resultado positivo, tendo atitude antidesportiva, mas oras, esperteza também faz parte, segundo alguns, então a mão vai na cabeça, outra na cintura, agora rebole depois aprenda que por a mão na cabeça ou na cintura é apenas coisa que quem pratica ginástica, patinação ou algo do tipo e, então sim coisa de veado - mas futevôlei, não rapaz, nada disso, é apenas uma junção de vôlei e futebol, como se não houvessem baitolas jogando futebol e mesmo futebol feminino - certo o futebol feminino parecem borboletas querendo atacar igual a vespas: podem tentar, mas não dá muito resultado, além de ser estranho. Se ver borboleta tentando atacar ao invés de voar pra longe do perigo, então saberá que lembra futebol feminino.

Essas bolas precisam ser macias e resistentes ao mesmo tempo.

Quem põe a mão na bola então? Gandulas, goleiros e quando os jogadores cobram lateral, mais nada. Claro que também podem se acasalar com a bola, fazer orações, beijar e outras dessas que se vê, mas fora isso, em campo, a mão não vai na bola, não adianta, ainda mais com as atuais consultas a vídeos, adeus pilantragem... então só se pode tentar enganar em peladas e, inclusive baixar as calças dos adversários durante a pelada, então pelado, mas meninas rindo e gritando se estiverem vendo o jogo, mas pode ser considerado falta, embora ao menos você arranque umas risadas, mesmo do professor ou professora, segurando o riso quando vai dar bronca além da falta.

Resumindo, não futebol não é futevôlei. Certo... e no vôlei vai pé? Sim, pode-se dar UM chute no vôlei, mas apenas um, para salvar a bola, nada de tentar dar bicicleta por cima da rede porque não é válido. Pode-se dar um chute sendo o terceiro ou quarto toque pra evitar que a bola caia ou vá pra fora, mas só isso. Bem usado faz milagres esse chute e, brasileiros são os que mais usam, pra ver que essa coisa de vôlei é de mulher ou boióla não tem tanto a ver.

Os jogadores de vôlei que mais usam o recurso de um chute, são os brasileiros, bem por isso alguns dos que sugeriram e decidiram por deixar esse chutinho salvador ser válido, se arrependeram de liberar um chute, mas como fica legal um chute no meio do jogo, não se modificou mais.

Complicado[editar]

Pessoas muito idiotas ao tentar praticar futevôlei, podem ficar com sequelas irreversíveis.

Não se trata de alisar a bola como se fosse sua mulherzinha: as mãos devem entrar numa certa sintonia com os pés. No futevôlei, se deve obrigatoriamente mesclar chutes e toques e, isso requer mais concentração e precisão do que vôlei ou futebol, pois deve-se saber exatamente quando por as mãos e quando por os pés. Alguns sentem tal piti na moleira que acabam nem sabendo mais qual é o pé ou qual é a mão, bem como acham mesmo que têm pé de um lado e mão de outro, com uma mão embaixo e outro pé em cima, tendo até pesadelos com isso. Ficam ainda confusos, querendo fazer coisas com os pés, ao estilo chimpanzé raivoso que normalmente se faria com as mãos e vice-versa.

Por essas coisas, o futevôlei não só é coisas de macho mesmo, mas também deve-se ter Q.I. alto e muito sangue-frio, para não correr o risco de adquirir essas síndromes mencionadas. Não é tão fácil quanto parece, sequer é um treino simples quanto ser destro e escrivinhar com a mão esquerda ou canhoto e escrever com a direita ou ainda com as duas ao mesmo tempo, isso é muito mais fácil do que futevôlei. Usando o rabisco a escrita como exemplo ainda, então pode-se comparar tentar escrever uma palavra com uma das mãos e outra palavra diferente com a outra mão ao mesmo tempo, então sim, pode-se comparar com o futevôlei.

Mais nada a dizer sobre essa porra de futevôlei, a pergunta lá de cima, na introdução: conseguiríamos fazer uma página(individual ou coletiva, tanto faz, o perfil é bem parecido, embora nem sempre gostem de admitir), sobre futevôlei sem dizer que é coisa de bissexual... resposta... bom, eu não sei, o que tu acha?

v d e h