Excalibur

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Harrypotterputa.jpg Hocus Pocus!

Este artigo se trata de charlatanismo magia, encantos e todo tipo de macumba. Ele serra pessoas ao meio, tira coelho de cartola, faz vodu e adora uma varinha mágica. Se vandalizar, Mestre dos Magos fará você desaparecer.

CarlosMagno-coroacao.jpg
Cruz-3.jpg

Este artigo fala sobre coisas medievais!


Tenha respeito ou vais para dama de ferro!

Um ser humano em processo de decomposição demonstrando como pegar na espada.
Cquote1.png E nada de bagunça na casa da vovó, ouviu bem? Cquote2.png

A Excalibur é a espada que aparece em diversas historinhas, sempre com a intenção de dar mais status ao finado Rei Arthur. No geral, ela não é uma Master Sword ou uma Blade of Olympus da vida, mas também presta (se não estiver enferrujada, claro). Quem a possui, automaticamente tem um título de nobreza, e não é nem preciso verificar o CPF da pessoa.

Controvérsia[editar]

Por incrível que possa parecer, ainda há brigas para decidir se essa espada é a que estava bem enfiada numa pedra (tal como o Kid Bengala fez com a Bruna Ferraz) ou se é aquela que uma velha cadeirante, conhecida por "Dama do Lago" entregou a ele. Uma terceira vertente aponta que essa (qualquer uma das duas) também era a espada que Dom Pedro II usou para governar a Argentina, após ter invadido o Paraguai em busca de muamba.

A verdadeira história[editar]

Shura de Capricórnio escondendo a Excalibur dentro de onde ele achou melhor.

Tudo começa quando uma velha paraplégica resolve tomar banho num lago; porém, ela não esperava que uma onda de três metros viesse em sua direção. A princípio veio o desespero, depois ela conseguiu se segurar em algo. Arthur viu a cena e pegou um bote pra tentar resgatá-la (isso mesmo, resgatar a Excalibur, onde a mulher tava agarrada). Depois de umas tentativas, ele conseguiu arrancar da pedra a espada com velha e tudo, mas como ela ainda não largava do objeto, foi preciso que ele desse umas "excalibradas" nela. Não satisfeito com o que tinha ocorrido com a avó, Dom Pedro II desafiou Arthur para um duelo, só pra conseguir roubar a espada e ir para a Argentina.

Teoria das múltiplas "excalibures"[editar]

No caso do personagem não conseguir só a espada, ela vem com pedra e tudo mesmo...

Já foi feito até filme com o nome "excalibur", e a lista dos jogos que resolveram incluir essa espada no portfólio é mais extensa que o maior prédio de Dubai. Alguns produtores de jogos simplesmente distorceram o nome pra inventar títulos. Em trilhões de RPG's ele continua servindo pra batizar aquela espada filhadaputamente difícil de se conseguir.

Quando essa espada não é mais forte do que as outras porcarias do jogo, ao menos ela dá uma forcinha, ajudando a derrotar aquele chefe pé-no-saco... principalmente naqueles momentos em que o salário atrasa (ou você não o recebe por completo).

Composição[editar]

A espada é feita de uma liga especial (a mesma encontrada em muitas brocas). Mais espessa que uma folha de papel, geralmente é menos larga que um palmo, e a maioria de suas cópias possuem quase 1,70 m. Sem dúvidas, o melhor atributo dessa levíssima arma é o peso: exatas 2250 libras.