FN FAL

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Atenção: este artigo tem dupla nacionalidade... Não, não tem tripla nacionalidade, quer dizer, tem quatro, peraí, digo, tem cinco nacionalidaes... Ah! cansei...
Mantenha distância... ALLAHU AKBAR!!!!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Bombanuclear4.gif
Belgasecxistem.jpg

Ceci n'est pas Desciclopédia!!!

Este artigo é belga e contém altas doses de lavagem cerebral e teorias da conspiração que farão com que você acredite que FN FAL existe!

Cuidado: a qualquer momento um agente da NWO pode sequestrá-lo!

Belgiumcoatofarms.jpg


Cquote1.png Aspirante, esse fuzil pertenceu ao Marechal, seu bisavô, ao General, seu avô, e ao Major, seu pai, e agora pertence a você... Tenha muito cuidado com ele, porque ele é um Senhor de idade Cquote2.png
Tenente dos Agulhas Negras sobre o FAL
Cquote1.png Itsso é one-na dia especial? Porque elhes estão car-wegando ona pessae de Museom!? Cquote2.png
Turista americano em 7 de Setembro sobre o FAL
Cquote1.png Uuuuuaaaauuuuu... E ele ainda atira? Cquote2.png
Muleque de 11 anos sobre o FAL das FE no mesmo dia
Cquote1.png Eu usei um desses daí! Cquote2.png
Soldado da SAS de 75 anos sobre a era que serviu no Vietnã
Cquote1.png Nuncaƒ na hiƒtória deƒƒe paísƒ, o Brasil teve tantaƒ tecnologiaƒ! Quem diria que nóƒ poderiamoƒ ƒazer um ƒuzil genuiƒnamente brasileiro! Cquote2.png
Lula sobre o IMBEL (falsificação do FAL), após o fuzil ser aposentado na Bélgica.
Cquote1.png Icso ainda ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre o IMBEL MD-2 e o FAL

Um FAL, o AK do Ocidente.

O FN FAL ligeiramente confudido com o IMBEL MD-2 (outra porcaria), é um fuzil reconhecido por ser tão potente como uma AK-47, tão preciso quanto um M16 (principalmente por quem nunca atirou na vida) e conseguir pesar tanto quanto um par dos mesmos(isso por quem já teve que carregar um lixo desses). Também é conhecido por ser usado por uma porção de militares pobres no mundo inteiro, desde a SAS até o BOPE, e por ser o maldito fuzil que o sargento obriga você a carregar de uma mão só durante a vigia da madrugada, no Exército Brasileiro O FAL durante a Guerra Fria foi chamado de AK do Oeste, já que o AK-47 é do Leste Europeu... E eu não achei nenhuma graça no nome...

Descrição[editar]

Projetado na idade média durante as cruzadas, considerado um fuzil muito bem destruido bom, pra destruir. Infelizmente o FAL nasceu virgem vice perdendo o título de melhor fuzil somente para as armas russas da série AK. Mais isso é bastante contéstavel, em qualidade e maneabilidade é seguido pelo G3 da Heckler & Koch e para a nova geração de fuzis.

O FAL já foi considerado superior também aos famosos M16 e AR-15 (hahahahahahahaha (desculpe)) (munição civil .223 Remington), no que diz respeito a robustez (isso quer dizer no jargão cavalheiro militar: capacidade de foder o inimigo) muito embora a sua munição (7,62 mm NATO (OTAN), seja considerada um pouco (eufemismo) violenta demais, e a tendência é que os países adotem a munição: 5,56 mm NATO(.223) ou 5,45 mm Russo, visto que são munições mais leves e mais fáceis de transporte. Mas os israelenses (que também já tiveram a ideia de faslsificar o FAL antes da Galil), dizem que não se trata de humanismo, mas de matemática.

  • Um tiro de 7,62 mm mata uma pessoa: 1/1. Na lógica militar o comandante não deslocaria nenhum ótario para tirar o corpo de outro ótario.
  • Um tiro de 5,56 mm/5, 45mm fere uma pessoa. Na lógica militar o comandante desloca dois ótarios para tirar o colega vivo durante o tiro-teio (senão ele morre e só se desloca um ótario para retirar o corpo depois do tiro-teio), ou seja, você tira três ótarios de combate.
  • Um calibre interessante para os sádicos é o 6,80 mm do M6A2 (não é da família fresca Colt). Porque você aleija o alvo com certeza de morte tardia, suficiente para atrair ótarios para salva-lo... Uma roda da DESfortuna!!!!!

O "Trambolho" (como também é apelidado) é considerado equivalente ao M14 (só que esta, ao contrário do FAL consegue acertar seus alvos), e foi projetado e fabricado com objetivo de equipar o soldado com uma arma segura, simples (vagabunda) e operação fáceis, contudo pesada. Este fuzil é capaz de suportar as condições mais adversas como: chuva, sol, lama, água (Pleonasmo?), (isso segundo o fabricante, pois na verdade ele não pode ver areia) soldado idiota, e sem as coisas de frescura dos MM's da Colt, americano.

Outra caracteristica é que o FAL só cicla bem com um tipo de munição. (Munição CBC vagabunda)

História[editar]

Um FN FAL, Um IMBEL MD-2, um CAL C1A1 ou um SA L1A2? Não sei...

Primeira Parte

O fabricante original do FAL é a Fabrique Nationale (Fábrica Nacional da Belgica em Herstal), e nesta época ele recebeu o nome de Fusil Automatique Léger (Fuzil Automático Ligeiro). Foi criado em 1947, atrasado, já que deveria ser usado pelo Exército Emolmão durante a Segunda Grande Enorme e Extraodinária Guerra Conflituosa Mundial e Universal. Ele era uma Digevolução do StG44.

O primeiro interessado no projeto foi o Exército Britânico, mas ele pediram que o deles fossem feito no design pitbull gay (Steyr AUG e Tavor TAR-21), e denominaram-nu: EM-2. A FN decidiu fabrica-lo no modelo mais tradicional, tipo papai e mamãe. Os primeiros Baby FAL se espalharam para o mundo, como dengue no Rio de Janeiro. Foram tão requisitados que em minha pesquisa não achei em qual Guerra estreou...

Entre os países que compraram o "AK do Mundo Livre S.A.", estavam: Reino Unido (censurado by MI6), Argentina, África do Sul, Australia, Canada, Israel (já que seu exército só tinha uma arma principal: Uzi), Austria, Mexico e finalmente Brasil...

Depois de muito tempo, os ingleses estúpidos, viram que seu fuzil EM-2, era ridicúlo, mas era tarde demais, e não podiam assumir a culpa. O EM-2 se procriou e teve vários patinhos feio como: SA80. Mas para não parecerem muito burros, resolveram equipar suas melhores tropas com um tal SA L1A2 (foto?), desenvolvido com alta tecnologia por suas fábricas.

Cquote1.png Bond, James Bond Cquote2.png
James Bond sobre o comentário acima

Segunda Parte - Imigração para o Brasil

Membro das FE brasileira com um FAL, dando um "Tapa na Pantera".

Chegando aqui por volta de 1952, os FAL se depararam com uma terra estranha... Longe de suas casas, sem falar português, eles tiveram que se entregar nas mãos de duros ditadores (!), que abusavam de jovens estudantes em seus porões...

Logo depois de usados, alguns FAL foram levados para as maléficas Indústria de Material Bélico do Brasil, onde foram obrigados a participar de testes, serem usados (novamente) como cobaias, até perderem sua capacidade de agir. Enquanto isso os FAL do Exército Brasileiro eram finalmente usados para seu objetivo de fabricação! Matar vagabundos maconheiros que gostavam de falar palavrão em música, e achavam tudo isso bonito Caçar comunistas! O FAL teve várias oportunidades de exterminar alguns dos caras mais odiados do Brasil, como José Dirceu. Infelizmente o Exército Brasileiro era ruim humanista demais (?) Durante a ditadura, e deixou esse desgraçado fugir vivo para roubar ganhar dinheiro de nós contribuintes...

Cquote1.png Porra, quando não é pra matar, matam, mas quando é, erram! Cquote2.png
Você sobre o orgulho que sente do exército brasileiro e seus feitos pelo Brasil

E esse fuzil brazuca? Pegou?[editar]

Um FAL e um IMBEL e suas diferenças.
Da Esquerda a Direita: .22LR, 9mm, 7.62x39, .30-06

Logo a IMBEL deixou um legado. O IMBEL MD-2! Um fuzil legitimamente brazuca, que é uma evolução nótavel de seu antecessor, isso porquê na verdade é uma adaptação do antigo FAL para a munição 5,56x41mm (aquela que só machuca), o resultado foi espantoso, incrível, simplesmente conseguiram deixar ele mais pesado! O novo FAL (Fuzil de Assalto Ligeiro) tem até um nome original, nem lembra o belga! O exército foi responsavél por essa brilhante ideia, infelizmente a IMBEL resolveu chama-lo de MD-1, MD-2, MD-3, MD-4... A IMBEL fabrica também o Para-FAL, que é usado por polícias militares, pára-quedistas militares e outras forças especiais por ser mais leve. Também fabrica um modelo com o poderoso calibre 22LR, adaptado ao FAL, mas "poderoso" foi sarcasmo, já que o calibre 22LR é de moçinha, é só vê a foto aí ao lado.

O IMBEL tinha vantagens e desvantagens sobre o AK-47, já que usam calibres parecidos. O IMBEL por ser um armamento mais longo do que o AK-47 tende a ser mais preciso nos seus disparos e seu calibre 7,62mmX51mm tem um projétil mais rápido do que o 7,62mmX39mm do AK-47 que por sua vez perde em impactação do alvo. As vantagens do AK-47 para o IMBEL é o tamanho, mais adequado ao assalto curto e a sua manutenção incomparável entre os fuzis de assalto de todo o mundo, além é claro de ser um fuzil atlético, não obeso como o IMBEL. Utilizado por polícias militares de quase todo o Brasil e visto com frequência nas incursões do BOPE no Rio de Janeiro, em sua maioria com coronha rebatível.

Atualmente, o MD já chegou na versão número 92. Mas está ainda não chegou no Rio de Janeiro. Quando o Comando Vermelho encontrar, com certeza o BOPE irá atrás... No sentido de dá o fora... Vendo que o MD-2 (FAL calibre 5,56mm e mais pesado que o FAL 7,62mm) não daria em nada resolveram mudar o sistema. Copiaram o sistema de funcionamento dos fuzis modernos, adotaram um corpo de alumínio (em vez de aço) e criaram o MD-97. O único problema é que ao invéz de usar um alumínio decente eles usaram alumínio de panela vagabunda, e o coitado do MD-97 tinha a resistência mecânica de um Lada Niva. Eles ainda estão tentando evoluir o "Me Desmancho em 97 pedaços" (MD-97) para ele parar de se desmanchar em tantos pedaços (atualmente ele se desmancha em 97 pedaços, óbvio). Estão pensando em usar alumínio de arma de verdade, e até titânio em algumas partes (pra quem não sabe o titânio só perde em resistência para o Adamantium). Na última LAAD a Imbel apareceu com umas versões com pinturas carnavalescas e uns pedacinhos de trilho pregadas no modelo antigo (o que se desmancha) na tentativa de dar a ele uma imagem de modernão, mas não colou.

Cquote1.png Drogas, tô fora! Cquote2.png
Exército Brasileiro sobre MD-97

O modelo MD-97 para as Forças Especiais... É do Brasil, apresar do nome.

Videos do FAL[editar]

Ver também[editar]